Conecte-se conosco
Operadoras são obrigadas a cumprir meta de velocidade da internet - Rido/Shutterstock/Arquivo

Geral

Internet ganha padrão mínimo de qualidade

Entram em vigor na última quinta-feira as novas regras de qualidade da banda larga fixa estabelecidas pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações).

Entraram em vigor na última quinta-feira as novas regras de qualidade da banda larga fixa estabelecidas pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações).

A velocidade instantânea da internet oferecida por prestadoras com mais de 50 mil acessos em serviço não poderá ser menor do que 20% da taxa máxima contratada pelo usuário, em 95% das medições realizadas.  Até então, as empresas não tinham nenhuma obrigação.

No primeiro ano, a velocidade instantânea – aferida em cada medição – é de 20% da contratada. Nos doze meses seguintes, será de 30% e, a partir de então, é de 40%, segundo regras estabelecidas pela Anatel em outubro do ano passado.

As que não cumprirem as metas de qualidade poderão ser punidas pela agência. A Anatel determinou ainda que as operadoras devem oferecer gratuitamente um software para que o próprio usuário faça a medição da velocidade.

Além disso, a agência criou um programa com voluntários para medir a qualidade da banda larga brasileira. Os primeiros a receber os equipamentos – batizados de whitebox – foram os voluntários do Rio de Janeiro, de São Paulo e de Minas Gerais, Estados com o maior número de inscritos no programa.

Com as medições, a Anatel diz que reunirá informações para a adoção de medidas que “permitam a progressiva melhoria do serviço”.

Do Metro SP | [email protected]

notícias importantes sobre tecnologia publicadas pelo portal de internet do Grupo Bandeirantes.

Comentários

Mais de Geral

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top