Connect with us
Review TV Apek Maxpad Windows Touch TV

GADGETS

Review: Apek Maxpad PC-TV touchscreen com Windows 8.1

Testamos a Apek Maxpad PC-TV que são PCs com Windows 8.1 incorporados a uma tela LED LCD sensível a toques, com variações de 39, 50 ou 64,5 polegadas.

Apek-Launches-a-Windows-8-1-Touch-Smart-TV-Called-Maxpad

Que tal juntar a potência de um computador com uma grande tela de TV, tudo sem fios, gabinetes ou complicações adicionais? E, ainda, com o Windows 8.1?

A proposta foi base para criação da linha de TVs Maxpad da Apek, uma empresa brasileira que pretende entrar no mercado de televisores ultra-potentes. Seus modelos são, basicamente, PCs incorporados a uma tela LED LCD sensível a toques, com variações de 39, 50 ou 64,5 polegadas.

Testamos um destes modelos, e o resultado você vê no review abaixo:

Hardware

A Maxpad tem um processador AMD A10 quad-core de 3.8 GHz, placa gráfica ATI Radeon 4660, 8GB de RAM, HD com 500GB e SSD com 64GB (ambos para sistema e armazenamento de dados), webcam para vídeo-chamadas, conexões Wi-Fi e Ethernet. Há conexões de HDMI e vídeo componente, além de duas portas USB 3.0 e mais 6 USB 2.0 que podem ser usadas para levar filmes à TV a partir de um pen-drive.

O acesso a canais de TV e outros tipos de vídeo é feito pela entrada HDMI, com uso do software desenvolvido pela própria empresa, o Touch TV. Ele possui recursos adicionais que aproveitam o sensor de toques presente na tela, permitindo editar imagens e compartilhá-las em redes sociais e e-mail.

Review TV Apek Maxpad Windows Touch TV

A tecnologia da tela foi desenvolvida pela própria Apek, baseada no uso de um sensor óptico AQS, chamado de Apek Quad Sensor. Nele, quatro câmeras são posicionadas nos cantos da tela, para gerar uma malha de luz, aliada a uma fibra óptica. Quando o sinal é interrompido pelos dedos do usuário, o toque é identificado. O resultado: altíssima precisão.

Além disso, o tempo de resposta da tela é de 4 milisegundos, o que faz desta uma máquina excelente para jogos. O contraste estático é 4000:1 e o angulo de visão 176 graus (tecnologia Super MVA, semelhante aos paineis IPS).

A configuração da Maxpad é de topo de linha, mas os materiais utilizados para compor a Maxpad fazem dela uma das TVs mais pesadas da atualidade (43kg). Precisamos de duas pessoas para montá-la corretamente.

Design

Review TV Apek Maxpad Windows Touch TV

Embora seja interessante, o design da Maxpad nos remete há alguns anos no passado. Bordas gordas, formato simplesmente retangular e suporte de ferro passam um ar de protótipo. Ela não é feia, diga-se. Apenas não tem o apelo das novas linhas ultra-finas da Samsung, LG ou Philips.

A Maxpad também pode funcionar como um totem, o que pode ser interessante para empresas que precisam de um painel eficiente para exposições. Talvez seja perigoso fixa-la a uma parede, embora isso seja possível. Também, não é todo móvel que irá suportá-la.

Review TV Apek Maxpad Windows Touch TV

Um detalhe interessante é a câmera acoplada no topo.  Ela tem lente grande angular com 100 graus de visão e resolução de 5 megapixels. Ou seja, o produto é excelente para videoconferências.

Touch TV

Review: Apek Maxpad – as primeiras TVs touchscreen com Windows 8.1

O software desenvolvido para visualizar canais de TV permite que o usuário manipule as imagens através da própria tela, sensível ao toque. Entre os principais recursos, estão:

  • Gravação contínua (volta no tempo) de 150 minutos;
  • Possibilidade de alternar entre duas fontes de sinal;
  • Desenho a mão livre integrado com Facebook e e-mail;
  • Captura e busca direta no Google Images.

Maxpad Remote

Apesar de ter tela sensível ao toque, não podemos esquecer que a maior parte do tempo gasto com uma TV é, geralmente, longe dela. Por isso, faz parte do pacote o Max Remote, controle remoto com face dupla. De um lado estão os botões tradicionais. Do outro, um teclado em miniatura.

