Conecte-se conosco
notebook-teclado

Chromebooks

O que importa na compra de um notebook?

Companheiros para o trabalho e diversão os notebooks oferecem a produtividade que precisamos. Reunimos algumas dicas para você escolher o seu notebook.

notebook
Companheiros para o trabalho e diversão os notebooks oferecem a produtividade que não encontramos nos smartphones ou tablets. Estão disponíveis no mercado inúmeros modelos de laptops, oferecendo uma grande variedade de recursos, plataformas e preços e olhar para tudo isso pode ser um pouco confuso. Escolher um bom computador depende do uso e das preferências de cada pessoa, por isso reunimos algumas dicas para você analisar melhor as opções disponíveis.

Tamanho/Design

notebook-teclado1
Quando vamos escolher um smartphone, levamos em conta o nosso perfil de uso. O mesmo vale para os notebooks. Existem pessoas que carregam o notebook para todos os lugares e nesses casos, os modelos mais leves e compactos se encaixam melhor. Já outros necessitam de telas grandes para visualizar edições de imagem ou não podem ficar sem o máximo de desempenho do computador. Para fazer a escolha certa na hora de comprar o seu laptop, analise a frequência com que você irá transportá-lo e quais são as suas necessidades em relação ao tamanho da tela.

Em alguns casos, o tamanho do notebook afeta ligeiramente o seu desempenho. Os modelos menores costumam ser menos potentes e possuem baterias com menos autonomia. Mas o mercado tem evoluído e muitos laptops ultrafinos entregam a experiência esperada de um computador potente. Fique atento às especificações e tenha em mente que eles esquentam um pouco mais.

Outro aspecto que deve ser observado é a qualidade do teclado e do trackpad. Procure testá-los antes da compra, veja se a altura das teclas e o espaçamento entre elas é boa o suficiente para que você consiga digitar com rapidez e verifique o trackpad é eficiente para a seleção de textos, se a sensação de clique é boa. Dessa forma você não irá depender de um mouse para a maior parte das tarefas.

Processador

CPU

Imagem: Shutterstock

A escolha do processador é fundamental no desempenho que você irá obter do seu notebook, por isso o ideal é pesquisar bastante sobre os modelos disponíveis no mercado, é preciso observar principalmente qual a geração da CPU, o número de núcleos e qual o clock daquele chip.

A Intel domina o mercado de laptops e hoje oferece diversas soluções. Os modelos híbridos e alguns dos ultrafinos estão sendo equipados com o processador Intel Core M, que é mais rápido do que as CPUs Atom, mas não agradam aqueles que procuram por alto desempenho.

Depois da linha M, eles oferecem as séries Core i3, i5 e i7. Para esses chips, o ideal são os notebooks que equipados com a última geração deles, atualmente a quinta (Broadwell). A AMD conta com os processadores A Series, mas eles não possuem a mesma eficiência energética dos chips da Intel e costumam marcar presença nos laptops mais básicos.

Os usuários que não procuram alto desempenho podem optar por notebooks equipados com o Intel Core M, Core i3 ou AMD A Series. Aqueles um pouco mais exigentes vão encontrar melhores opções no Core i5, que é capaz de aumentar a velocidade do clock de forma dinâmica quando é necessário mais performance. Já para os usuários que precisam de potência máxima há o Core i7, preferencialmente os modelos quad-core.

Plataforma

A plataforma é o ponto de partida para a escolha do seu notebook. Hoje, três sistemas operacionais predominam o mercado: Chrome OS, Windows e OS X (Mac). Cada um atente usuários com necessidades diferentes, apesar da solução do Google ser a menos popular.

Chrome OS

Chromebook
A maioria dos Chromebooks são mais baratos em relação a outros laptops. A Samsung, por exemplo, lançou seu último modelo no Brasil por R$ 999. A plataforma não é tão potente e versátil, mas extremamente leve; ela se baseia no navegador e a maior parte das suas funcionalidades exigem conexão com a internet. Se você está buscando um dispositivo para realizar tarefas básicas, como trabalhos escolares simples, escrita básica de textos ou um computador para navegar pela internet, pode ser uma opção interessante justamente pelo preço.

Windows

windows-laptop
Os notebooks com Windows costumam ficar no meio do caminho quando se trata de preço. Normalmente, são mais caros do que os Chromebooks, porém mais baratos do que os Macs, apesar de existirem modelos topo de linha com preços altíssimos. Uma das grandes vantagens é a variedade de modelos disponíveis no mercado, atendendo exigências variadas. Além disso, é o sistema operacional mais popular e aquele que a maioria das pessoas estão habituados.

