Connect with us

Notícias

Olho gordo? CEO da Cyanogen prevê tempos difíceis para Samsung e Apple

CEO da Cyanogen, Kirt McMaster, acredita que em até 5 anos Samsung e Apple poderão ter sérios problemas no mercado de mobiles

trevo-de-quatro-folhas-720p

Os maus presságios do CEO da Cyanogen para a Samsung e Apple exigem que as empresas encontrem uma proteção maior que um trevo de 4 folhas

Samsung acaba de anunciar novos aparelhos para sua linha Galaxy de smartphones, com o S6 e o S6 Edge. Ambos atraíram muita atenção durante a Mobile World Congress 2015. Entretanto, para alguns executivos do setor, a empresa sul-coreana não vai lá tão bem como parece e precisará de mais do que isso para se manter na ponta do mercado de mobiles.

Essa é a opinião de Kirt McMaster, CEO da Cyanogen, empresa responsável pelo desenvolvimento do CyanogenMod, um projeto de distribuição alternativa de firmware para dispositivos Android baseado no sistema open source. Em uma recente entrevista para o portal Business Insider, McMaster fala sobre como dispositivos de baixo custo de empresas como a Xiaomi e Micromax podem representar uma real ameaça ao reinado dos gigantes nesse setor (como Samsung e Apple) nos próximos anos.

mcmaster_cyanogen-700x464

Kirt McMaster (foto), CEO da Cyanogen, concedeu entrevista para o portal Business Insider

Segundo o executivo: “Os principais OEMs (‘Original Equipment Manufacturer’, que em português quer dizer ‘Fabricante Original de Equipamento’) de hoje, como a Samsung, serão a próxima geração de Nokias daqui a 5 anos“, disse McMaster. O CEO da Cyanogen também inclui a Apple em suas previsões: “Eles estão indo para o matadouro. Acreditamos que, a longo prazo, até mesmo a Apple terá problemas por não conseguir competir no mercado low-end (baixo custo)“, completou.

Questionado pela Business Insider se ele realmente acreditava num ocaso da Samsung dentro de apenas 5 anos, Kirt McMaster reafirmou a possibilidade: “A situação pode ficar ruim em muito pouco tempo“. O executivo compara a situação das empresas a 2 companhias que conheceram o revés do sucesso no mercado de mobiles: a Research in Motion (BlackBerry) e a Nokia. Enquanto a primeira ainda luta para se manter relevante no mercado de smartphones, a segunda teve seu setor de dispositivos e serviços vendidos para a Microsoft em abril do ano passado (2014).

Ferradura01-720x480

Pela tradição, a ferradura, além de ser um amuleto de sorte, é também usada em animais de tração, numa curiosa ambiguidade…

McMaster também trouxe o exemplo da Micromax, que tomou o posto da Samsung como a maior fabricante de smartphones na Índia em um período de apenas 8 meses. “Vemos isso acontecer no mundo todo.“, afirmou Kirt McMaster. Os malogros de McMaster parece ter mais sentido para a Samsung do que para a Apple. De fato, a gigante sul-coreana tem lutado com questões orçamentárias nos últimos anos. Em relação a Apple, a situação parece ser mais confortável, já que recentemente a empresa anunciou lucros recordes.

No mundo dos negócios sempre existe a possibilidade de grandes empresas naufragarem, mas pelo que demonstraram até hoje (analisando de fora), a Samsung e a Apple parecem ser empresas experientes o suficiente para conseguirem navegar em águas turbulentas.

Fontes: AppyGeekBusiness Insider

Jornalista, fã de cinema e curioso de todas as coisas. Sempre atento às informações, escreve sobre ciência, comportamento e as novidades do mundo tecnológico.

Comments

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top