Conecte-se conosco
100829-whatsapp-android-symbian-nokia-iphone-blackberry

Ciência e Tecnologia

Facebook anuncia compra do WhatsApp por US$ 16 bilhões

Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, anunciou na página oficial da rede social a compra do aplicativo de mensagens WhatsApp por US$ 16 bilhões.

100829-whatsapp-android-symbian-nokia-iphone-blackberry

No fim da tarde desta quarta-feira (19/02), Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, anunciou na página oficial da rede social a compra do aplicativo de mensagens WhatsApp por US$ 16 bilhões (cerca de R$ 38,25 bilhões). Deste valor, US$ 4 bilhões (R$ 9,56 bilhões)  serão pagos em dinheiro e US$ 12 bilhões  (R$ 28,68 bilhões) em ações.

No anúncio, Zuckerberg disse que o WhatsApp é “simples, rápido e confiável, utilizado por  mais de 450 milhões de pessoas em todas as principais plataformas móveis”. O co-fundador do WhatsApp e presidente executivo, Jay Koum, se unirá ao conselho do Facebook.

Em um comunicado publicado no blog do WhatsApp, os fundadores afirmaram que a fusão não muda os rumos  do aplicativo para troca de mensagens.

“O WhatsApp continuará autônomo e independente. Você continuará a aproveitar o serviço por uma pequena taxa (já existente). Você poderá continuar a usar o WhatsApp não importa onde você esteja e qual celular você usa”, reiteraram no comunicado.

Aplicativo preferido dos brasileiros

WhatsApp foi apontado como o aplicativo para smartphones mais importante para os usuários brasileiros em uma pesquisa feita pela fabricante de processadores Qualcomm. O levantamento questionava qual app os usuários escolheriam se pudessem instalar apenas um no aparelho. O WhatsApp, aplicativo que permite o envio de mensagens privadas ou para grupos pela internet, foi o app mais citado.

Em segundo lugar aparece outro aplicativo de mensagens, o chinês WeChat. Graças ao boom publicitário do último semestre, com campanhas veiculadas na TV estrelando Lionel Messi e Neymar, o WeChat ganhou espaço entre os consumidores brasileiros e ultrapassou até o antigo líder, Facebook, agora na 3ª posição.

A ascensão de apps de mensagens instantâneas ocorre no mesmo momento em que especialistas em mídias sociais apontam para uma queda no uso do Facebook entre adolescentes e pré-adolescentes, que procuram ambientes onde possam reunir os amigos sem a presença dos parentes e da avalanche de publicidade na rede de Mark Zuckerberg.

Leia mais sobre WhatsApp:

WhatsApp é atualizado para novo iOS

Nokia Asha 501 ganha atualização e WhatsApp

Atualização do WhatsApp traz widget para tela de bloqueio

Contador por formação, auditor contábil por profissão e geek/podcaster por amor! Acompanho tecnologia desde que me entendo por gente e sempre que posso dou meus pitacos por aqui.

Comentários

Mais de Ciência e Tecnologia

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top