Conecte-se conosco
smt-STEYE-capa

Geral

Estudantes londrinos desenvolvem preservativo que muda de cor para detectar DSTs

Estudantes londrinos desenvolvem preservativo que muda de cor para detectar DSTs. O S.T.EYE levou o primeiro lugar no Teen Tech Awards na categoria Saúde

smt-STEYE-P2

Um grupo de estudantes londrinos encontrou uma maneira muito criativa para alertar as pessoas sobre a presença de diversas DSTs (doenças sexualmente transmissíveis) antes do sexo começar. O S.T.EYE é um preservativo que muda de cor quando entram em contato com com vírus ou bactérias perigosas. A equipe da Academia Isaac Newton de Illford (Inglaterra) desenvolveu o protótipo para participar do prêmio anual Teen Tech Awards, que incentiva adolescentes a seguirem carreira em Ciência, Engenharia e Tecnologia.

Na prática, o S.T.EYE se parece exatamente como um preservativo normal, no entanto, ele possui uma camada embutida de moléculas que se ligam às bactérias e vírus associados às infecções sexualmente transmissíveis mais comuns, fazendo com que o preservativo mude de cor de acordo com a doença detectada: a cor verde indica clamídia, amarelo é sinal de herpes, roxo indica a presença do HPV (papilomavírus humano) e o azul marca a presença de sífilis.

smt-STEYE-students

Os estudantes: Musaz Nawaz, Daanyaal Ali e Chirag Shah (da esquerda para direita) durante o Teen Tech Awards

Os responsáveis pelo S.T.EYE são os estudantes:  Chirag Shah, de 14 anos, Daanyaal Ali, de 14 anos e Muaz Nawaz, de 13 anos. Ao jornal Daily Mail, Ali disse que espera que o preservativo torne as pessoas mais conscientes sobre as doenças sexualmente transmissíveis e mais dispostas a procurar tratamento caso possuam alguma delas. “Nós queríamos criar algo que deixasse a detecção de DSTs mais segura do que nunca, assim as pessoas podem tomar medidas imediatas na privacidade de suas próprias casas, sem os procedimentos invasivos dos médicos“, disse.

Além de vencerem o primeiro lugar na categoria “Saúde” do Teen Tech Awards, a descoberta ainda rendeu aos jovens um prêmio de 1000 euros (cerca de 3500 reais) para desenvolver o produto e uma visita ao Palácio de Buckingham. Os jovens acreditam que o S.T.EYE pode ajudar a tornar o sexo mais seguro no futuro. “Temos a certeza que com a paz de espírito que somos capazes de dar aos usuários, as pessoas poderão se tornar mais responsável do que nunca“, completou Ali.

Continue lendo
Você pode gostar...

Jornalista, fã de cinema e curioso de todas as coisas. Sempre atento às informações, escreve sobre ciência, comportamento e as novidades do mundo tecnológico.

Comentários

Mais de Geral

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top