Conecte-se conosco
smt-Coffee-capa

Notícias

Estudo aponta que beber (muito) café pode prolongar a sua vida

Estudo realizado pela Harvard School of Public Health revelou o consumo pesado de café pode ser benéfico a saúde e aumentar a longevidade

 

smt-Coffee-capa

Constantemente notícias sobre os benefícios (ou malefícios) de determinados alimentos ganham o mundo e levam ao céu (ou inferno) essa iguaria. E a bola da vez é o café.

A notícia deve agradar os amantes da bebida que a consomem em grandes quantidadesUm estudo realizado pela Harvard School of Public Health revelou que o consumo de quantidades regulares de café (mesmo o descafeinado) está associado a um menor risco de mortalidade.

Segundo a pequisa, Beber de 3 a 5 xícaras de café por dia reduz o risco de morte prematura em até 15% em relação a pessoas que não consomem a bebida. Os autores compilaram dados de registros médicos pertencentes a mais de 200.000 pessoas. Os participantes do estudo respondiam a questionários periódicos sobre o tipo de alimentos que consumiram ao longo de 30 anos. Durante o período, cerca de 30.000 participantes morreram.

smt-Coffee-P4

Outros estudos já demonstraram que o consumo de café reduz o risco de doenças cardiovasculares, doenças hepáticas, diabetes e disfunção erétil, mas este é o primeiro estudo que avalia os efeitos do consumo pesado de café. Se beber até cinco xícaras de café por dia reduz o risco de mortalidade, consumir mais do que isso não tem nenhuma associação com risco de mortalidade mesmo no caso dos fumantes.

Desconsiderando os tabagistas, a pesquisa apontou que beber mais de 5 xícaras de café por dia reduz o risco de mortalidade em 12%, enquanto os não-fumantes que bebem até 5 xícaras por dia tiveram um risco de mortalidade 15% menor do que os não-bebedores.

Os pesquisadores também concluíram que o consumo de pesado de café também reduz os riscos de doenças cardiovasculares, neurológicas e suicídio. Apesar de ampla e abrangente, nenhuma ligação com a mortalidade por câncer foi estabelecido pela pesquisa.

O estudo foi publicado pela American Heart Association e pode ser conferido na íntegra neste link.

Jornalista, fã de cinema e curioso de todas as coisas. Sempre atento às informações, escreve sobre ciência, comportamento e as novidades do mundo tecnológico.

Comentários

Mais de Notícias

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top