Connect with us
mozilla

Ciência e Tecnologia

Entenda a polêmica envolvendo o CEO da Mozilla

Mozilla nomeia novo CEO interino, após polêmica anti-gay. Chris Beard, é apontado como tendo participado de forma decisiva na empresa desde o início.

mozilla

Os últimos dias foram tumultuados para a Mozilla, empresa mais famosa pelo navegador Firefox. No dia 24 de março  Brendan Eich foi nomeado para o cargo de CEO (Diretor Executivo), só para renunciar apenas 10 dias depois. Hoje a empresa parece ter dado um passo na direção certa, nomeando Chris Beard como CEO interino e sugerindo fortes chances de que ele possa conseguir o cargo de forma definitiva.

Mozilla nomeia novo CEO interino após polêmica anti-gay

Beard, até então CMO (Diretor de Marketing) da Mozilla, é apontado como tendo participado de forma decisiva na empresa desde o desenvolvimento do Firefox 1.0.  Mitchell Baker falou ainda no blog oficial da empresa: “A Mozilla precisa atuar rápida e decisivamente. Isso é a chave para qualquer líder na Mozilla, incluindo nosso CEO, seja ele interino ou não. A experiência e a visão de Chris são altamente alinhadas com os nossos objetivos”. Beard também é sócio de uma firma de investimentos de capital de risco especializada em empresas de tecnologia, a Greylock Partners.

Entendendo o que aconteceu

Em 2008, Eich fez uma doação, em seu próprio nome, no valor de US$ 1.000,00 para uma campanha  que pedia a aprovação de uma lei que proibia o casamento gay na Califórnia e revogava os já realizados. Em 2012, uma lista com as doações para a proposta veio à público, com o nome de Eich e a empregadora, Mozilla, bem ao lado. Na época isso causou uma comoção tão séria no Twitter que Eich foi obrigado a prestar uma declaração sobre o assunto: “Eu não insisto que ninguém concorde comigo em muitas coisas, incluindo assuntos políticos, e eu evito colocar minhas crenças pessoais no caminho dos outros em todos os sentidos, seja na Mozilla, seja na internet. Eu espero o mesmo em troca”. Apesar de tudo, Eich conseguiu manter o seu cargo de CTO (Diretor de Tecnologia) e o caso acabou escorregando para o esquecimento.

Entretanto, com sua nomeação para CEO, tudo mudou e Eich passou a ser bombardeado tanto pela comunidade LGBT, quanto pelos próprios funcionários da Mozilla, que pediam a sua renúncia. Alguns sites chegaram a propor o boicote ao navegador  Firefox pelos seus usuários. O Site de relacionamento OKCupid, por exemplo, redirecionava todos os usuários que estivessem usando o navegador a uma página que contava toda a história de Eich.

A pressão foi tanta que Brendan Eich foi forçado a renunciar “voluntariamente”. Em comunicado divulgado por ocasião da renúncia, a empresa, reconhecida por pregar a igualdade no acesso a informações, desculpou-se pela decisão de colocá-lo no cargo: “A Mozilla se orgulha de ser colocada em um padrão diferenciado e, na última semana, nós não honramos isso. Nós sabemos porque as pessoas estão magoadas e com raiva, e elas estão certas: é porque nós não fomos fiéis a nós mesmos”.

Fontes: The Mozilla BlogTechCrunch

Assistente de Juiz de Direito, dublê de gamer, entusiasta de Hardware nas horas vagas e apaixonado por Android.

Comments

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top