Conecte-se conosco
DSC_0170

Ciência e Tecnologia

Até ano que vem FISL!

DSC_0162

Hoje foi o último dia do FISL, e espero que vários de vocês tenham acompanhado as atividades pelo site oficial. Neste ano o evento contou com mais de 500 atividades distribuídas em 15 ambientes que variam de uma sala para 20 pessoas até um teatro para 500 espectadores.

Para aqueles que não puderam assistir alguma palestra, seja presencialmente ou pela web, a organização esta liberando as gravações de quase todas as palestras, mais especificamente as palestras das salas do prédio 41. Para conferir acesse a grade de palestras e clicando na palestra desejada terá um link para o vídeo.

A mensagem principal do evento deste ano foi a busca por liberdade, liberdade de escolha, de aprendizagem, de compartilhamento! Atualmente somos escravos de empresas de tecnologia. A liberdade total é quase impossível, mas isso não significa que devamos parar de lutar pelos nossos direitos.

Alguns enxergam esse ativismo como algo chato, mas até algumas décadas atrás ativistas anti-tabagismo também eram chatos. Hoje a sociedade vê os fumantes como os chatos da equação. A grande questão é que as pessoas ainda não entendem as reais consequências da falta de liberdade no consumo e no aprendizado.

Boa parte das palestras envolveu a discussão sobre o que é software livre, e atualmente são poucas as plataformas totalmente livres e que nos dão opções de escolha. Apple e microsoft não nos dão escolha. Android nos da mais escolha mas não toda. Mesmo o Ubuntu não nos da liberdade total. Fabricantes de hardware não nos deixam escolher. O próprio kernel linux ainda nos proíbe de fazer algumas escolhas. No Ubuntu, mesmo quando o usuário solicita que somente Software Livre seja instalado, ele instala software privativo.

mascotes

Nessa discussão alguns símbolos são questionados, como o clássico pinguim chamado Tux que é o mascote do kernel Linux e amplamente difundido como símbolo de Software Livre. Uma vez que o Linux não é, atualmente, totalmente livre este não deveria ser o melhor mascote da causa. Por este motivo foi criado o Freedo, que pretende representar melhor o movimento, mas como todo debate, o seu uso não é um consenso.

Alguns defendem que o usuário deve ser livre para escolher, inclusive, que ele quer usar um software não livre. Mas se o usuário pode ser livre para se “aprisionar” num software que lhe tira a liberdade, porque não podemos solicitar que sejamos presos numa cadeia sem cometer um crime? O direito de se aprisionar não é uma liberdade, pois ele não te leva à liberdade.

Mas não é só esse tipo de discussão que o evento proporciona. Em meio a esse debate muito conhecimento, de todas as áreas, é compartilhado. Foram apresentados projetos de ensino com o Jovem Hacker. Aplicativos para ensinar programação como Scratch ou Portugol. Várias empresas ainda apresentaram seus cases de implementação de SL. Órgãos do governo como Ministério da Cultura, Datasus, Banco do Brasil, EBC e outros apresentaram vários aspectos de sua infraestrutura e quais as dificuldades dessa implementação. Muitas vezes a dificuldade é mais por resistência dos usuários do que problemas técnicos efetivamente.

DSC_0110

Em várias palestras e oficinas foi possível aprender o funcionamento do vários SL como Gimp (editor de imagens), Inkscape (editor de imagens vetoriais), freeCAD (editor de modelos em 3D) entre outros. Algumas disseminaram dicas, padrões e regras de segurança para desenvolvedores e para profissionais de infraestrutura digital. Outras também falaram como construir e usar hardware livre como Arduíno e RaspberryPi. Um dos locais que mais chamavam atenção do público era a área de estandes dos grupos de usuários e projetos onde podia-se ver onde algumas impressoras 3d auxiliando nas oficinas de materialização de modelos reais de seus projetos.

DSC_0124

Alguns grupos de pesquisa exibiram seus projetos de robótica e eletrônica totalmente livre. Um destes mostrou como construir uma estação meteorológica com Arduíno, outro como montar um computador de bordo para seu carro com apenas 50 dólares. Ainda tinha um que cria suas próprias placas lógicas para os projetos, sendo num deles um amplificador de sinal.

DSC_0166

As palestras mais movimentadas certamente foram aquelas ministradas pelo já famoso Jonh MadDog Hall, que fala sempre sobre como devemos lutar pela liberdade e também de seu projeto cauã que pretende disseminar conhecimento e gerar renda para estudantes de informática, além de suporte de baixo custo para pequenos empresários. O teatro também ficou lotado com a palestra de André Noel, do site Vida de Programador. André falou sobre como ele criou e mantém todo seu  site utilizando apenas software livre.

DSC_0152

Pela primeira vez os inscritos no FISL ganharam acesso gratuito ao Museu de Ciências e Tecnologia da PUCRS, que fica no prédio anexo ao evento. O espaço conta com 4 andares onde podemos ter contato com várias áreas da ciência e tecnologia. Vários ambientes com exemplares biológicos da fauna e flora brasileira, humana e até alguns pré-históricos.

Um salão inteiro é voltado para experiência de física envolvendo eletricidade, mecânica, luminosidade, termodinâmica e outros. Enfim, um parque diversões nerd! O museu fica aberto de segunda a sexta e o ingresso custa 24 reais, um valor mais do que justo pela experiência proporcionada. Eu particularmente fiquei quase 4 horas passeando e interagindo com tudo, inclusive com o giroscópio humano! Sem dúvida um passeio que vale a pena.

Indiscutivelmente está edição teve um público bem abaixo dos últimos anos, com pouco menos de 4000 inscritos. Mesmo assim a qualidade técnica de tudo que foi apresentado foi de grande proveito para o público. A grande diversidade de áreas de conhecimento atingidas pelas palestras e oficinas sempre é enorme. Seja qual for a atividade de um participante do FISL ele certamente aprenderá algo de útil num evento como estes.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Para finalizar deixo a mensagem de que num evento de software livre não se falam somente de Linux. Existe uma cultura de se debater qualquer assunto que possa agregar conhecimento para todos. Participe de eventos, troque experiência e conhecimento. Espero te encontrar num próximo evento!

DSC_0170

Curioso sobre tudo que há ao nosso redor. Entusiasta de Software Livre, Usuário Linux há mais de uma década e usuário Android fanático pela plataforma do robozinho verde. Nas horas vagas: desenvolvedor Android, adestrador canino e colecionador de camisetas.

Comentários

Mais de Ciência e Tecnologia

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top