Conecte-se conosco
Smartwatch Pebble / reprodução

Ciência e Tecnologia

Gadgets vestíveis: o futuro já começou

Os wearable gadgets ou acessórios vestíveis começam a ganhar espaço no mundo da tecnologia e devem se tornar cada vez mais presentes na vida das pessoas.

Smartwatch Pebble / reprodução

Relógio inteligente Pebble foi um dos primeiros acessórios de tecnologia para usar

Por Gerardo Wisosky

Em janeiro passado os apaixonados por tecnologia tomaram conhecimento de algumas novidades em uma grande feira realizada nos Estados Unidos. Entre TVs gigantes, telas flexíveis e impressoras 3D, surgiram também diversos aparelhos que unem os conceitos de tecnologia com praticidade: os wearable gadgets, ou acessórios vestíveis. São relógios, pulseiras e até mesmo óculos especiais que apresentam diversas funções: de conferir a chegada de um e-mail até monitorar a distância percorrida nas suas últimas corridas.

Um dos lançamentos foi o novo modelo do relógio inteligente Pebble, lançado em 2013 através de um financiamento coletivo do Kickstarter e que ajudou a inaugurar a nova onda de tecnologia vestível. Mesmo com o lançamento do novo modelo com pulseiras em aço inoxidável e de uma loja de aplicativos desenvolvidos exclusiva para o gadget, era perceptível uma certa decepção nos corredores da feira.

Gadgets vestíveis fazem parte do imaginário das pessoas sobre como será o futuro. Em diversos filmes é possível encontrar bons exemplos. Mas mesmo hoje já sendo possível adquirir um destes acessórios, as pessoas ainda não acreditam na sua utilidade.

Pesquisa realizada pela Harris Interactive mostra que 46% dos entrevistados afirmaram não ver nenhum benefício real nestes aparelhos. Entendo esta desconfiança por parte das pessoas, mas acredito que tudo é uma questão de tempo: os gadgets vestíveis ainda serão sensação no mundo da tecnologia, no entanto eles ainda não estão prontos para a realidade atual. Vários analistas entrevistados durante a feira confirmaram esta informação, explicando que a maioria ainda funciona apenas como uma extensão de outros dispositivos.

Nova pulseira para monitorar atividades físicas da LG

Nova pulseira para monitorar atividades físicas da LG

Apesar da atual descrença, precisamos investir nesta nova realidade. A empresa que conseguir entregar ao seu cliente um dispositivo relevante, que se diferencie dos demais, vai sair ganhando. Precisamos estar preparados para este momento.

Os grandes nomes da tecnologia já mostram sinais de que entenderam esta lógica: a Intel, por exemplo, tem trabalhado em uma linha de microchips ultra-pequenos e eficientes para dispositivos de tecnologia vestível. São chips cinco vezes menores e dez vezes mais eficientes que a linha desenvolvida para tablets e smartphones. O Google Glass e toda a expectativa gerada pelos rumores sobre o suposto iWatch da Apple também provam que as empresas acreditam que esta nova tecnologia representa o futuro.

Quem sempre sonhou com dispositivos dignos de filmes de ficção científica tem muito o que comemorar, pois parece que esta espera em breve chegará ao fim.

*Gerardo Wisosky é Country Manager Brasil de GeneXus International

Comentários

Mais de Ciência e Tecnologia

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top