Conecte-se conosco
home-lg-250-100

Android

Especial: tudo sobre o Android 4.0 (Ice Cream Sandwich) – Fotos e informações

Compilando as informações que encontramos na internet, já é possível ter uma boa idéia de como o novo Ice Cream Sandwich – a versão 4.0 do sistema Android – se comportará em smartphones e tablets. Veja abaixo nossas impressões…

Compilando as informações que encontramos na internet, já é possível ter uma boa idéia de como o novo Ice Cream Sandwich – a versão 4.0 do sistema Android – se comportará em smartphones e tablets. Veja abaixo nossas impressões:

1. Meu aparelho receberá essa atualização?

Segundo a Google, além do Galaxy Nexus, “teoricamente” todos os smartphones e tablets que já rodam o sistema operacional 2.3 (Gingerbread) ou superior, poderão receber a atualização para a versão 4.0. O “teoricamente” vem para excluir dois pontos:

  • Aparelhos que conseguiram a versão 2.3 através de ROMs customizadas não estão inclusos neste suporte. Ou seja, se originalmente o seu Android só podia ser atualizado até a versão 2.2, ele não será atualizado para a versão 4.0.
  • Como a atualização é totalmente dependente das fabricantes e operadoras de telefonia (caso o seu aparelho não seja retail/desbloqueado), é bom confirmar se ambas já garantiram alguma atualização para o seu atual ou futuro aparelho.

A Sony Ericsson, por exemplo, já prometeu que todos os seus smartphones da linha 2011 serão atualizados para o Ice Cream Sandwich (ICS, para encurtar). Já a Motorola, que lançou um dia antes do anúncio do Android 4.0 um smartphone com Android 2.3 (péssimo, hein?), começa a dar indicações de que ao menos seu tablet, o Motorola XOOM, será atualizado com o ICS. De acordo com a mesma, o Motorola Droid Razr também receberpa a atualização.

2. O Android 4.0 será o mesmo para smartphones e tablets?

Sim, uma das grandes mudanças desta versão é a unificação entre as pequenas e grandes telas (se é que se podem chamar as telas de 4.6 polegadas do novo Galaxy de pequenas). Descontando-se as personalizações que possívelmente serão criadas pelas fabricantes, ambos os sistemas funcionarão de forma similar, com widgets redimensionáveis e navegadores de internet com abas.

3. Fim dos Apps Obrigatórios (Bloatware):

Um dos incômodos dos smartphones Android, especialmente daqueles comprados em operadoras, são aqueles aplicativos pré-instalados que não podem ser removidos. Geralmente, eles não são usados pelo dono do aparelho, e só causam incômodo visual ou atraso desnecessário no sistema. No ICS será possível desabilitá-los, fazendo com que deixem de aparecer no app drawer. A única regra é que o aplicativo não faça parte do próprio ICS. Por exemplo, quem não usa o Gmail, poderá desabilitá-lo. Já o Gtalk, que por alguma razão desconhecida é parte do sistema operacional, não poderá ser removido.

4. Layout inspirado na versão Honeycomb (3.0):

Cheia de novidades como animações e menus translúcidos, a ICS tem clara inspiração na versão 3.0 do Android (Honeycomb). Características que antes só existiam em tablets, como os botões virtuais e a lista vertical de aplicativos abertos, agora passam a fazer parte também do mundo dos smartphones. A virtualização dos botões, aliás, era um longo desejo de muitos usuários, visto que smartphones com 3 ou 4 botões físicos-frontais, como o Galaxy SII e o Motorola Atrix, por exemplo, nem sempre os usam. Você já deve ter percebido isso, por exemplo, ao usar um aplicativo que não faz uso de alguma tecla. No sistema Android antigo, você teria que descobrir que ela não funciona clicando-o. No novo ICS, se a função não existir, não existirá também a tecla. Sensato.

Os criadores do ICS também beberam de outras fontes. Percebem-se no novo layout pequenas influências das UIs de outros fabricantes (TouchWiz, Sense), ROMs personalizadas (Cyanogen), apps de sucesso que já passaram pelo Android Market, e até de outros sistemas operacionais, como o iOS e o Windows Phone 7. Veja, por exemplo, como algumas informações são apresentadas em grandes quadrados com imagens, à lá WP7, não é mesmo? O aplicativo da câmera fotográfica, por exemplo, tem diversos filtros (Instagram?).

A interface enfatiza espaços abertos e texto e imagens grandes, como uma revista. Até uma nova fonte, batizada de “Roboto“, foi desenvolvida para o ICS. Na tela inicial agora é possível criar pastas com seus aplicativos ou contatos favoritos, que também podem ser adicionados à uma “dock“.

5. Screenshots passam a ser permitidas por padrão:

Uma função básica – muito requerida por diversos usuários, mas comumente esquecida em versões anteriores do Android – a possibilidade de salvar imagens da tela (screenshots) passou a ser permitida por padrão na nova ICS.

