Connect with us

Dicionário do Smartphone e Tablet

Seja bem-vindo ao Dicionário do Smartphone (e Tablet), uma fonte de informações para quem quer descobrir o que significam os mais diversos termos e jargões técnicos usados nos tutoriais sobre smartphones, tablets e assuntos relacionados.

Para facilitar a pesquisa, lembre-se que é possível usar as teclas “CRTL+F” para localizar palavras específicas nesta página. Claro, sugestões e novas definições são aceitas (escreva-as no campo de comentários ao final desta página, ok?).

 

3G (Third Generation)

Família de padrões estabelecidos pela União Internacional de Telecomunicações (ITU – International Telecomunications Union) para a terceira geração de sistemas de telefonia celular. Para o consumidor, o termo está associado ao acesso móvel à internet em alta velocidade (em teoria até 14 Mbit/s, muito mais rápido que as conexões de banda larga via ADSL/Cabo atuais) e recursos avançados como vídeo-chamadas. Fazem parte do 3G os padrões HSDPA, HSUPA e HSPA (com descrições detalhadas abaixo).

4G ou LTE (Long Term Evolution)

Sucessora da tecnologia 3G, a quarta geração de telefonia móvel ou 4G tem como principal característica a alta velocidade. A tecnologia 4G, também conhecida comoLTE (Long Term Evolution, em inglês), tem velocidades muitas vezes comparadas às existentes em conexões de banda larga ou modems ADSL. No Brasil, utilizaremos a tecnologia 4G LTE na frequência de 2,5 Ghz.

Teoricamente, o 4G tem capacidade para chegar a até 100 Mbps, velocidade 100 vezes mais rápida que as alcançadas pelas redes 3G. Infelizmente, diversas questões relacionadas à estrutura e sobrecarga de antenas deverá fazer com que esta velocidade esteja longe de ser alcançada no país.

Como era de se esperar, os aparelhos compatíveis com o 4G funcionarão também nas redes HSPA+, 3G e 2G.

Android OS

Android é um sistema operacional para smartphones e outros gadgets que roda sobre o núcleo Linux, embora por enquanto seja ainda desenvolvido numa estrutura externa ao núcleo Linux[3]. Foi inicialmente desenvolvido pela Google e posteriormente pela Open Handset Alliance, mas a Google é a responsável pela gerência do produto e engenharia de processos. O Android permite aos desenvolvedores escreverem software na linguagem de programação Java controlando o dispositivo via bibliotecas desenvolvidas pela Google.

ATIVAÇÃO

determinados smartphones são vendidos com a necessidade de ativação. Por exemplo, o iPhone foi oficialmente feito para ser ativado, logo após sua compra, somente com o programa iTunes e um Chip de uma das operadoras autorizadas pela Apple. Para ativá-lo em outras operadoras ou em outros programas, é necessário seguir o procedimento conhecido como Jailbreak.

Barra de Notificações (Notification Bar/ Status Bar)

é a barra acima de seu aparelho que apresenta ícones de notificação das funções mais importantes (como emails novos, chamadas não atendidas, horas, conexões de rede e internet, dentre outras). Em iPhones, ela costuma ser fixa. Já em sistemas Android, é possível extendê-la para obter mais informações.

BASEBAND (BB)

é o processador responsável por todas as comunicações do iPhone. O desbloqueio do aparelho passa pelo baseband.

Bluetooth

A especificação de curto alcance de conectividade sem fio que permite aos usuários fazer ligações sem fios (via rádio) entre uma vasta gama de dispositivos de comunicação.

BOOTLOADER (BL)

é uma parte do software responsável pela inicialização do aparelho.

BRICK

em inglês, “tijolo”. É o ato de deixar o smartphone inoperável, bloqueado completamente, por operação de Hack mal sucedida. O aparelho torna-se tão útil quanto um peso de papel, daí o nome.

Busybox

É um pacote que inclui uma série de comandos de linha de comando do Unix/Linux. O Titanium Backup faz uso deste.

Aqui as vezes é mais um ponto para “desrootear”, remover o binário e recompor o “toolbox”.

CDMA (Acessos múltiplos por divisão de Código)

um das três tecnologias de transmissão de telefone sem fios, tem uma abordagem completamente diferente do GSM e do TDMA. O CDMA, depois de digitalizar os dados, espalha-os, usando toda a largura de banda disponível. Muitas chamadas são cobertas, uma sobre a outra, mas cada uma com seu próprio código. Antigamente era usada pela Telesp Celular SP, Telefonica Celular RJ, e pela GlobalOne PR e SC.

