Conecte-se conosco
Windows_10_Mobile_cover - Copia

Microsoft

Microsoft afirma estar “comprometida” com o Windows 10 Mobile

Windows_10_Mobile_cover

A queda brusca nas vendas da linha Lumia forçou a Microsoft a se posicionar internamente perante executivos e parceiros

Em um email enviado para executivos e parceiros da Microsoft, o chefe da divisão Windows e Dispositivos, Terry Myerson, afirma querer “deixar bem claro” que a empresa está “comprometida em entregar o Windows 10 em aparelhos móveis com telas pequenas rodando sobre processadores ARM” e confirma que a próxima geração de produtos está em desenvolvimento.

O executivo diz acreditar “no valor [do Windows 10 Mobile] para clientes corporativos” e que a Microsoft tem intenção de suportar a plataforma “por muitos anos”.

O email é curto, mas revela detalhes da estratégia da Microsoft para o futuro do Windows 10 em smartphones.

Primeiramente, fica claro que a companhia está se sentindo pressionada pela narrativa de que “o Windows Phone está morto“, oriunda da insatisfação de usuários, parceiros e investidores, cortes feitos após a aquisição da Nokia, a fria recepção aos Lumias 950 e 950 XL e as baixíssimas vendas nos últimos trimestres.

Em segundo lugar, é interessante notar que Myerson tenha se referido especificamente a “clientes corporativos”. Assim como a BlackBerry, a Microsoft tem direcionado esforços para conquistar espaço no mercado empresarial, que tem necessidades de privacidade e segurança diferentes dos consumidores finais.

O problema dessa estratégia é que ela não atende os anseios da (pequena) base atual de usuários da plataforma. Clientes corporativos não fazem questão de ter Snapchat, YouTube, Tinder, Pinterest e uma robusta loja de games, mas os consumidores fazem – e muito! Uma plataforma focada no segmento empresarial não irá atrair este tipo de aplicativo e continuará tendo apelo limitado.

Lumia650_Marketing_Image-DSIM-02

Lumia 650 – o “último Lumia”: A Microsoft não pretende mais lançar aparelhos com esta marca

Por último, Myerson dá uma pista interessante sobre o futuro do hardware ao mencionar “processadores ARM”.

Rumores sugerem que Intel e Microsoft estariam desenvolvendo smartphones que utilizam arquitetura x86, a mesma utilizada em PCs. Isso permitiria que aplicativos e programas desenvolvidos para PCs Windows fossem executados em smartphones, de preferência com interfaces adaptadas para as telas menores e sensíveis ao toque destes aparelhos.

Mas como indica o email, a Microsoft segue planejando smartphones com a arquitetura ARM, portanto a parceria com a Intel nesse segmento continua sendo apenas especulação.

Como noticiamos na semana passada, as vendas de Lumias caíram de 8,6 milhões de unidades no primeiro trimestre de 2015 para 2,3 milhões de janeiro a março deste ano. Se quiser reverter essa tendência, a companhia fundada por Bill Gates terá que se mover mais rápido.

O email completo, em inglês, pode ser lido no site Windows Central, que vazou a informação.

Já vivia na nuvem antes de ser modinha.

Comentários

Mais de Microsoft

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top