Conecte-se conosco
windows-phone-logo

Aplicativos

Os 7 erros do Windows Phone 8

Veja os 7 erros cometidos pelo Windows Phone 8 na opinião do autor Vanderlei Ventura…

windows-phone-logo

Há algum tempo uso o sistema Windows Phone no meu Nokie Lumia 820. Ele foi inclusive objeto de um review, que pode ser visto neste link. Como avalie na época, o aparelho tem um hardware muito bom, considerando o preço proposto (a Nokia atualmente o vende por R$ 1.427,51 – modelo desbloqueado).

Mas o sistema operacional que faz esta máquina funcionar, o Windows Phone 8 da Microsoft, ainda pode e deve evoluir. Por isso, neste post, apontarei 7 itens nos quais acredito os desenvolvedores do OS mobile da Microsoft devem se empenhar para tornar este um sistema cada vez melhor:

1 – Notificações:

Se você quiser ter uma experiência mais familiar e completa no Windows Phone, é recomendado acessar a loja de aplicativos do sistema e baixar o app do Facebook. Tudo vai bem até que você recebe uma solicitação de amizade no Facebook. Aliás você não recebe, pelo menos não no WP8.

A verdade é que, em meus testes, eu não recebia notificações do Facebook no aplicativo oficial, mesmo tendo ativado o recebimento de configurações no menu do aplicativo. E, para provar que esse não é um caso isolado, recomendo uma visita ao fórum da Microsoft, onde casos parecidos são apresentados para que usuários apresentem sugestões (muitas vezes válidas) de solucionar este tipo de problema.

2 – Telefone:

Ao utilizar um dos recursos básicos do smartphone como o aplicativo “Telefone”, notamos que o sistema ainda não pensou em todos os pontos importantes para facilitar sua utilização. Por exemplo, ao clicar no “tile” Telefone, nota-se a falta do teclado numérico. Tudo bem, imaginamos que o desenvolvedor pensou num futuro onde não precisamos mais decorar números de telefones. Mas esse nem sempre é o caso (ou vontade) do usuário, não é mesmo?

Cade o teclado que estava aqui?

Cade o teclado que estava aqui?

Achou!!

Achou!!

Quem quiser usar o teclado numérico terá que clicar em mais um botão dentro do aplicativo, aquele pequenininho, na parte inferior da tela. Se para alguns é suficiente, para quem prefere digitar números esse passo adicional pode incomodar. A sugestão aqui seria uma tela que apresentasse já as duas opções: campo de pesquisa por nome e teclado numérico, ao mesmo tempo.

3 – Calendário:

Agora, é hora de trabalhar! Usaremos então o aplicativo de calendário do Windows Phone 8 para organizar os eventos do dia a dia. Tudo bem que o sistema da Microsoft foi pensado em ser simples e minimalista (o que, diga-se, é uma linda escolha). Mas, tente descobrir na imagem abaixo qual evento temos agendado no dia 22 de março de 2013:

Alguém aí tem uma lupa?

Alguém aí tem uma lupa?

Na tela principal do calendário, é impossível saber, não é mesmo? Pode-se dizer que a visão geral do calendário é exatamente essa, não tão pensada para as “pequenas” telas de smartphones. Devo notar que, como usuário do sistema Android, também não estou muito satisfeito com o Calendário padrão do SO do robozinho, mas este do Windows Phone não é nada prático. Ambos deveriam aprender (pasmem!) com a Samsung e seu S-Planner, calendário que acompanha smartphones como o Galaxy S III e o Galaxy Note (I e II).

4 – Personalização:

A maior vantagem do Android, na minha opinião, é seu poder de personalização. O Windows Phone é, sem dúvida, um sistema inovador e com uma proposta interessante para o mercado de tablets e smartphones. Não à toa, a Microsoft já incorporou sua interface ao novo Windows 8 para PCs, dando mais jovialidade ao sistema.

Windows Phone 8 vs Android

Mas, esta não deixa de ser uma interface um tanto rígida, que pode se transformar rapidamente em algo chato e cansativo, não é mesmo? Uma sugestão neste ponto seria pedir aos desenvolvedores da plataforma uma maior liberdade de criação e personalização do aparelho (seja nos aplicativos ou na própria interface do usuário do sistema), embora reconheça que essa seja uma tarefa difícil num sistema tão “distinto” como o Windows Phone. Hoje ele é bonito e inovador, mas confesso que não consigo imaginar como a MS conseguirá mantê-lo visualmente mais interessante que a concorrência num futuro próximo.

