Conecte-se conosco
3D interactice television concept

GADGETS

Qual é o melhor sistema de Smart TV: Android TV, webOS ou Tizen?

Com diversas opções no mercado, é importante conhecer o que cada sistema operacional de smart TVs pode oferecer. Entenda as diferenças entre o Tizen da Samsung, o WebOS da LG e o Android TV do Google, Sony e Philips.

smt-TV-P1

Com a alta das smart TVs, é importante conhecer melhor o que cada sistema operacional tem a oferecer

Depois de um período na penumbra, as TVs voltaram a figurar entre os eletrônicos preferidos da família. O ressurgimento se deve, em grande parte, à nova geração de Smart TVs, com modelos realmente inteligentes que se conectam a serviços de internet para fornecer conteúdo e notícias.

E, nessa nova fase, as maiores fabricantes do setor buscaram nos sistemas operacionais um diferencial para suas plataformas.

Mas você sabe diferenciar uma Smart TV pelo sistema operacional? Já ouviu falar de Tizen, Android TV ou Web OS? E a Apple TV, é um sistema novo? E isso faz alguma diferença para o consumidor? A gente explica, logo abaixo:

O que é o sistema operacional?

No início, as primeiras TVs inteligentes contavam com sistemas operacionais que variavam de modelo para modelo. O ponto positivo é que essas “Smart TVs” acumulavam mais e mais recursos a cada ano. Mas, numa espécie de ponto bem negativo, elas dependiam de suporte específico para cada app ou serviço disponível. Se você quisesse saber se o Netflix funcionava na sua nova TV, por exemplo, precisaria ler o manual e torcer para que a fabricante e a provedora do serviço de streaming mantiveram o suporte para aquele modelo.

Pensando numa forma de oferecer uma plataforma padronizada, com apps e serviços que funcionassem em todas as smart TVs, surgiram os primeiros sistemas operacionais para este tipo de aparelho. O Google, a Samsung e a LG lideraram o caminho, apresentando em 2014 os sistemas Android TV, Tizen e WebOS, respectivamente.

Em resumo, os 3 sistemas possuem finalidades similares: funcionam como plataforma para que desenvolvedores criem aplicativos e serviços; pretendem tornar o menu das novas TVs mais prático, belo e interativo; e garantem que a experiência seja similar, sempre que você usar uma smart TV do mesmo sistema.

Mas, eles possuem diferenças muito interessantes. Veja

Android TV

smt-Smarts-Android

Fabricantes de televisores normalmente são boas com hardware, mas sofrem para criar uma experiência boa de uso com software. Por isso, ao colocar o sistema Android em uma TV, o fabricante se beneficia dos anos de desenvolvimento de interfaces e aplicativos do Google.

Noutras palavras, você passa a ter na TV uma experiência similar de uso de aplicativos e pesquisa de informações pela internet, como já acontece com o smartphone. Além de exigir requisitos mínimos de hardware e funcionamento das fabricantes, o Google criou uma belíssima interface para as grandes telas, que consiste em um campo de pesquisas (por voz ou teclado), apps instalados e uma região central que reúne um mix de conteúdos baseados nos apps e pesquisas feitos pelo usuário.

Android TV 1

Android TV: apps, filmes e outros conteúdos, direto na tela inicial.

Entre os principais recursos, vale destacar a pesquisa de voz e o Google Now, como experiências centrais dos aparelhos. É possível pesquisar filmes, procurar jogos, encontrar novos aplicativos ou até mesmo perguntar a previsão do tempo. Os desenvolvedores da plataforma afirmam que o sistema não se limitará apenas a sugerir conteúdos e buscará solucionar além das dúvidas cotidianas, mostrando cards do Google Now. Ao longo prazo, a proposta da empresa é transformar a TV numa central de controle da casa conectada.

Google Play é outra parte importante do sistema, responsável por oferecer uma loja completa com filmes, seriados, aplicativos, músicas e jogos. E, claro, o usuário pode instalar serviços adicionais de vídeos ou música, como o Netflix, Spotify, Plex, etc.

