Conecte-se conosco
internet teste velocidade

Geral

Operadoras são obrigadas a liberar software para medir qualidade da internet

A partir desta semana os usuários poderão medir a qualidade de sua conexão à internet por meio de um programa disponível nos sites das prestadoras de serviços Oi, Net, Telefônica, GVT, CTBC Telecom, Embratel, Sercomtel e Cabo Telecom…

A partir desta semana os usuários poderão medir a qualidade de sua conexão à internet por meio de um programa disponível nos sites das prestadoras de serviços Oi, Net, Telefônica, GVT, CTBC Telecom, Embratel, Sercomtel e Cabo Telecom.

A medida consta da Resolução Anatel nº 574, de outubro de 2011, da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), que aprovou o Regulamento de Gestão da Qualidade do Serviço de Comunicação Multimídia (RGQ-SCM). Inicialmente, a medição trata-se apenas de um teste.

Para quem desconhece, este tipo de teste já podia ser realizado com o auxílio de sites como o Speedtest.net.

A boa notícia é que, a partir de Outubro, as operadoras poderão sofrer sanções caso não cumpram requisitos de qualidade das conexões estabelecidos pela Anatel. A agência obriga operadoras fixas e móveis a entregar aos assinantes um percentual mínimo da velocidade de conexão contratada, que atualmente gira em torno de apenas 10% da taxa de download, o que é um verdadeiro absurdo.

Segundo o regulamento, as operadoras de internet fixa e de celular serão obrigadas a oferecer no mínimo 20% da velocidade contratada a partir de novembro de 2012, 30% em 2013 e 40% em 2014.

O software de medição é gratuito e precisa ser disponibilizado aos usuários no site das operadoras, em local de destaque. As avaliações poderão ser realizadas pelo próprio usuário, “o que lhe proporcionará transparência e controle sobre as condições de fruição do serviço contratualmente previstas”, diz o comunicado da agência.

O programa permitirá que o usuário tenha acesso aos resultados de cada medição, os quais deverão apresentar, no mínimo, os seguintes parâmetros de sua conexão à internet:

  • data e hora da medição;
  • localização da medição;
  • velocidade instantânea;
  • latência bidirecional;
  • variação de latência (jitter); e
  • taxa de perda de pacotes.

Espera-se que com isso se torne mais clara e eficiente a prestação de serviços de internet por parte das operadoras.

Fonte: Rodrigostoledo.

Bruno A. Martinez é advogado, bancário e criador do Showmetech. E sim, todo mundo pergunta por que ele não estudou algum curso relacionado com tecnologia.

Comentários

Mais de Geral

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top