OS X

macbook-ipad-iphone
O OS X só está disponível nos notebooks da Apple. Existe toda uma cultura sobre os dispositivos da companhia e é impossível afirmar se a plataforma é melhor do que os seus concorrentes. Vai de gosto. Os laptops da Maçã costumam ser muito elegantes e competentes, existem modelos voltados para portabilidade e outros para o máximo desempenho. Além disso, há uma série de integrações com o iPhone. O maior contra é o preço dos produtos.

Tela

Display
O tamanho da tela está diretamente relacionado ao tamanho do notebook em si. Muitos podem se sentir presos em uma tela de 11 polegadas, enquanto para outros é o tamanho ideal para se locomover. Depois de se decidir sobre a dimensão do seu aparelho, verifique a tecnologia utilizada no display e principalmente a resolução.

Muitos notebooks possuem telas com resolução 1366 x 768 pixels, mas se você puder opte por modelos com 1600 x 900 ou 1920 x 1080 pixels – há resoluções ainda maiores, vai depender do quanto estiver disposto a pagar –que oferecem imagens muito mais nítidas. Tenha em mente que algumas telas são foscas e refletem menos, enquanto outras são brilhosas. Sempre pense nos ambientes onde você irá usá-lo com mais frequência.

Placa de Vídeo

A maior parte dos notebooks contam com um chip gráfico integrado, que são o suficiente para você lidar com as tarefas básicas, como navegar pela internet, assistir vídeos e até mesmo jogar games simples. Para quem precisa de um computador para lidar com edições de vídeos ou quer aproveitar games mais pesados, é interessante procurar modelos que possuam placas de vídeos integradas, existem várias opções interessantes no mercado; a maioria com GPUs da NVIDIA. Os processadores mais avançados, como os topo de linha da Intel, contam com chips gráficos capazes de lidar com tarefas um pouco mais pesadas.

Memória RAM

Memória-RAM

Imagem: Shutterstock

Hoje em dia, quanto mais memória RAM melhor. Softwares como o Google Chrome são conhecidos por consumirem muita RAM e certamente você vai sentir a diferença no desempenho quando precisar lidar com várias janelas ou aplicativos abertos. A maioria dos notebooks contam com 4GB e não é recomendável ficar abaixo disso. Para aqueles que vão exigir mais dos computadores, 6 ou 8GB podem lidar melhor com o multitarefa e os usuários que procuram o máximo de performance certamente precisam de 16GB de RAM. Sempre fique atento ao modelo da placa mãe do seu notebook e quais são as limitações dela, verifique qual o máximo de memória que ele suporta, por exemplo. Se você quiser fazer um upgrade mais tarde, não terá tanta dor de cabeça.

Armazenamento

SSD-notebook

Imagem: Shutterstock

O armazenamento pode ser um dos grandes responsáveis pela performance do seu notebook. Hoje temos três opções no mercado: computadores com HDs, com SSDs ou os híbridos, que juntam os dois.

No caso dos híbridos, os laptops veem equipados com um HD com mais capacidade de armazenamento e um SSD com menos espaço – muitos modelos possuem 32GB. Os arquivos do sistema operacional ficam no SSD, bem como os aplicativos mais utilizados. Os outros arquivos, como suas músicas e fotos, ficam no HD. A ideia é acelerar as tarefas mais recorrentes.

Os notebooks com HDs costumam ser mais baratos e oferecerem mais espaço de armazenamento, normalmente 320GB, 500GB ou 1TB. Se essa for a sua opção verifique se o disco rígido funciona a 5,400rpm (revoluções por minuto) ou 7,200rpm. Quanto mais revoluções por minuto, mais rápido ele é para ler e escrever dados.

Já os notebooks com SSDs são mais caros e possuem menos espaço para você guardar os seus arquivos. Em compensação, o ganho de desempenho é incomparável, eles conseguem ler e escrever dados muito mais rápido do que os HDs. Abrir aplicativos, carregar arquivos pesados, loading do game, tudo fica mais rápido. Existem modelos com 128, 256 e 512GB.

Conectividade, entradas e saídas

notebook-ports
Os notebooks mais novos costumam ter, no mínimo, duas portas USB 3.0. Você pode procurar por mais portas, dependendo do uso que pretende fazer. Por exemplo, se for usar um mouse com fio, uma delas já estará comprometida. Se costuma lidar com pendrives ou dispositivos de armazenamento externos, a outra também já será ocupada.

É importante que o seu laptop conte com um slot para cartões SD, uma hora ou outra você vai precisar disso, assim como uma saída para HDMI (mini-Display Port também estão se tornando populares). Não se preocupe tanto com o USB-C, ele ainda deve demorar um pouco para cair no uso geral.

Quando se trata de Wi-Fi, verifique se o modelo possui as especificações correntes, que hoje é o 802.11ac.

19, estudante de Comunicação e Multimeios na PUC-SP. Curioso e apaixonado por tecnologia, escreve sobre o tema há cinco anos.

Comentários

Mais de Chromebooks

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top