Conecte-se conosco
HTC ONE MAX

Android

HTC ONE MAX confirma a HTC no mundo dos phablets

A HTC anunciou o ONE MAX, um legítimo phablet com tela Full HD de 5,9 polegadas e processador quad-core qualcomm Snapdragon 600 de 1.7GHz.

htc-one-max-2

A HTC parece estar tentando acordar e finalmente apresentou seu primeiro phablet. Segundo a Qualcomm, é um player de peso. Como já comentado aqui no Showmetech, trata-se do HTC ONE MAX, um legítimo phablet com tela Full HD de 5,9 polegadas.

As especificações incluem ainda: processador quad-core qualcomm Snapdragon 600 de 1.7GHz, 2GB de memória RAM, habilitado para 4G (LTE, inclusive 2600MHz – padrão brasileiro), 16GB ou 32GB de memória interna, expansível via micro SD de até 64GB, NFC, funcionamento como controle remoto via infra-vermelho, saída USB compatível com vídeo móvel de alta definição (MHL) e sensor de impressão digital, logo abaixo da lente da câmera (para desbloquear o aparelho ou lançar apps favoritos, cadastrando dedos independentes), câmera frontal de 4MP (2688 x 1520 pixels) com autofoco, LED flash, e câmera frontal de 2,1MP que filma em Full HD. Ele suporta também conexões WiFi, Bluetooth (4.0 com aptX), DNLA, GPS e conta com os sensores de bússola, giroscópio, acelerômetro e proximidade.

O HTC One Max conta ainda com recursos exclusivos da HTC, como BoomSound com seus 2 alto falantes frontais estéreos, Ultra-Pixel que promete fotos muito melhores pela maior capacidade de captação de luz, Image Chip que garante foco automático contínuo e o Blinkfield que coloca na tela as coisas mais importantes, evitando que seja preciso ficar deslizando os dedos na tela (como foi dito na propaganda de lançamento do One).

Para suportar toda esse arsenal de recursos a HTC aposta numa bateria de 3300mAh que pretende dar ao One Max 25 horas de conversação ou 585 horas de standby, ambas em 3G. O uso diário provará esse ponto. O modelo mantém o revestimento em alumínio, marca registrada da linha “One”.

Porém, a receptividade do mercado não foi tão boa. Esperava-se que o One Max carregasse consigo um processador mais potente como o Snadragon 800 e uma câmera melhor. Ainda assim, ele traz a assinatura HTC, que sempre procurou apresentar produtos íntegros. Quem sabe lá fora (a HTC se retirou do mercado brasileiro) ele poderá ser um concorrente do novo Note 3 da Samsung?

Com informações de GSMArena.

Trader, Empresário e Administrador. Recifense aficionado pelo mundo High Tech, sempre tentando unir as mais novas tecnologias à melhoria da dura realidade diária e, como nem tudo é bite ou concreto, aficionado por carros antigos.

Comentários

Mais de Android

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top