Conecte-se conosco
LunarOrbitStation_092512-617x416

Geral

Onde será construída a próxima estação espacial da NASA?

Que a ISS (sigla inglesa que se refere à Estação Espacial Internacional) tem uma ótima vista a gente já sabe. Porém, seu uso e manutenção são caros, sendo que o real retorno científico é questionável nos dias de hoje. Pensando nestas questões, a NASA já planeja a criação de uma estação substituta…

Após 12 anos e mais de 100 bilhões de dólares em custos de construção, representantes da NASA afirmam que a ISS (sigla em inglês que se refere à Estação Espacial Internacional) está finalmente atingindo o seu potencial, da forma como idealizada a mais de 20 anos atrás. “A ISS entrou agora em uma fase de pesquisa intensa“, afirmou Bill Gerstenmaier, chefe das operações de exploração humana da NASA, em um recente testemunho ao congresso americano em defesa dos gastos de 1.5 bilhões que esta agência espacial gasta anualmente com a empreitada.

O fato é que muita gente questiona o retorno científico da ISS nos dias de hoje, alegando que seus experimentos resultam em um número reduzido de publicações científicas, se comparados com investimentos mais modestos como telescópios e laboratórios terrestres. E, pensando nisso, a NASA já planeja a criação de uma estação substituta que se prove mais econômica e útil para ciência. De acordo com o jornal americano Orlando Sentinel, suspeita-se que sua órbita será ainda mais exótica que a da ISS atual: além da órbita da Lua, servindo como futuro ponto de parada para viagens espaciais.

A nova estação habitaria um ponto chamado EML-2 (algo como Terra-Lua-Lagrange-2). Na astronomia, um ponto “Lagrange” (existem 5 entre a Lua e a Terra) é o ponto onde um objeto que lá está não cai nem na Lua nem na Terra, permanecendo estável em relação aos dois corpos celestes. Em outras palavras, a estação nos acompanharia em um ponto fixo (L2) em relação ao planeta, sem necessidade de constantes manobras para mantê-la no lugar. Veja abaixo:

Segundo o projeto, a nova ISS se aproveitaria de partes da estação espacial atual, e deverá ser construída já em meados de 2019, dois anos após o primeiro lançamento previsto para os novos foguetes SLS da NASA (que substituirão os já obsoletos ônibus espaciais). Funcionando como um entreposto espacial, ela representaria o passo inicial para um dos objetivos mais ambiciosos da agência espacial americana (senão da humanidade): deixar a primeira pegada no planeta Marte.

Fonte: Orlando Sentinel, Redorbit e NASA.

"There was a young lady named Bright Whose speed was far faster than light; She set out one day In a relative way And returned on the previous night."

Comentários

Mais de Geral

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top