Conecte-se conosco

Geral

Chrome OS: o que traz de importante?

Hoje o Google anunciou alguns detalhes do seu sistema operacional denominado Chrome OS que, como o próprio nome sugere, é quase que completamente baseado no navegador homônimo. Enquanto muita gente divulgou a notícia especulando que o novo sistema veio para brigar com o Windows, uma análise mais detida mostra que não é bem assim.

Mas, enfim, por que o novo concorrente de Windows, Mac OS, Linux, iOS e Android (sim, deles também!) traz de diferente? Vamos a uma pequena preview:

Início Super-rápido

Uma das maiores chateações dos computadores atuais é o tempo que eles demoram entre apertar o “Ligar” e ter, de fato, o desktop pronto para interação. O objetivo do Google, através de um OS leve e memória flash (no lugar dos discos rígidos) é atingir o ligamento instantâneo, ou seja, nenhum tempo de espera após apertar o “Ligar”, muito como vemos hoje nos tablets e smartphones.

Configuração fácil e rápida

Qualquer um que já formatou um computador com Windows, Linux ou Mac OS sabe como é trabalhoso e demorado instalar um sistema operacional do zero. O Chrome OS quer mudar isto. Como demonstrou o Google, instalar o sistema do zero requer apenas quatro passos e alguns segundos.

Conectividade integrada

Um sistema quase que totalmente baseado na internet precisa, obviamente, de uma conexão com a internet. O Google não deixou por menos, e, pelo menos o notebook protótipo apresentado, já vem com modem universal (GSM e CDMA) e com um plano de dados da operadora americana Verizon também embutido, com 100 MB gratuitos por mês por 2 anos e, ainda, planos a partir de 9 dólares para quem precisa mais.

O lema aqui é já deixar nas mãos do usuário tudo que ele precisa para conectar à internet das operadoras.

Segurança e Atualizações

O Chrome OS roda na base do Chrome, que, nas últimas versões, tem voltado seu foco muito para atualizações automáticas e isolamento de processos e plug-ins (sandbox). O Chorme OS terá tudo isto melhorado, ou seja, o próprio sistema e todos os seus aplicativos serão atualizados para as últimas versões automaticamente, sem intervenção do usuário. Além disto, praticamente grande parte dos processos rodará isolada do resto do sistema, o que diminui riscos e frequencia de travamentos.

O Chrome OS também prevê criptografia automática dos dados do usuário e fará sempre uma checagem no boot, para verificar integridade de software e hardware e, identificada alguma irregularidade, ele automaticamente fará a restauração de uma imagem de backup anteriormente gravada.

Velocidade

O navegador Chrome é rápido. Bem mais rápido que a concorrência, pra abrir páginas e pra iniciar ele próprio. O objetivo do Chrome OS é justamente este: ser muito mais rápido que a concorrência. Ligou, está na internet, pronto para pesquisar no Google e, de quebra, dar uns trocados pra eles clicando nas propagandas.

Resumo

Como vocês podem ver, o foco do Chrome OS é bem diferente dos autuais sistemas operacionais de desktops, se aproximando muito mais de iOS e Android do que de Windows, Linux e Mac OS propriamente ditos. Embora o Google não tenha deixado games de lado, está explícito que performance em games e aplicações pesadas não vai ser o foco do Chrome OS.

Assim, editores de imagens, vídeo, sons, aqueles que mexem com múltiplos aplicativos ao mesmo tempo, grandes bases de dados e afins continuarão a usar seus sistemas. O Chrome OS é, de alma, um sistema leve para netbooks, para quem os compra realmente para ler, acessar e-mails e etc.

Resta saber se, até ele de fato ser lançado no mercado, os tablets como iPad e Galaxy Tab não ocuparam este nicho.

Atualmente advogado, mas apaixonado por tecnologia e tentando uma nova carreira na área, não passo um dia sequer sem usar algo feito por Apple, Google, Microsoft e Amazon.

Comentários

Mais de Geral

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top