Connect with us

Opinião

Afinal, por que o Galaxy Note 7 está pegando fogo?

O que todos os casos de incêndio tem em comum? Todos ocorreram enquanto o smartphone está carregando. Isso com o carregador oficial.

A cada novo dia, há uma boa chance de um novo Galaxy Note 7 ter pegado fogo em algum lugar do mundo. Já chegamos em um estado onde isso não pode ser mais ignorado. Tanto que operadoras americanas pararam de vendê-lo, assim como a Samsung deixou de produzi-lo. Os casos registrados podem parecer percentualmente irrelevantes, já que a Samsung vendeu mais de 2 milhões de unidades. Mas cada vez menos pessoas estão dispostas a ser os “felizardos” em pegar a próxima unidade defeituosa.

Mas fica a questão: por que o Galaxy Note 7 está pegando fogo? Abaixo, uma explicação resumida das camadas de proteção da bateria, assim como os possíveis casos onde ela pode apresentar problemas (em inglês):

Circuitos de proteção

Como podemos ver, camadas de proteção não faltam. Basicamente, já é uma proteção tanto no carregador quanto no próprio aparelho e no circuito de gerenciamento da bateria. E, mesmo assim, o Galaxy Note 7 está pegando fogo. A explosão registrada ocorre pela própria pressão na bateria, que fica enclausurada em um espaço muito pequeno. Estaríamos sendo injusto se considerássemos somente ele, já que outros modelos também pegaram fogo, mas ele é certamente o principal.

O que todos os casos de incêndio tem em comum? Todos ocorreram enquanto o smartphone está carregando. Não podemos esquecer que o Note 7 tem suporte a carregamento rápido, o que certamente contribuiu para os casos. Ainda que não seja algo necessariamente determinante, já que há aparelhos que carregam ainda mais rápido e não apresentaram problemas, esse é um elemento que não pode ficar fora da equação.

Um dos casos que pode ser descartado é o dano físico da bateria. O Tesla S, por exemplo, sofria problemas por impacto, o que foi resolvido com uma placa de proteção contra perfuração. Não é um problema que o Galaxy Note 7, ou qualquer aparelho, está sujeito. Afinal, a bateria está muito bem protegida no interior do aparelho, e nenhum dos casos aconteceu por impactos mecânicos.

O mais provável

É arriscado pontuar um motivo sem a possibilidade de erro. Porém, o vídeo argumenta que o mais provável é que a bateria contenha impurezas em excesso, o que inicia uma reação em cadeia que os circuitos de proteção não são capazes de conter. Por que o Galaxy Note 7 está sofrendo com isso? Afinal, se fosse o motivo inquestionável, a Samsung poderia facilmente resolvê-lo instalando uma nova geração de baterias de 3500 mAh que não apresentassem esse problema.

A região danificada, isolada na bateria.

A região danificada, isolada na bateria.

Temos os nossos palpites. Em primeiro lugar, a pressa da Samsung em vender aparelhos. Mesmo depois de dois recalls, a falta de uma resposta efetiva demonstra exatamente isso. Provavelmente objetivada reiniciar as vendas em vez de ter a certeza de que o problema estava eliminado.

Em segundo lugar, smartphones estão cada vez mais finos e trabalham com cada vez mais energia. Basta lembrar que as resoluções não param de aumentar, os SoCs ficam cada vez mais potentes, cada vez mais sensores estão ativos e tudo isso deve funcionar bem em um espaço cada vez mais reduzido. Não podemos ignorar esse fato.

Em terceiro lugar, não podemos desconsiderar uma possível redução de custos. Em vez de aumentar o preço final, muitos fabricantes focam em reduzir os custos de produção. Isso pode ter chegado em um patamar onde a própria qualidade desdes fica prejudicada. O problema é que uma tela defeituosa simplesmente não ligar. Já a bateria, bom, já sabe, né?

Conte para nós: por que você acha que o Galaxy Note 7 está explodindo? Acredita em alguma das três hipóteses que mostramos acima? Diga-nos nos comentários!

Apaixonado por livros e ávido devorador de conteúdo, passa um bom tempo separando o que é informação e o que é ruído.

Comments

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top