Conecte-se conosco
elon-musk-propoe-nave-para-levar-100-humanos-a-marte-em-80-dias-2-png

Ciência e Tecnologia

Elon Musk propõe nave para levar 100 humanos a Marte em 80 dias

Acredite. Elon Musk, CEO da empresa espacial privada SpaceX, divulgou em transmissão ao vivo planos de “colonizar o planeta Marte”.

Elon Musk propõe nave para levar 100 humanos a Marte em 80 dias

Elon Musk: mais do que ficção, uma questão de escala.

Nesta terça (27), Elon Musk, CEO da empresa espacial privada SpaceX, divulgou em transmissão ao vivo planos de “colonizar o planeta Marte“. Lançada a partir da Terra, a nave comportará 100 passageiros e levará 80 dias para chegar ao seu destino.

O que parecia uma proposta de ficção científica é para Elon  – co-fundador do sistema de pagamentos móveis PayPal e de duas empresas visionárias como a Tesla (que produz carros elétricos, autônomos e tecnologias voltadas ao armazenamento de energia solar) e a SpaceX, aqui mencionada – apenas uma questão de investimento e produção em massa.

A colonização de Marte, na visão da SpaceX, além da criação de uma cidade autossustentável no planeta, teria de incluir formas de produção de combustível para alimentar as espaçonaves que viajarão de um planeta a outro.

A Viagem

O plano é enviar cerca de 100 pessoas por viagem, embora Musk pretenda que, em última análise, a nave comporte 200 ou mais passageiros por voo, tornando assim mais barato o “custo por pessoa”. A viagem pode demorar tão pouco como 80 dias, dependendo do ano e da tecnologia utilizada. A esperança é que o tempo de transporte seja de apenas 30 dias “em um futuro mais distante.”

elon-musk-propoe-nave-para-levar-100-humanos-a-marte-em-80-dias-1

A primeira nave será chamada de “Coração de Ouro”, em homenagem ao livro O Mochileiro das Galáxias.

O foguete, rebatizado de Interplanetary Transport System (Sistema de Transporte Interplanetário, em tradução livre), suportará a nave e terá um diâmetro de 12 metros e altura total de 122 metros. Ao todo, será possível transportar cargas de até 450 toneladas. Como se esperava, ele será reutilizável.

Já a nave, ao se destacar do foguete, irá reabastecer em órbita. Isso é fundamental, de acordo com Musk, porque o reabastecimento em órbita torna a viagem muito mais barata e, portanto, mais factível. Idealmente, uma equipe poderá construir uma fábrica de propulsores em Marte e enviar as naves de volta dessa maneira.

Da Terra ao planeta Marte: a viagem inclui abastecimentos em órbita.

Da Terra ao planeta Marte: a viagem inclui abastecimentos em órbita.

Para tornar a viagem mais atraente para seus tripulantes, Musk comenta que a ideia é projetar uma nave com amplo espaço, com áreas de “esportes em gravidade zero”, cabines, restaurante e, claro, filmes. Dependendo da escala do projeto, o custo por viajante poderá ser reduzido a US$ 100.000.

Interior da nave, que comportará 100 passageiros.

Interior da nave, que comportará 100 passageiros.

Uma simulação desenvolvida pela empresa dá uma ideia do tamanho do projeto:

A Colônia

Uma vez que chegue a Marte, o veículo deverá pousar na superfície de forma suave. Os passageiros da nave espacial irão utilizar o veículo, bem como carga e hardware que já foi enviado até Marte em viagens anteriores, para a criação de uma colônia de longo prazo. A uma taxa de 20 a 50 total de viagens para Marte, estima-se que levará de 40 a 100 anos para que a nova comunidade torne-se uma civilização totalmente autossustentável, com um milhão de pessoas.

Esta não será uma viagem só de ida: é importante dar às pessoas a opção de retornar, mesmo que alguns decidam ficar. E, em qualquer caso, “precisamos da nave espacial de volta”, diz Musk.

Ele deu poucos detalhes sobre quem serão os primeiros pioneiros. “Nós estamos tentando fazê-lo de tal forma que qualquer pessoa possa ir” com “talvez alguns dias de treinamento”, diz Musk.

Mas isso é Possível?

Conseguir chegar a Marte, a uma distância média de 225 milhões de quilômetros da Terra, e viver ali exige uma verdadeira proeza da engenharia e um orçamento imenso. “É improvável que (Musk) seja capaz de levar humanos a Marte em 2025”, estima John Logsdon, ex-diretor do Instituto de Política Espacial da Universidade George Washington.

O diretor, no entanto, reconhece que embora o cronograma de Musk seja ambicioso, “é emocionante que exista alguém com esta visão” e “todos estamos interessados em ver o que tem em mente e como pode apresentar algo convincente”.

A agência espacial americana, NASA, que também estuda os efeitos no corpo humano de um voo espacial prolongado, anunciou seus próprios planos para enviar missões tripuladas a Marte para a década de 2030.

Confira abaixo o resumo da apresentação transmitida hoje, em 5 minutos, editada pelo site americano The Verge:

E você, o que acha deste anúncio? Elon Musk é um gênio ou um louco?

Bruno A. Martinez é advogado, bancário e criador do Showmetech. E sim, todo mundo pergunta por que ele não estudou algum curso relacionado com tecnologia.

Comentários

Mais de Ciência e Tecnologia

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top