Connect with us
HTTP-2

Ciência e Tecnologia

HTTP/2 está pronto e será a maior mudança da internet em 16 anos

Novo protocolo HTTP/2 está pronto e aprovado oficialmente. Entenda como ele funciona e como melhorará a internet.

HTTP-2

A web está prestes a mudar drasticamente. O HTTP, sigla para protocolo de transferência de hipertexto, irá receber a maior atualização desde o lançamento da versão 1.1, em 1999. Chamado de HTTP/2, ele está pronto e aprovado oficialmente.

O desenvolvimento do HTTP/2 começou em 2012, com a seleção do SPDY (outro protocolo de internet) do Google, como ponto de partida. Foram 17 rascunhos até a versão final, que foi concluída no último dia 11. Mark Nottingham, o presidente do HTTP Working Group, publicou em seu blog ontem a confirmação de que o projeto foi aprovado pela IESG (sigla em inglês para Internet Engineering Steering Group), o núcleo técnico da IETF (Internet Engineering Task Force, ou Força Tarefa de Engenharia da Internet, em inglês).

Agora, o HTTP/2 está a caminho do editor para a publicação final como um RFC (request for comments ou pedido de comentários, em inglês) para virar um novo padrão da Internet, o que não deverá levar muito tempo.

O HTTP/2 usa os mesmos APIs que o HTTP/1, mas com funcionalidades adicionais. De acordo com o blog da IETF, o novo protocolo trará inúmeros avanços para à internet, como maior velocidade, menor banda requerida e mais facilidade no uso de conexões seguras. “HTTP / 2 permite uma utilização mais eficiente dos recursos de rede e uma reduzida percepção de latência”, diz o sumário técnico da aprovação.

Uma das melhorias destacadas por Nottingham anteriormente é a possibilidade de fazer múltiplos requests (pedidos, em inglês). Antes, a recomendação era de evitar colocar muitos HTTP requests, para não tornar a página muito pesada, levando a criação de inlining, concatenação e spriting como contornos. No HTTP/2, a possibilidade de multiplexing, ou multiplexão, permite que muitas mensagens sejam intercaladas na mesma conexão de modo a uma grande mensagem não bloquear outras. Isso de fato muda uma das regras mais comuns de criação de sites.

Além disso, o HTTP/2 foi feito de forma a permitir uma transição sem romper com o HTTP/1, o que significa que o usuário não precisará fazer nada diferente para se beneficiar do novo protocolo. Usuários do navegador Google Chrome irão receber nas próximas semanas a atualização 40, que substituirá o protocolo SPDY pelo HTTP/2. Desenvolvedores também já podem testar com o protocolo, junto com servers de teste para experimentarem as melhorias.

Veja mais informações no FAQ do HTTP/2.

Fonte: The Next Web, Mark Nottingham, IETF.

Jornalista por profissão, geek por natureza, autodidata por curiosidade mesmo. Aprendendo e escrevendo sobre tecnologia desde que mexeu no primeiro 486 da família, está no SMT desde 2015.

Comments

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top