5 – Aplicativos:

Tudo que eu disse acima poderia ser facilmente desconsiderado se o sistema operacional contasse uma diversidade de aplicativos, ao menos semelhante, ao que temos nas lojas Google Play (Android) ou na App Store (iOS). Infelizmente, a diferença entre estas lojas e a Windows Phone Store ainda é grande. Apenas como exemplo, podemos citar o Dropbox – conhecido serviço de armazenamento de arquivos na nuvem – que possui versões de aplicativos para o Android, iOS, Blackberry, Kindle Fire, etc…. mas não tem planos de lançamento de um aplicativo para o Windows Phone.

Também não existem aplicativos oficiais para o Pocket, Instagram e até para serviços do Google, que é conhecido por estar presente nas mais diversas plataformas, menos no WP8. O fato é que nem os aplicativos de terceiros funcionam a contento e, quando funcionam, estão muito atrás em funcionalidade se comparado aos concorrentes das outras plataformas.

6 – Windows Marketplace:

A loja de aplicativos da Microsoft o Windows Phone melhorou muito, porém devemos notar que alguns problemas básicos persistem sem correção. Primeiro: o processo de cadastro de cartão de crédito é confuso e obscuro, mesmo usando a loja brasileira. Com endereço e cartões nacionais, nenhum de meus 6 cartões (de diferentes operadoras) foram aceitos. Tentei de todas as formas encontrar respostas e até, onde entendi, a loja só aceita cartões de crédito internacionais.

O processo de transferência de aplicativos para o smartphone, quando feito o download pela versão da loja no desktop, também é confuso e irritante. Praticamente todas as vezes que tentei fazer o download de aplicativos pela web, acabei me deparando com essa tela nada esclarecedora:

mktwin

Quando isso acontece, é enviado um e-mail com o link de download para o endereço que você está registrado no WP8. Em seguida, é preciso clicar no link enviado no email para que o software seja baixado e instalado no aparelho. Confuso, não?

7 – Incertezas:

Talvez seja possível dizer que o que mais incomoda no sistema Windows Phone é o constante clima de incertezas. Está claro que a Microsoft está se empenhando, agindo em todas as frentes para ganhar mercado. Temos relatos de inúmeras campanhas de marketing, apresentações e até gratificações em dinheiro com o objetivo de atrair desenvolvedores para a plataforma. Ainda assim, a maioria dos fabricantes não está muito entusiasmada.

Até o momento, a única que parece estar apostando todas as fichas no SO mobile da Microsoft é a Nokia. LG e Samsung já afirmaram com todas as letras que em seus planos não há prioridade para desenvolver smartphones e tablets com o Windows Phone.

Por isso, considerando os altos preços pagos em alguns dos high-end phones com o sistema WP8, quais garantias eu tenho que o investimento aplicado no meu Lumia 920 será compensado com atualizações de sistema e correções de bugs no futuro. Na esteira atual, são grandes as chances de descobrir que o meu modelo seja “abandonado” em uma versão recente do Windows Phone.

Conclusão:

Após duas semanas, desisti da plataforma Windows Phone, ao menos pelo momento. Muitos podem dizer que estou exagerando, que estes são pequenos erros que podem ser consertados, etc. Mas, sinceramente, cansei de ter uma experiência de uso prejudicada por esses (e outros) pequenos defeitos no meu dia a dia.

Considerando o estado atual das plataformas para dispositivos móveis, talvez seja o caso se atracar meu navio em portos mais seguros (pelo menos, atualmente), como os sistemas Android e iOS. Afinal, por qual motivo vou insistir numa plataforma, com risco de perder dinheiro, se tenho 2 outras opções muito mais consistentes?

Se a Microsoft se interessar em ouvir a minha opinião, eu recomendaria que ela focasse em reduzir o preço de seus devices (ao invés de investir em campanhas contra outros sistemas operacionais), justificando assim a compra de quem estiver interessado em apostar num novo e ainda incerto SO.

Claro, estes são apenas os meus “two cents”. Adorarei ouvir (desde que educadamente) os comentários de vocês, leitores.

 

Sou apaixonado por tecnologia, gadgets, sou um nerd confesso... Trabalho com tecnologia desde 2001, dando aulas de informatica e hardware, na época apaixonado por linux (o bom e velho Conectva Marumbi). Hoje tenho certificações em rede Microsoft e Linux, assim como certificações em Transact -SQL Server e trabalho na área de TI de uma grande instituição bancaria. Entre meus brinquedinhos geeks estão meu iMac 20 (late 2008) meu Macbook Pro (late 2007) um iPod touch, um iPhone 5 e o mais recente membro da familia um Lumia 820 Branco.

Comentários

Mais de Aplicativos

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top