Conecte-se conosco
cyber-attacks

Ciência e Tecnologia

Internet fica lenta após registrar “maior ataque da história”

A internet em diversas regiões do mundo está sofrendo com lentidões e interrupções após o que especialistas em segurança estão chamando de “O maior ciber-ataque da história”…

cyber-attacks

A internet em diversas regiões do mundo está sofrendo com lentidões e interrupções após o que especialistas em segurança estão chamando de “maior ciber-ataque da história“.

Uma disputa entre grupos de combate ao SPAM e um serviço de hospedagem de sites culminou em retaliações que afetaram grandes hubs da rede mundial. O impacto pode ser sentido no acesso a serviços populares como o Netflix (serviço de vídeo via streaming) e existe a possibilidade de que atinja também sistemas bancários e emails.

Em razão do ocorrido, 5 nações estão investigando os ataques: Reino Unido, Holanda, França, Alemanha e Polônia. No entanto, ainda não foram reportados impactos  no Brasil.

Spamhaus, uma organização sem fins lucrativos com sedes em Londres (Reino Unido) e Genebra (Suíça), prega o auxílio a serviços de mensagens eletrônicas através da criação de filtros anti-SPAM, prevenindo assim o repasse de informações indesejadas. Para isto, esta organização mantém listas com recomendações de bloqueio de servidores conhecidos por propagar este tipo de conteúdo.

Recentemente, a Spamhaus recomendou o bloqueio de servidores mantidos pelo provedor holandês Cyberbunker, conhecido por hospedar “todos os tipos de sites, com exceção a links com pornografia infantil ou material que incite práticas terroristas”. A atitude foi considerada abusiva pelo provedor que, através de seus representantes, afirmou que “a Spamhaus não deveria possuir o direito de veto sobre o que pode ou não ser publicado na internet”.

Um Imenso Ataque:

Em razão do bloqueio, a organização Spamhaus alega ter sido alvo de retaliações do provedor holandês, que já duram mais de uma semana. A rede britânica de notícias BBC buscou o provedor para obter informações sobre o caso, mas não recebeu uma resposta oficial.

Steve Linford, chefe-executivo da Spamhaus, disse à BBC que a escala deste ataque não tem precedentes. “Estamos sofrendo ataques há mais de uma semana, mas nossos engenheiros estão fazendo um imenso trabalho para continuar com nossos servidores em funcionamento”, disse Steve, complementando que “este tipo de ataque, provavelmente, derrubaria qualquer outro servidor”.

De acordo com as investigações, o método de ataque utilizado é conhecido como Distributed Denial of Service (DDoS) ou Ataque distribuído de Negação de Serviço (em tradução livre), uma prática que sobrecarrega os servidores com grandes quantidades de tráfego. Em razão do ataque, os servidores ficam inacessíveis, impedindo que usuários e empresas acessem a internet. Com isso, sites e serviços podem ficar lentos ou inacessíveis.

Segundo o Prof. Alan Woodward, da Universidade de Surrey, no Reino Unido, “estes ataques superam o maior Ataque DDoS registrado na história da internet, que aconteceu em 2010″.

Fonte: Updated News e BBC.co.uk.

Bruno A. Martinez é advogado, bancário e criador do Showmetech. E sim, todo mundo pergunta por que ele não estudou algum curso relacionado com tecnologia.

Comentários

Mais de Ciência e Tecnologia

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top