Conecte-se conosco
apps-smartphone-bloatware-shutterstock_114893179

Android

Bloatware: Qual plataforma possui mais?

apps-smartphone-bloatware-shutterstock_114893179

Antes de mais nada, você sabe o que é um Bloatware? Essa é uma palavra criada no idioma inglês. Bloat significa inchar, e portanto, um Bloatware é um software que serve para tornar o sistema operacional maior do que ele é.

Alguns fabricantes incluem em seus SOs uma série de aplicativos que, em tese, deveriam ajudar o usuário. O governo brasileiro até colaborou para a existência de ainda mais Bloatwares em nossos aparelhos, obrigando os fabricantes a incluírem pelo menos 5 apps nacionais para obter desoneração de impostos.

Para descobrir qual plataforma possui mais Bloatware, fizemos um comparativo entre vários aparelhos. Verificamos quais aplicativos eram impossíveis de serem removidos, ou seja, mesmo querendo remover, isso não é possível. Esse comportamento obriga o usuário a ficar com um sistema “inchado”.

Comparar diferentes plataformas é algo um pouco complicado, então criamos algumas regras para tentar fazer a comparação ficar mais justa. Primeiramente vamos ignorar aplicativos que realmente são básicos de sistema, como: configurações, contatos, calendário, câmera, browser, e-mail, fotos, música e a própria loja de apps.

Mesmo que você não goste de algum destes aplicativos padrão, que já vem na plataforma, eles estão presentes em todos os aparelhos. Em nenhum deles é possível remover este tipo de aplicativo.

Em nossa comparação utilizamos aparelhos das plataformas Apple, Microsoft e Google. Ocorre que as duas primeiras são extremamente restritivas quanto a customização de seus sistemas operacionais, enquanto a última é mais maleável. Essa característica pode causar alguma distorção nos resultados. A melhor forma que encontramos de contrapor este item foi incluirmos na comparação aparelhos da linha Nexus, que são mantidos pelo próprio Google, ficando livres de apps de fabricantes.

Abaixo a lista dos aparelhos utilizados no comparativo:

  • Apple iPad Mini – iOS 9.2.1;
  • Nokia Lumia 820 – Windows Phone 8.1;
  • Motorola MotoG 2013 – Android 5.1;
  • LG G3 – Android 5;
  • Azus Zenfone 5 – Android 5;
  • Sony Xperia Z2 – Android 5.1.1;
  • Samsung S6 Edge+ – Android 5.1.1;
  • LG Nexus 5 – Android 6.0.1;
  • Samsung Nexus 10 – Android 5.1.1;

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Nessa comparação incluímos todos os aplicativos que não habilitam o botão de desinstalação. Só consideramos aparelhos sem root e totalmente originais. Qualquer coisa fora do original não seria uma comparação justa. Dito isto, abaixo podemos ver um comparativo com o total de aplicativos não removíveis:

grafico-bloatware-totais

Este gráfico deixa claro que a plataforma Android realmente possui mais apps que o usuário não pode remover. O interessante é que o sistema da Apple realmente tem uma quantidade muito baixa de aplicativos obrigatórios. Fora isso, podemos notar que a diferença entre a plataforma Microsoft e um telefone nativo do Google não é tão grande. Mas o que fica ainda mais claro é o quanto os fabricantes incluem de aplicativos em aparelhos Android.

grafico-bloatware-fabricantes

A quantidade de aplicativos que a fabricante Asus instala nos aparelhos, sem a opção de remoção, é alarmante. Quase 10 vezes superior ao total de apps não-removíveis do LG G3 Apesar de incluir seus próprios softwares, alguns fabricantes removem os nativos similares, para diminuir o peso no sistema e evitando a redundância.

grafico-bloatware-nativos

Aqui fica evidente o poder de customização do Android. A Samsung removeu tanto os seu apps nativos que ficou com menos aplicativos do que a Apple. Todos os demais apps que tem a remoção bloqueada na Samsung, são da própria fabricante e não da plataforma.

A impressão final é que a plataforma Apple realmente possui menos bloatware, mas quem carrega a maior parte da culpa pelos bloatware do Android são os fabricantes. O caso mais extremo foi identificado no aparelho da Asus, que deixa todas alternativas nativas e ainda adiciona quase 40 itens que não podem ser removidos.

Apesar disso, devemos salientar que o ponto negativo dos bloatware está relacionado com o espaço ocupado na memória interna e não com o desempenho do aparelho. O pessoal do Android Authority fez uma analise muito boa sobre o quanto de bateria os bloatware consomem do aparelho. Segundo a análise deles, o consumo é praticamente irrelevante.

Depois de todos esses números você já sabe porque uma atualização de sistema de alguns aparelhos tem 400MB enquanto outros de 1,3GB.

E o seu aparelho? Tem muito Bloatware?

Curioso sobre tudo que há ao nosso redor. Entusiasta de Software Livre, Usuário Linux há mais de uma década e usuário Android fanático pela plataforma do robozinho verde. Nas horas vagas: desenvolvedor Android, adestrador canino e colecionador de camisetas.

Comentários

Mais de Android

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top