Review TV Apek Maxpad Windows Touch TV

Similar aos controles da LG (Magic Remotes), o Max Remote funciona como “pointer”, mostrando um ponteiro na tela, que acompanha o movimento do usuário (usando um giroscópio interno). Ele usa uma bateria interna, que pode ser carregada através da entrada USB (mini USB).

Nossa impressão com o uso dele foi, no entanto, um pouco decepcionante. Além de não ser lá muito ergonômico, o controle remoto respondeu com dificuldade a alguns comandos. Ele não ligou a TV e o PC (só foi possível desligá-la), sendo necessário ativar a Maxpad no botão.

Os botões de mudança de canais também funcionaram de forma estranha. Ao invés de alterarem o canal visualizado, funcionaram como os botões de volume, aumentando e diminuindo o som.

Questionada sobre estes resultados, a empresa respondeu que tais dificuldades estão presentes apenas no modelo encaminhado para testes:

“Os problemas citados no review não são problemas de projeto, mas provavelmente alguma falha na amostra enviada para testes. Tivemos muito trabalho para desenvolver uma placa de controle que realizasse o sync da TV e PC.

Com o MaxRemote é possível sim ligar e desligar o equipamento. Além disso os controles com modo TV selecionado estão programados corretamente e respondem às suas funções conforme legendas impressas.”

Preço e disponibilidade

Review: Apek Maxpad – as primeiras TVs touchscreen com Windows 8.1

Essa configuração topo de linha, entretanto, não é barata: os preços das TVs da linha Maxpad variam entre 16 mil reais (39 polegadas), 21 mil reais (50 polegadas) e 27 mil reais (64,5 polegadas). O modelo está disponível apenas nas Lojas da Fnac.

Conclusão

 

A MaxPad é certamente algo de novo no mercado. O fato de ser um produto brasileiro também agrega valor e mostra o poder da indústria nacional (parabéns Apek!). No entanto, o custo de se juntar um PC potente + TV Touchscreen deve ser proibitivo para maioria dos consumidores domésticos.

Comprar uma tela com qualidade superior de imagem e conectá-la a um computador desktop pode ser um atendado ao design e praticidade, se comparado à Maxpad. Mas é, sem dúvida, muito mais barato.

O futuro da Maxpad, no entanto, reserva novidades. Conversamos com Frederico Ferraz e Rafael Tonelli, responsáveis pela idealização da linha, e eles nos passaram informações bem interessantes. Entre elas, o desenvolvimento de uma linha de baixo-custo.

Especial: entrevista com a empresa

 

1. Já existem atualizações de sistema planejadas para o software da TV?

Sim, teremos muitas novidades em breve. Teremos ainda um software adicional chamado Maxboard, especialmente voltado para apresentações corporativas e educação. Este novo aplicativo será complementar ao Touch TV e permitirá a manipulação de documentos do Office, imagens, vídeos e áudio de uma forma totalmente nova! O lançamento do Maxboard está previsto para agosto.

2. Quais são os possíveis upgrades que o usuário poderá fazer às TVs Maxpad? A empresa pretende oferecer um serviço de instalação de novas placas e afins? Atualização do Max Remote?

Os usuários poderão realizar o upgrade dos discos de armazenamento (HD e SSD), de memória RAM (até 64GB) e de processador (linha A10). Placas PCI Offboard não estão disponíveis. No restante, o usuário poderá utilizar quaisquer conexões externas (USB 2.0 ou 3.0) para conectar outros dispositivos no equipamento.

3. Quais são os planos da Apek para a próxima linha de TVs?

Na verdade, embora o Maxpad não seja tão “slim”, sua tela já possui backlight de LED. Na nova geração focaremos na diminuição da espessura das bordas e profundidade, que será possível devido à evolução de nossa tecnologia de touchscreen, que passará a ter seus sensores ópticos bem menores (apenas 2mm de espessura).

4. O preço deve ser um grande impeditivo para consumidores interessados em uma TV Maxpad em casa. Como vocês pretendem superar essa barreira?

Planejamos para o ano que vem uma versão mais simplificada do produto, com um custo muito mais competitivo para atender aos consumidores low end. Será um produto incrível para quem não precisa de todos os recursos do Maxpad atual e quer investir bem menos. Será um produto de grande inovação e que mais uma vez entrará para revolucionar o mercado. Aguardem!

Bruno A. Martinez é advogado, bancário e criador do Showmetech. E sim, todo mundo pergunta por que ele não estudou algum curso relacionado com tecnologia.

Comments

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top