Pontos positivos:

  • A experiência e os mesmos aplicativos do smartphone foram adaptados para funcionar com as grandes telas;
  • Conteúdo fornecido pela loja Google Play e outros apps;
  • Pesquisa por voz, com informações do Google Now;
  • Suporta o envio de vídeos, fotos, músicas e comandos de qualquer aparelho Android, iPhone, iPad ou computador com o navegador Google Chrome;

Pontos Negativos:

  • Apenas a Sony e a Philips produzem smart TVs com o sistema Android para o mercado brasileiro. A LG e a Samsung utilizam seus próprios sistemas.

webOS

smt-Smarts-webOS

Quando a LG trouxe o sistema WebOS ao mercado brasileiro, em março de 2014, a principal característica que a empresa destacou foi a da facilidade de navegação e usabilidade dessas smart TVs. A plataforma foi criada em resposta à crescente frustração do consumidor com a complexidade dessas TVs ditas “inteligentes”. O sistema se baseia na forma com que o usuário interage com a TV, por meio de uma interface intuitiva.

Durante a CES 2015, a LG apresentou a segunda versão do seu sistema operacional. Mantendo o foco na praticidade do uso, a nova versão da plataforma oferece melhorias, como o tempo de inicialização – que foi reduzido em até 60% – e o acesso aos conteúdos, que ficou ainda mais simples e rápido. No entanto, o isolamento da plataforma faz com que alguns aplicativos fiquem desatualizados e deixem de funcionar.

LG WebOS interface

WebOS: interface rápida e descomplicada.

Entre as vantagens do WebOS, está a função Quick Settings, que permite que os usuários ajustem a TV sem interromper o que estão assistindo. Outra função interessante é o Input Picker, que permite o reconhecimento instantâneo dos dispositivos conectados à TV, para uso imediato. Os consumidores da tecnologia webOS 2.0 também têm acesso a conteúdos exclusivos em resolução ULTRA HD 4K, incluindo séries e filmes de sucesso.

Pontos Positivos:

  • Bela interface, pensada em descomplicar o uso de smart TVs;
  • Tem troca instantânea de canais e reconhecimento de dispositivos conectados;
  • Será atualizada para o WebOS 3.0 já no início de 2016;
  • Possui loja com conteúdo 4K (Ultra HD).

Pontos Negativos:

  • Disponível apenas em smart TVs da LG, o que limita a vontade de desenvolvedores em criarem novos apps para a plataforma.

Tizen

smt-Smarts-Tizen3

A Samsung também aproveitou a CES 2015 para anunciar que as novas smart TVs da empresa passariam a utilizar o sistema operacional Tizen. O sistema, de código aberto, foi desenvolvido pela Linux Foundation em parceria com a Samsung, Panasonic e a Intel. Para fomentar a criação de aplicativos, o Tizen facilita o desenvolvimentos de aplicações nativas, sem deixar de lado na flexibilidade do uso de HTML5. Essa característica faz com que seus aplicativos tenham potencial para contemplar diversas plataformas diferentes.

Isso faz com que a conectividade seja uma das principais características do sistema Tizen, que permite que a TV compartilhe dados via Bluetooth e Wi-Fi com smartphones e outros gadgets. Neles, também será possível assistir o que está passando na televisão (mesmo quando ela estiver desligada). A interface usada pela Samsung toma como base uma série de ícones organizados na parte inferior da tela. Cada um deles se refere tanto a uma função específica (como escolher a conexão utilizada, por exemplo) quanto a um aplicativo, como o Amazon Video on Demand ou o Netflix.

Tizen

Tizen: interface rápida e com suporte para jogos sem precisar de console.

Outro destaque do sistema Tizen é a Samsung Smart TV games, plataforma exclusiva para games que já está disponível em toda linha de smart TVs 2015. Por meio de uma parceria com a Gamefly, a Samsung incorporou o serviço de game por streaming, que possibilita aos usuários desfrutarem de uma lista de games como: Batman, Lego, Grid 2 e Pro Evolution Soccer, diretamente na TV sem a necessidade de um console.

Pontos Positivos:

  • Interface prática e rápida;
  • Tem troca instantânea de canais e reconhecimento de dispositivos conectados por WiFi ou Bluetooth;
  • Tem plataforma de games por streaming, dispensando consoles.

Pontos Negativos:

  • Disponível apenas em smart TVs da Samsung, o que limita a vontade de desenvolvedores em criarem novos apps para a plataforma.

E aí, qual sistema operacional combina mais com seu estilo de vida? Conta pra gente e aproveite para conferir nosso post com As melhores Smart TVs 4K deste natal.

Jornalista, fã de cinema e curioso de todas as coisas. Sempre atento às informações, escreve sobre ciência, comportamento e as novidades do mundo tecnológico.

Comentários

Mais de GADGETS

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top