Candybar

Refere-se ao formato do telefone. O teclado fica logo abaixo da tela e o aparelho é uma única peça, sem partes móveis. O nome se refere ao fato de que o formato lembra uma barra de chocolate. Exemplo: Sony-Ericsson K770, W800.

CFRoot (chainfire XDA)

São kernels modificados para que durante o processo de boot seja verificada a existência de “su”, “SuperSU.apk” e Busybox. Caso não encontre-os, copia.

Ponto forte = é simples

Ponto fraco = faz outras “coisinhas” não muito conhecidas, por ex, no Galaxy S costumava apagar alguns arquivos para “liberar espaço”. Além de incluir BUGs, às vezes.

Clamshell

Refere-se ao formato do telefone. A tampa, contendo a tela, fecha-se sobre o teclado como uma concha (daí o nome). O primeiro celular a usar este formato foi o Motorola StarTAC, em 1996. Exemplo: aparelhos da série Motorola RAZR.

Customizações de Interface

Estas, normalmente, mexem com o framework-res.apk, que é uma biblioteca global de recursos do Android.

Nela estão as cores, barras, menus de sistema e etc… modificações mal feitas costumam causar problemas bem estranhos, como FCs. Se for aplicar é sempre bom fazer uma cópia da original.

CWM -> ClockWorkMod

É um Recovery alternativo. Substitui o padrão do Android, que é o 3e. Em dispositivos Samsung (com ODIN) e Nexus você pode restaurar somente o Recovery.

No Nexus, se necessário for usar o CWM você nem precisa gravar, basta bootar por ele via fastboot.

DESBLOQUEIO

ato de fazer com que o smartphone aceite chips de qualquer operadora.

DOWNGRADE

instalar uma versão anterior à atual. No caso do “downgrade para 1.1.2?, por exemplo, quer dizer instalar o firmware 1.1.2 em um iPhone que já tem a 1.1.3.

Dual-band

Celular que pode alternar entre duas bandas de freqüências diferentes. Úteis para os viajantes, pois permite o roaming em um maior número de países e/ou operadoras em todo o mundo.

FIRMWARE

é uma outra forma de nomear “sistema operacional” do smartphone. Noutras palavras, é o software interno que o faz funcionar.

GPRS/EDGE

Sistema de transmissão de dados em redes de telefonia celular GSM, também apelidado de “2.5G”. Possibilita velocidades de download de até 230Kb/s.

GSM (Global System for Mobile communications/Sistema Global para comunicação Móvel)

é um sistema digital de telefone móvel que é bastante usado na Europa e outras partes do mundo. O GSM usa uma variação do TDMA (divisão de tempo por acesso múltiplo) e é a tecnologia digital mais usada dentre as três disponíveis (TDMA, GSM, e CDMA). O GSM digitaliza e comprime dados, então envia-os para um canal com dois outros fluxos de dados do usuário, cada um em sua própria hora. Opera na faixa de freqüência de 900 MHz ou 1800 MHz. O GSM é o padrão de telefone sem fios mais usado na Europa, tem mais de 120 milhões de usuários em todo o mundol e está disponível em 120 países, de acordo com a GSM MoU Association. Considerando que muitas operadoras têm acordos com operadores estrangeiros, os usuários podem continuar usando os telefones móveis deles/delas quando viajarem a outros países. É o mais popular padrão para redes de telefonia celular no mundo, com mais de 82% do mercado em 212 países, atendendo 2 bilhões de pessoas. No Brasil é usado por todas as principais operadoras de telefonia celular: TIM, Vivo, Claro, Oi e Brasil Telecom.

HSDPA

Evolução do padrão WCDMA, proporcionando velocidade máxima de 14,4Mbit/s no download.

HSUPA

Evolução do padrão WCDMA, que proporcionando velocidade de upload máxima de 5,76Mbit/s.

HSPA

Junção dos padrões HSDPA e HSUPA.

IMEI

é o número de identidade do celular. Cada celular no mundo tem o seu IMEI, que é único. Normalmente é achado atrás da bateria. Outra forma de se obter o IMEI é digitar direto no aparelho o código: *#06#, sem precisar desligá-lo.

Internet

A internet é a soma de conexões descentralizadas entre vários computadores, onde todos se comunicam, em geral, através de uma mesma linguagem.

iPhone OS (iOS)

é o sistema operacional móvel da Apple. Desenvolvido originalmente para o iPhone, também é usado em iPod Touch e iPad. A Apple não permite que seu sistema operacional rode em hardware de terceiros. A interface do usuário do iOS é baseado no conceito de manipulação direta, utilizando gestos multi-touch. A interação com o sistema operacional inclui gestos como apenas tocar na tela, deslizar o dedo, e o movimento de “pinça” utilizado para se ampliar ou reduzir a imagem. Acelerômetros internos são usados por alguns aplicativos para responder à movimentação do aparelho (um resultado comum é o comando de desfazer) ou rodá-la em três dimensões (um resultado comum é a mudança do modo retrato para modo paisagem).

