Conecte-se conosco
smt-ApplePay-capa

Apple

Confirmado! Apple Pay deve chegar ao Canadá e Austrália ainda neste ano

Tim Cook anunciou durante a coletiva de imprensa dos resultados trimestrais que o Apple Pay deve chegar ao Canadá e a Austrália ainda neste ano

smt-ApplePay-P1

Desde que a Apple anunciou o recurso Apple Pay nos Estados Unidos, o mundo todo passou a aguardar o momento em que o serviço também fosse disponibilizado para além das terras do Tio Sam. Em parte essa pergunta foi respondida ontem (27), durante a coletiva de imprensa sobre os resultados trimestrais da Apple. O CEO da empresa, Tim Cook confirmou que o Apple Pay estará “mais global” em breve.

O processo de expansão do Apple Pay já tem um destino certo. Graças a uma parceria com a American Express, clientes elegíveis na Austrália e no Canadá terão acesso ao novo recurso ainda este ano. Os passos seguintes também já foram definidos e Hong Kong, Singapura e Espanha devem receber o Apple Pay no início do ano que vem (2016).

smt-ApplePay-P4

Além dos Estados Unidos, o único país do mundo que conta com o sistema de pagamento da Apple é o Reino Unido, que recebeu o serviço em julho deste ano. A expansão do Apple Pay em regiões estratégicas é muito importante para que o recurso se estabeleça no mercado. Por enquanto, apenas clientes do American Express estarão habilitados a ter o serviço. Cook não deu nenhuma indicação de quando o recurso chegará a outros cartões de crédito e bancos.

O anúncio da expansão do Apple Pay foi uma espécie de “cereja do bolo” da coletiva de imprensa dos resultados trimestrais da empresa. A Apple mais uma vez superou as melhores expectativas e bateu o recorde de lucratividade, apresentando um crescimento de 31% em relação ao mesmo período do ano passado. De acordo com comunicado de imprensa, a empresa obteve a receita de 51,5 bilhões de dólares com lucro líquido de 11,1 bilhões (ou US$ 1,96 por ação).

smt-ApplePay-P5

A quebra do recorde ocorreu graças às vendas de 48 milhões de iPhones, do bom rendimento do Apple Watch e um recorde em vendas de Macbooks. Mais uma vez, o iPad foi o produto que apresentou os piores índices, com uma queda nas vendas de 20% em comparação com o ano anterior. Mesmo assim, o clima em Cupertino era de absoluta sensação de vitória. De fato, não faltavam motivos.

Jornalista, fã de cinema e curioso de todas as coisas. Sempre atento às informações, escreve sobre ciência, comportamento e as novidades do mundo tecnológico.

Comentários

Mais de Apple

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top