Conecte-se conosco
cm10-cyanogenmod

Android

Análise: CyanogenMod10 (Android 4.1 Jelly Bean) para o Galaxy SII.

Na reta final de desenvolvimento da versão 9 (que é baseada no Android 4.0 ICS), que já se encontra muito estável, o membro da equipe de desenvolvimento Codeworkx lançou no fórum XDA Developers uma versão prévia da próxima rom, a CyanogenMOD 10 – baseada no recém-lançado Android 4.1 Jelly Bean. Como bom curioso e testador assíduo de ROMs, já fui logo instalando. Mas, será que vale a pena abandonar o sanduíche de sorvete e partir pra jububa no seu Galaxy SII? Confira…

Na reta final de desenvolvimento da versão 9 (que é baseada no Android 4.0 ICS), que já se encontra muito estável, o membro da equipe de desenvolvimento Codeworkx lançou no fórum XDA Developers uma versão prévia da próxima rom, a CyanogenMOD 10 – baseada no recém-lançado Android 4.1 Jelly Bean. Como bom curioso e testador assíduo de ROMs, já fui logo instalando. Mas, será que vale a pena abandonar o sanduíche de sorvete e partir pra jububa no seu Galaxy SII? Confira:

Logo no início do post vem o alerta em caixa alta: “ATENÇÃO: ISSO É APENAS UMA PRÉVIA, PODE CONTER VÁRIOS BUGS – SEM SUPORTE!“. Inicialmente, isso pode soar um pouco preocupante, mas como uso a CyanogenMOD 9 e conheço o nível de estabilidade da ROM, quis arriscar. Se estivesse muito ruim, bastava restaurar o backup do sistema.

Tomado as devidas medidas de segurança, iniciei a instalação da ROM e dos GAPPS. A instalação ocorreu sem problemas. Loguei na minha conta Google e meus contatos foram importados corretamente. Logo de cara, você se depara com a nova barra de pesquisa do Google (muito bonita por sinal) e que agora é “fixa” – você pode arrastar suas telas que ela continua lá, e basicamente ela não ocupa muito espaço, deixando a homescreen livre para se acrescentar ícones e widgets. A nova lockscreen também é muito bonita e suave. Os atalhos pré definidos são: câmera, destravar a tela e Google Now (que por sinal funciona tranquilamente em PT-BR).

A nova homscreen da CyanogenMod10.

E essa, a nova lockscreen. Estilosa, não?

O Google Now tem tudo pra ser um serviço ímpar, que vai se tornar febre em breve. Basicamente, o aplicativo pede permissão para acessar seus dados (localização, agenda, entre outros) para fornecer informações úteis antes mesmo de você pesquisá-las. Por exemplo, ao chegar em um ponto de ônibus, o Google Now reconhece sua localização por meio do GPS e exibe um cartão com as próximas linhas (horários e destinos) que vão passar por ali. Se você estiver no trânsito, o Google Now entende e faz uma busca na área do seu trajeto, verificando se há engarrafamentos ou acidentes, e traça a rota mais rápida para chegar no seu destino. Se a sua agenda estiver cheia, e você tiver alguns minutos livres perto da hora do almoço, o Google Now entende isso e te sugere alguns restaurantes por perto. E por aí vai. É um leque gigante de possibilidades.

Prazer, sou o Google Now.

A fluidez nas transições de tela e na interface em geral são impressionantes. A CM10 bate qualquer ROM baseada no Ice Cream Sandwich tranquilamente. No tópico do XDA, disseram que o Project Butter e a aceleração de hardware estão apenas parcialmente habilitados – o que é incrível considerando a velocidade em que a interface do sistema se comporta. Trouxeram para o Android o feeling dos aparelhos com iOS, toda aquela instantaneidade e integração da interface com o sistema. Junto com as novas notificações, esse ponto talvez seja o grande destaque do Jelly Bean. Ponto para o Google!

As novas notificações e a barra de tarefas são outro ponto destaque do Jelly Bean. Com as novas notificações, você pode expandir o conteúdo e fazer certas ações sem precisar abrir o aplicativo em si. Por enquanto, vi apenas dois aplicativos aproveitarem desse novo recurso: o Gmail e o Foursquare. E o sistema de tirar screenshots também tira proveito disso, mostrando uma miniatura na notificação e um atalho para compartilhar. Já a barra em si ficou mais limpa, com cores mais neutras (preto e branco) e com os atalhos que o time da CyanogenMod sempre coloca em suas ROMs, facilitando a vida de quem habilita e desabilita alguns recursos com frequência. O ajuste de brilho ao arrastar o dedo na barra de notificações também está disponível, basta habilitá-lo no meu de configurações.

É, sem dúvidas a barra de notificações mais elegante de todas as versões do Android.

O aplicativo de câmera melhorou significativamente, na minha opinião. Os disparos estão mais rápidos e o touch-to-focus também. Além disso, é mais rápido o acesso à galeria com as últimas fotos e vídeos gravados. Sim, antes que você me pergunte – não há bugs na câmera ou no som. Os desenvolvedores já trabalharam isso no desenvolvimento do CyanogenMod 9, e a CM 10 utiliza praticamente os mesmos drivers.

O player de música padrão é o Apollo (e acho que isso não vai durar muito tempo na Cyanogen – ninguém gosta desse player). Funciona normalmente, mas prefiro o Google Play Music, que também roda de forma muito mais suave que no Ice Cream Sandwich.

Apollo – bonitinho mas ordinário.

Ainda bem que o Google Play Music funciona de forma surpreendente no Jelly Bean.

O sistema agora conta também com um corretor ortográfico bem parecido com o dos editores de texto. Independente do teclado virtual que você estiver usando, se digitar alguma palavra errada, um sublinhado vermelho aparece na palavra – e ao tocá-la, aparecem sugestões e a opção de adicioná-la ao dicionário. O reconhecimento de voz para digitação deu um salto enorme também. Agora é possível ditar longas frases e o aparelho, na maioria das vezes, transforma em texto todas as palavras corretamente.

Meus aplicativos não foram baixados automaticamente, como ocorria em algumas ROMs 4.0.X, então fiz o download de tudo novamente. Todos os aplicativos e jogos (pesados inclusive) que uso rodaram normalmente e sem problemas. Li comentários a respeito do não funcionamento do Viber – aplicativo de comunicação por voz – mas um update do aplicativo deve sair em breve.

No mais, a ROM CyanogenMOD 10 está muito leve e estável, mesmo sendo apenas uma prévia. Nenhum bug aparente, nada de force closes e problemas do tipo. A duração da bateria aqui, aparentemente é idêntica ou até mesmo um pouco melhor que a edição Release Candidate da CyanogenMOD 9. Se você sabe como flashear uma ROM e tem curiosidade e vontade de rodar a jujuba no seu SII, confira o tópico no XDA Developers.

Divirta-se!

código + música + coisas LGBTQ + gaming

Comentários

Mais de Android

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top