JAILBREAK

em tradução livre, significa “quebrar a prisão”. Jailbreak o ato de habilitar a instalação de programas não-oficiais em aparelhos como o iPhone, iPad, iPod, etc. É o jailbreak que permite a ativação e desbloqueio do aparelho.

LAYOUT RESPONSIVO (RESPONSIVE WEB DESIGN/LAYOUT)

Atualmente, com o aumento do uso de dispositivos móveis, os desenvolvedores foram obrigados a se adaptar com as diferentes resoluções de tela na hora de desenvolver websites.

Apesar destes dispositivos estarem cada vez mais evoluídos, no caso do iPad 3, onde a resolução de tela chega a 2048 x 1536 pixels, ainda assim enfrentamos problemas com outros dispositivos mais básicos. A maioria dos celulares alcança uma resolução máxima de 800px de largura, o que nos deixa com uma margem muito pequena para adaptar o conteúdo na tela.

Mas é aí que entra o layout responsivo. Independente do dispositivo utilizado, o layout responsivo é capaz de se adaptar e exibir o mesmo conteúdo que você enxerga no seu notebook ou PC.

Um exemplo bem claro de layout responsivo é o Pinterest. Nele, é possível perceber que, quando dimensionamos o navegador, as informações se adaptam à tela. Quanto maior a resolução, mais conteúdo aparece. Se a resolução for menor, o conteúdo aparece, porém, com rolagem vertical. Alguns sites, como o Facebook, apresentam uma versão mobile para dispositivos com resoluções menores. Tente redimensionar o seu navegador quando estiver no Facebook. Voce percebe que algumas informações são cortadas da tela. Isso porque ele não apresenta um layout responsivo, e sim, diferentes versões do mesmo site.

Muitos clientes já nos pedem sites com layouts responsivos. Além de podermos explorar mais a tela na hora de desenvolver, corremos menos risco do site não funcionar no dispositivo do cliente.

LOGCAT

O utilitário ADB do SDK permite monitorar o LOG do Android. Para tanto basta plugar o dispositivo com o debug ativo e digitar num prompt “adb logcat”.

Quaisquer erros saem no log. Para facilitar a ajuda em caso de problemas, um log é sempre bem vindo. Todo FC gera uma (ou várias) linhas no log, normalmente uma exception.

E mais uma vez, ROOT não necessita de kernel modificado, tão pouco de Recovery especial.

Ultimamente tem se tornado muito comum “toolkits”, “pacotes CWM” e afins e no final das contas as pessoas fazem as modificações sem saber exatamente a extensão dessas. Ou acabam instalando ROMs inteiras por apenas um APK. Android é um sistema operacional muito flexível, tal qual o Windows ou Linux.

MMS (Multimedia Messaging Service)

Permite o envio de mensagens com conteúdo multimídia, como fotos, vídeos e sons, entre telefones celulares.

MOD

Modificação. Esta modificação pode se referir tanto à hardware (quando se fala de CaseMod, por exemplo) quanto à software, quando um jogo é uma modificação de um jogo já existente. (Exemplo: o CS começou como um Mod independente do Half-Life). No caso dos smartphones, MODs seriam as modificações feitas por desenvolvedores aos aplicativos ou sistemas operacionais destes aparelhos.

ODEX

São os aplicativos do sistemas pré otimizados para a plataforma. Dentro de cada APK, que por sua vez é um ZIP, existe um arquivo chamado “classes.dex” que na primeira execução é extraído e copiado para “/data/dalvik-cache”. O ODEX é este arquivo DEX otimizado.

Reza a lenda que ROMs “deodex” são melhores, pois permitem customizações… bom, não tem sentido. Você pode sim “misturar” APKs normais com ODEX sem problemas. O próprio GNexus, por ex, possui aplicativos otimizados e normais em /system/app.

E sim, o sistema pode ser modificado mesmo com arquivos ODEX. Algumas ROMs do I9000 que eu utilizei tinha o famoso BUG do discador – era só terminar a chamada com a tela apagada e PUM!!! FC no phone.apk… Extrai o APK, o ODEX dele, “deodexei”, descompilei, corrigi o problema (faltava um IF), recompilei e pus somente o APK… conviveu numa boa com o resto “stock”.

