Conecte-se conosco
Uber

Ciência e Tecnologia

Câmara Municipal do Rio de Janeiro ignora pedidos do Uber por audiência pública

A segunda votação da PL que visa proibir o Uber no Rio de Janeiro será votado. Segundo o Uber, o poder legislativo ignorou pedidos de uma audiência pública.

Uber

Hoje (25) a Câmara Municipal do Rio de Janeiro irá fazer a segunda votação do projeto de lei que regulamenta o serviço público de transporte individual remunerado. O projeto já foi aprovado em uma primeira discussão no último dia 21 e impõe multa que vai de R$ 3 mil a R$ 7 mil para motoristas e empresas que oferecem serviços como o Uber.

Se aprovado novamente hoje, a proposta segue para a avaliação do prefeito Eduardo Paes. Segundo o G1, mais de 50 taxistas estavam estacionados na porta da Câmara Municipal para acompanhar a segunda votação.

O Uber crítica a postura do poder legislativo. Segundo a empresa, foram protocolados duas vezes (nos dias 10 e 21 de agosto) pedidos por uma audiência pública na Câmara Municipal do Rio de Janeiro e ambos os pedidos não foram atendidos.

“Acreditamos que para um projeto de lei atender às necessidades de melhoria na mobilidade urbana e fomentar a inovação, ele deve ser amplamente discutido não só entre legisladores mas com os atores envolvidos e, principalmente, ouvindo os anseios da população.” diz a Uber em um post em seu blog.

Projetos semelhantes que visam proibir o Uber já foram vetados no Distrito Federal, pelo governador Rodrigo Rollemberg, e em Vitória (ES) pelo prefeito Luciano Rezende. O aplicativo estreou na semana passada uma nova opção de serviço no Rio e em Brasília, o uberX, que oferece tarifas ainda mais baratas.

19, estudante de Comunicação e Multimeios na PUC-SP. Curioso e apaixonado por tecnologia, escreve sobre o tema há cinco anos.

Comentários

Mais de Ciência e Tecnologia

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top