Connect with us
BATERIAS: Por que elas nem sempre são seguras?

MOBILE

Por que baterias podem pegar fogo e até explodir?

Alguns smartphones acabaram pegando fogo sem explicação aparente, mas os recentes casos do Galaxy Note 7 ficaram mais evidentes. O problema, segundo a Samsung, está nas baterias utilizadas pelo aparelho. Entenda o motivo que faz com que baterias peguem fogo e até explodam.

Alguns smartphones acabaram pegando fogo sem explicação aparente, mas os recentes casos do Galaxy Note 7 ficaram mais evidentes. O problema, segundo a Samsung, está nas baterias utilizadas pelo aparelho. Entenda o motivo que faz com que baterias peguem fogo e até explodam.

A causa

A gigantesca maioria das baterias que estão em smartphones são feitas de íons de lítio. Elas são muito compactas e conseguem armazenar uma enorme quantidade de energia. O problema é que elas são potencialmente explosivas.

pplware_samsung_explicacao_bateria00

Há duas formas principais para iniciar o superaquecimento: carga acima do esperado e dano físico. Sempre escutamos que um celular explodiu ao carregar com carregadores falsos. Este é o exemplo de carga enviada de forma errada, acima do que deveria chegar até a bateria. Quanto mais energia vai pra dentro, mais a bateria aquece.

Há métodos para expulsar este calor, como controladores que entendem que a carga está acima do necessário e cortam o envio de energia. O problema é que esta conversa de controladores pode não ocorrer em carregadores xing-ling.

A segunda forma de explosão, menos comum de ocorrer, é por dano físico. A bateria é feita de três camadas, sendo um polo negativo, outro positivo e um fino filtro no meio que impede o contato dos dois lados – se eles encostam, como em qualquer coisa elétrica, você fecha o circuito e…bem, dá ruim.

BATERIAS: Por que elas nem sempre são seguras?

Mais capacidade e menor tamanho: essa é a briga.

O que a Samsung acredita que aconteceu com o Note 7 é que algumas baterias utilizadas contam com problemas justamente na hora de separar os dois lados. O polo negativo encosta no positivo, fecha o circuito e o calor cresce. Ele cresce, a pressão aumenta e a bateria finalmente explode. Calma, calma que não é como uma granada de guerra, mas sim uma pequena explosão que pode causar alguns danos. Os danos não são apenas do calor, mas também dos materiais químicos que agora estão evaporando.

Como prevenir?

Mesmo se você tem algum smartphone comprovadamente problemático com a bateria, dá pra escapar de maiores danos. A principal dica é: não carregue a bateria com carregadores que não são originais. Eles são mais caros, mas podem garantir que nada de errado ocorra com a bateria. Lembrando que a fabricante pode negar a garantia de um smartphone se notar que você utilizou um carregador baratinho.

Se você notar que o smartphone está ficando muito quente, tire da tomada. Esta subida no calor interno pode levar aos danos que falei acima. Se você der sorte de notar isso acontecendo, tire da tomada.

Não carregue o smartphone debaixo do travesseiro, ou na cama. A cama é muito confortável e é quase impossível não futucar redes sociais, vídeos e tudo mais antes de dormir. O problema é que a cama, além de confortável, diminui a capacidade das baterias de expelir o calor de forma eficiente. Se cobrir com o travesseiro, pior ainda.

Evite carregar o smartphone em locais quentes. Se você está andando de carro, por exemplo, não deixe o aparelho carregando e debaixo do sol. Guarde, ou então utilize aqueles suportes que ficam na saída de ar. Se possível, ligue o ar condicionado quando o dia estiver muito quente e mantenha o celular no suporte. As baterias agradecem e você também, sua saúde também.

 

Jornalista formado, amante de tecnologia desde pequeno. Faz muito tempo que já escreve sobre tecnologia. Nintendista por paixão e entusiasta dos drones (só falta dinheiro para ter um Mavic Pro).

Comments

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top