OTB (ou OOB)

“Out of the Box”. É o aparelho que acabou de sair da caixa. Fala-se muito nas versões do firmware. “1.1.3 OTB”.

Pacotes de atualização do CWM

São arquivos “ZIP” contendo os binários, APKs e um script dentro de “META-INF/com/google/android” com o nome “updater-script”.

Antes de sair executando é sempre bom dar uma olhada no que ele faz. Em algumas situações está com erro ou apaga algo para, mais uma vez, “liberar espaço” e pode causar problemas futuros.

Além de que, caso você queira desfazer é sempre bom fazer um backup daquilo que ele irá modificar. Trabalhoso? Sim, mas regravar uma ROM inteira por causa duma biblioteca é osso….

Plano de Serviço

um contrato selecionados pelos assinantes quando compram um salário mensal de telefonia móvel, que geralmente consiste de uma taxa de base para acesso à rede e uma tarifa por minuto para todas as chamadas feitas.

Pré-Pago (Pre-pay/Pay-as-you-go)

Planos de serviço sem contrato de linha onde você compra títulos de crédito com antecedência para fazer chamadas. Cada rede tem um serviço pré-pago próprio.

PUK

Seu código perssoal de desbloqueio é um número de oito dígitos, usada para desbloquear o telefone, que é necessário quando  você digita o número do seu PIN incorretamente três vezes.

Roaming

é a capacidade de usar o seu smartphone no estrangeiro ou em outros estados (dados ou chamadas). Essa opção varia de acordo com o seu provedor de serviços e os seus acordos com as redes no exterior.

ROM

Memória só de leitura. Série de instruções que determinam o funcionamento de um computador, gadget ou smartphone. Neste último caso, podemos usar o termo ROM ao indicar arquivos que modificam o sistema operacional do celular. Por exemplo, a STOCK ROM, que seria o conjunto de arquivos/instruções que foram originalmente gravados no celular até este sair da fábrica, ou modificações como a CyanogenMOD e a ShadowMOD.

ROOT

É um método que dá ao usuário do smartphone acesso a todos os recursos do sistema, sem restrições. Normalmente é utilizando somente pelos administradores para a manutenção do sistema. É chamado também de superusuário. Fazendo o “Root” em seu aparelho, torna-se possível instalar modificações, sistemas operacionais, e aplicativos que usam recursos anteriormente proibidos pelo sistema.

Em outras palavras, nada mais é que um binário chamado “su” que é colocado em /system/bin ou /system/xbin com permissões especiais. A grosso modo seria equivalente ao sudo do Linux.

Seria fácil “rootear” se o usuário padrão tivesse permissões de gravação no /system, o que não ocorre. Por isso, normalmente, usa-se o CWM ou algum exploit qualquer – como o ExynosAbuse, ragecage, etc, dependendo sempre da versão do Android ou de alguma falha.

Para “desrootear” é só apagar este binário.

ShadowMOD

Sistema operacional modificado por desenvolvedores brasileiros, com base no sistema Android. Até o momento desta definição, estava na versão Android Froyo 2.2.1, projetado para o smartphone Motorola Milestone.

SIM Card (Subscriber Identity Module Card)

Cartão usado em telefones celulares GSM que armazena informações sobre a linha, permitindo que o usuário troque o aparelho sem perder o número de telefone. Também tem memória interna (que varia de acordo com a geração do cartão e operadora) usada para armazenamento de dados como agenda de telefones, registro de chamadas e mensagens SMS recebidas/enviadas.

SIM Lock

“Trava” implementada em celulares GSM que só permite que funcionem com SIM Cards de uma operadora específica. Usada por operadoras como forma de garantir a fidelidade do usuário, permitindo a venda do aparelho a um preço muito baixo (subsidiado) e a recuperação deste valor a longo prazo no plano escolhido pelo cliente. Várias lojas e sites na internet oferecem serviços de remoção desta trava ou instruções sobre como fazê-lo, possibilitando o uso do aparelho com qualquer operadora GSM. Muitas operadoras também oferecem o serviço mediante pagamento de uma taxa e cumprimento de um período mínimo de uso do aparelho em sua rede (geralmente um ano).

Slider

Refere-se ao formato do telefone. O teclado desliza para debaixo da tela, o que reduz o tamanho do aparelho quanto não está em uso. Exemplo: Nokia N95.

