Conecte-se conosco
Governo americano rejeita construção de uma Estrela da Morte

Ciência e Tecnologia

Governo americano explica porque não pretende construir uma Estrela da Morte

Em resposta a uma petição pública direcionada ao governo federal exigindo a “reserva de recursos e financiamentos para construção de uma Estrela da Morte em 2016”, representantes da presidência americana se viram obrigados a acabar com os sonhos de 34.000 apaixonados fãs da série Guerra nas Estrelas…

Governo americano rejeita construção de uma Estrela da Morte

Em resposta a uma petição pública direcionada ao governo federal exigindo a “reserva de recursos e financiamentos para construção de uma Estrela da Morte em 2016“, representantes da presidência americana se viram obrigados a acabar com os sonhos de 34.000 apaixonados fãs da série Guerra nas Estrelas (Star Wars, dir. George Lucas. 20th Century Fox, 1997).

A referência é feita à gigantesca estação espacial construída pelo Império Galático, sob o comando no vilão Darth Vader, com a capacidade de destruir planetas inteiros com seu poderoso canhão de lasers. Mais geek, impossível.

Numa resposta tão fascinante quanto engraçada, Paul Shawcross, chefe do corpo de Ciências Assuntos Relacionados ao Espaço do governo americano, informou que “a Casa Branca compartilha o desejo de criação de postos de trabalho e fortificação das defesas da nação, mas construir uma Estrela da Morte não está nos planos”.

O texto, publicado em sua íntegra no portal da administração americana conhecido como We The People (que se compromete a responder a qualquer petição com mais de 25 mil assinaturas), lista os motivos pelos quais seria impossível ou insensato construir uma estação espacial bélica deste porte, ao mesmo tempo que aproveita para demonstrar os avanços conquistados pela humanidade. Veja alguns exemplos:

  • Já foi estimado que esta mega-construção sugaria mais de US$850,000,000,000,000,000 dos cofres públicos. O governo americano está tentando reduzir seu déficit público, e não expandi-lo;
  • O governo americano não suporta a aniquilação de planetas;
  • Não faz sentido investir quatrilhões de dólares dos contribuintes em uma Estrela da Morte que possui uma falha fundamental que pode ser explorada por uma pequena nave com um único tripulante;

Aproveitando o momento, o porta-voz lembra que os americanos não possuem uma Estrela da Morte, mas já desenvolvem robôs flutuantes que auxiliam astronautas na Estação Espacial Internacional (ISS); já têm um Presidente que sabe manusear um sabre de luz; e possuem agências governamentais que trabalham no desenvolvimento de braços robóticos e veículos de quatro patas;

Por fim, Paul Shawcross lembra que “o poder da Estrela da Morte de destruir um planeta, ou até um sistema solar inteiro, é insignificante diante do poder da Força.”

Para ver a resposta na íntegra, clique aqui.

Bruno A. Martinez é advogado, bancário e criador do Showmetech. E sim, todo mundo pergunta por que ele não estudou algum curso relacionado com tecnologia.

Comentários

Mais de Ciência e Tecnologia

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top