6. Melhorias no navegador de internet (Browser):

O navegador ou browser de internet também passou por uma reformulação. Além das correções de bugs e inclusão de abas, agora é possível salvar páginas para leitura offline e alterar a visualização para o “Modo Desktop”. Ainda, os favoritos agora poderão ser sincronizados com o Google Chrome.

7. A câmera ganhou velocidade:

Além do foco automático, nesta nova versão não existe mais o conhecido “shutter lag” da câmera (velocidade entre o clique e o momento em que o aparelho realmente captura a foto). Esse detalhe vem a calhar para que não sejam perdidos aqueles “momentos únicos” ao tirar fotos. Quem lida com fotos pelo smartphone sabe como isso é importante. Ainda, foram também incorporados uma série de filtros, além dos modos “panorâmico” e “time-lapse”.

Na gravação de vídeo, que pode ser feita até em resolução Full HD (1080p), o foco é ajustado automaticamente e de forma contínua, de acordo com a cena. Também é possível usar o zoom e até capturar fotos sem interromper a gravação do vídeo, no que a Google chama de “Video Snapshots“.

8. Reconhecimento de Face e Voz:

O novo ICS apresenta uma nova forma de destravamento do aparelho: o reconhecimento da face do usuário. Esta é uma função que chamou muita atenção durante a apresentação do sistema. Porém, é o tipo da coisa que precisa ser testada ao vivo para podermos confirmar se ela é tão útil quanto prática, não é mesmo?

Quanto ao reconhecimento de voz, presente em outras versões do Android, nota-se que melhorou muito. Segundo informam aqueles que já testaram o ICS, ele é mais rápido e ainda mais eficiente, transcrevendo instantaneamente o que se diz. Quando fizermos nossos próprios testes, detalharemos mais ambas as funções.

9. Monitoramento do sistema:

As funções de monitoramento do sistema ganharam muito com o ICS. Agora é possível analisar o consumo de dados e bateria do aparelho através de gráficos muito fáceis de manipular. Ainda, o sistema permite fixar limites, protegendo o usuário contra altas contas no final do mês.

10. Notificações:

O sistema de notificações foi aprimorado: os aplicativos tem mais controle sobre como elas serão apresentadas, elas podem ser acessadas mesmo na lockscreen e “descartadas” individualmente com um gesto. O painel de notificações também abriga controles do reprodutor de músicas, que agora podem ser acessados a partir de qualquer ponto do sistema.

11. Android Beam:

Aproveitando-se da tecnologia NFC presente, o ICS promove uma nova forma de partilhar informações: posicionando-se dois aparelhos próximos um do outro. Assim, é possível transferir informações de contato, links, imagens, arquivos, etc.

12. Contatos e Redes Sociais:

Na questão social, o Ice Cream Sandwich foi planejado e construído para tirar vantagens do Projeto Google+ e outras redes sociais, levando fotos e atualizações para dentro dos contatos armazenados no dispositivo.

O aplicativo de contatos foi reformulado, renomeado como “People“. Trata-se de um hub com seus contatos, tendo você em destaque. É possível visualizá-los na tradicional forma de lista ou em cartões (semelhante ao Windows Phone 7).

Entre no perfil de um contato, e você acessará os perfis de redes sociais dele, atualizações mais recentes, etc. É, basicamente, o que TimeScape e MotoBlur fazem a tempos, só que bem mais integrado ao sistema. Tocar na foto de um contato em qualquer lugar, por exemplo, dentro do aplicativo do Gmail, faz com que um menu de opções para contatá-la seja apresentado – via SMS, Twitter, Facebook, etc.

Quando você recebe uma ligação, uma foto de alta resolução ocupa toda a tela em plano de fundo. É possível ignorar a ligação, enviando imediatamente um SMS, caso não possa atender no momento. E o Ice Cream Sandwich possui APIs abertos para integrar correio de voz visual direto à lista de ligações feitas, ainda que não esteja claro se isso funcionará no Brasil.

13. Demais características:

  • Widgets são exibidas em uma nova guia, listados em uma lista similar aos aplicativos;
  • Criação de pastas usando arrastar e soltar;
  • Novo correio de voz visual que permite acelerar ou retardar as mensagens;
  • Passe para a esquerda ou direita para alternar entre conversas do Gmail;
  • Correção de erros melhorada no teclado;
  • Capacidade de acessar aplicativos diretamente da tela de bloqueio;
  • Copiar e colar melhorados; e
  • Novo layout da galeria de fotos, organizado pela localização ou por pessoa.
  • Gmail offline, com emails dos últimos 30 dias.

14. Galeria de Fotos:

15. Vídeo de introdução do Galaxy Nexus, com o ICS:

16. Hands-on do Ice Cream Sandwich:

Bruno A. Martinez é advogado, bancário e criador do Showmetech. E sim, todo mundo pergunta por que ele não estudou algum curso relacionado com tecnologia.

Comentários

Mais de Android

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top