Conecte-se conosco
smt-Volkswagen-capa

Geral

Entenda o escândalo da Volkswagen neste vídeo explicativo

Vídeo feito pelo portal The Verge explica como a Volkswagen utilizou um software para burlar às normas ambientais de emissão de CO2

smt-Volkswagen-capa

Num noticiário já dominado pela palavra “crise“, a Volkswagen da Alemanha contribui para aprofundar esse cenário ainda mais. No dia 22 de setembro, a empresa admitiu publicamente que 11 milhões de veículos movidos a diesel – entre eles, as versões TDI dos carros Golf, Jetta, Beetle e Audi A3, produzidos entre 2009 e 2015, além de Passats feitos entre 2014 e 2015 – foram adulterados.

O caso tem sido mencionado na mídia internacional como Dieselgate, (em referência ao caso Watergate) e prejudica a imagem da montadora alemã, já que a empresa que se posicionava como ambientalmente consciente, tendo assumido o compromisso de reduzir as emissões de CO2 até 2020.

Além do prejuízo na imagem, as consequências financeiras do escândalo foram imediatas e as ações da empresa sofreram quedas abruptas nas bolsas de valores do mundo todo. Somente nos EUA, a Volkswagen será obrigada fazer um recall e consertar gratuitamente cerca de 500 mil veículos vendidos no país.

A montadora anunciou que separou 6,5 bilhões de euros (cerca de 29 bilhões de reais) para arcar com multas e consertar os carros. O valor equivale a metade do lucro da montadora previsto para este ano. Além disso, Martin Winterkorn, CEO da empresa desde 2007, renunciou ao cargo de presidente-executivo da Volkswagen.

smt-Volkswagen-CEO

Martin Winterkorn renunciou ao cargo de CEO da Volkswagen

Se as consequências do escândalo são conhecidas, as causas são um pouco mais complexas. A fraude envolveu um software instalado na central eletrônica dos veículos que alterava as emissões de poluentes apenas quando eram submetidos a vistorias. Dessa forma, os resultados apresentavam emissões que se adequariam às normas americanas, mas em condições normais de condução, a emissão seria até 40 vezes maior do que o permitido.

Para compreender melhor como esse software fazia isso, o portal The Verge fez um vídeo explicativo em que demonstram como a fraude funcionou. Em pouco mais de 2 minutos (em inglês, sem legendas, mas de fácil compreensão) é possível ter uma boa noção de como a Volkswagen conseguiu burlar as autoridades americanas durante um tempo. Confira no vídeo abaixo!

Jornalista, fã de cinema e curioso de todas as coisas. Sempre atento às informações, escreve sobre ciência, comportamento e as novidades do mundo tecnológico.

Comentários

Mais de Geral

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top