Smartphones e Superphones

Telefones celulares avançados, que englobam funções que seriam comuns em um computador de mão. Têm recursos de organização pessoal como agendas, listas de tarefas e leitor de e-mail, bem como a capacidade de sincronizar estas informações automaticamente com um PC. Também podem ter leitor de documentos (compatível com os formatos do Microsoft Office, por exemplo), navegador web e aceitar a instalação de programas extras, desenvolvidos pelo próprio fabricante ou por terceiros. Costumam ter hardware avançado, como câmeras de alta resolução, módulos GPS e interface de rede sem fio (Wi-Fi).

SMS

são as iniciais de Short Message Service, um serviço de transmissão de mensagens curtas de/para telefones móveis, fax e endereços IP. Cada mensagem não pode conter mais que 160 caracteres e não admitem imagens. Uma vez enviada, a mensagem é recebida por um centro SMSC (Short Message Service Center), que, então, a retransmite ao dispositivo móvel de destino. Se o destino estiver fora da área ou desligado a mensagem é armazenada até que possa ser enviada. Popularmente conhecido como “torpedo”.

StealthSIM/NextSIM

mesma coisa que o TurboSIM, mas não são reprogramáveis. Se o iPhone mudar a maneira de ler o chip, a SIM não vai funcionar.

SuperSU ou Superuser

É um aplicativo para controlar quais APKs terão permissão de superusuário.

No processo de “desrootear” é só apaga-lo também.

SymbianOS

é um sistema operacional para celulares e smartphones criado para rodar recursos multimídia, com suporte para cameras fotográficas, MMS, wireless, bluetooth, entre outras funções. Este sistema operacional é predominantemente baseado em um ambiente gráfico bastante simples. Atualmente, é utilizado em grande parte dos modelos de smartphones da Nokia e SonyEricsson. A grande preocupação do Symbian OS é evitar ao máximo o desperdício dos recursos do celular, como bateria e memória. Para isso ele conta com diversos mecanismos que são eficientes ao tratar desses problemas. Está disponível para modelos de aparelhos sensíveis ao toque (touchscreen), bem como para modelos mais simples, com teclados físicos.

T9

Abreviatura de “Text on 9 Keys”. Sistema de predição de texto que facilita a escrita de mensagens usando o teclado numérico de um celular. Cada tecla corresponde a um grupo de letras (“a”, “b”, “c” na tecla 2, “d”, “e”, “f” na tecla 3…). O usuário digita a mensagem letra a letra, pressionando o número correspondente. Por exemplo, “amigo” é escrito como “26446”. O sistema compara a sequência de teclas digitada com um dicionário interno e sugere palavras correspondentes. Novas palavras podem ser adicionadas ao dicionário pelo usuário. É usado em quase todos os telefones celulares do mercado para facilitar a composição de mensagens de texto e e-mails. Aparelhos da Motorola usam um sistema concorrente, mas de funcionamento similar, chamado iTap.

TDMA (divisão de tempo acesso múltiplo)

é uma tecnologia usada na telefonia celular digital que permite dividir cada canal do celular em três tempos para aumentar a quantidade de dados que podem ser transportados. O TDMA é usado através de Serviço de Telefone Móvel digital-americano (D-AMPS), Sistema Global para comunicações Móveis (GSM), e Pessoal Digital Celular (PDC). Porém, cada um destes sistemas implementa o TDMA de um modo um pouco diferente e incompatível.

TURBOSIM

é um adaptador para o cartão SIM que faz o telefone acreditar que o chip é de outra operadora. No caso do iPhone, ele faz o aparelho pensar que é um chip da AT&T. Ele é reprogramável.

UNLOCK

ver desbloqueio.

UPGRADE (ou atualização)

instalar uma versão de sistema operacional ou aplicativo mais nova que a atual.

WAP

Wireless Application Protocol. É uma norma acordada que permite que telefones celulares compatíveis façam uso de serviços via Internet, tais como notícias, viagens, entretenimento, finanças e do desporto.

WCDMA

Abreviação de Wide-Band Code-Division Multiple Access, também é conhecida como tecnologia 3G. Usada em redes UMTS e FOMA, garante velocidades de dados de até 2 Mbit/s. O WCDMA permite o uso mais eficiente do espectro de rádio, se comparado a outras técnicas de rádio disponíveis anteriormente.

As principais evoluções do padrão WCDMA são chamados HSDPA que proporciona velocidade máxima de 14,4Mbit/s no download e o HSUPA que permite velocidade de upload maxima de 5,76Mbit/s, quando juntos formam o HSPA.

WML

Linguagem de marcação otimizada para os conteúdos produzidos para celulares e smartphones. A grosso modo, pode-se dizer que é um HTML para portáteis. Faz parte das especificações WAP.

Comments

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top