Conecte-se conosco
Samsung NX300

Câmeras

Review: Câmera Digital Samsung NX300, topo de linha das compactas

Testamos a câmera digital Samsung NX300, topo de linha da categoria das câmeras compactas da marca. Leia a análise sobre esta potente opção.

Samsung NX300

Dentre as principais fabricantes de câmeras digitais, a Samsung vem tendo um crescimento visível tanto em quantidade de modelos disponíveis quanto na qualidade destes. É interessante observar como a popularidade dos vários smartphones da linha Galaxy colaboraram fortemente com a popularização do estilo de fotografia “mirar e disparar”, ou seja, uma fotografia mais casual e cotidiana, fortemente baseada em câmeras compactas e de alta mobilidade. Seguindo a própria linha que ajudou a consolidar, a Samsung tem ampliado as opções de câmeras digitais compactas.

Recebemos para realizar este review o topo de linha da categoria das compactas da empresa: a Câmera Digital Samsung NX300. Com especificações de encher os olhos, como o sensor CMOS de 20,3 megapixels e capacidade de realizar filmagens em Full HD (1920×1080) a uma taxa de 60 quadros por segundo, de cara o modelo já impressiona. O preço médio da Samsung NX300 é R$ 2.000 e ela pode ser encontrada na Fast ShopRicardo EletroWalmart e outras grandes redes de varejo.

Veja a seguir, em detalhes, a experiência que tive avaliando esta câmera.

Primeiras impressões

Logo ao a abrir a bela caixa, a primeira impressão é bem positiva. O conteúdo vem muito bem armazenado, embalado e organizado. Tanto a câmera, muito bonita por sinal, quanto a lente de 18-55 mm que acompanha o produto, chamam a atenção imediatamente.

Os procedimentos iniciais para começar a utilizar a câmera são simples, o encaixe da lente e do flash externo não simples e não é necessário grandes habilidades prévias com câmeras que possuem estes itens desacoplados. De qualquer forma, o manual também apresenta inúmeras figuras e instruções passo-a-passo para apoiar aqueles que precisem de explicações. O único item que não me pareceu adequadamente explicado no manual foi sobre a colocação da alça de segurança, visto que as poucas imagens indicativas de como proceder não se mostraram muito claras na minha visão.

Na imagem a seguir, destaca-se o corpo da câmera já com a alça de segurança presa, bem como a lente e o flash externo que acompanham o produto, ainda desacoplados.

Samsung NX300 com lente e flash desacoplados

Também como primeira impressão, esta porém um pouco negativa, foi o fato de que a câmera pareceu-me fisicamente inadequada para a categoria das compactas, uma vez que seu corpo por si só já não é tão pequeno e leve e, ao encaixar a lente e o flash, o conjunto fica muito mais próximo de uma semiprofissional do que uma compacta.

Aparência e design

Apesar da questão levantada acima, indiscutivelmente a câmera é muito bonita, conciliando ao mesmo tempo estilo moderno e retro, uma vez que suas linhas e seu design são muito atuais, com partes superiores e inferiores metalizadas, mas seu acabamento remete àquelas saudosas câmeras de décadas atrás, com um revestimento estilo pele. O design também é compartilhado por outras câmeras da linha NX.

No Brasil, é vendida em duas opções de cor: com o corpo em preto (o modelo testado e exibido nas fotos desta matéria) ou com o corpo em marrom. No exterior também é encontrada com o corpo na cor branca.

Close do topo e da traseira da Samsung NX300

A câmera possui as medidas de 122 x 63,7 x 40,7 milímetros e pesa 284 gramas (sem considerar-se o peso da bateria). Obviamente, o tamanho e o peso aumentam quando todo o conjunto está montado e variam de acordo com a opção de lente utilizada, caso o usuário adquira outras lentes além da lente de 18-55 mm que acompanha o produto.

Ergonomia e controles

A ergonomia se mostrou muito adequada, com o formato da câmera auxiliando a empunhadura (pelo menos para um destro) e facilitando seu manuseio. Quanto ao peso, passou-me uma sensação um pouco desconfortável de que poderia ocorrer de derrubá-la, portanto não me senti seguro para usar sem a alça no pescoço, o que efetivamente causou algum desconforto após algum tempo de uso.

Os controles são bem arranjados e muito similares a outras câmeras da marca, inclusive de menor custo, o que reduz a curva de aprendizado ao iniciar o uso deste modelo.

O topo da câmera detém a chave de liga-desliga, um controlador de zoom (que pode ter efeito ou não dependendo, da função que estiver sendo utilizada no momento), um botão giratório de seleção de modo (similar ao existente em outros modelos da marca) e um botão de acesso rápido à conectividade Wi-Fi. Por falar em Wi-Fi, as opções existentes e os softwares de comunicação são os mesmos utilizados por outras câmeras digitais compactas da Samsung.

A lateral da câmera detém o compartimento com a entrada HDMI e o encaixe para o cabo USB de carga e/ou transferência de arquivos.

A parte inferior da câmera possui um encaixe para tripé e o compartimento para a entrada do cartão SD e da bateria removível de 1130 mAh.

A traseira da câmera detém a grande maioria dos botões, incluindo: acesso direto a vídeo, compensação de exposição, menu de opções, funções (Fn), display,  opções de foco automático, disparo contínuo e temporização, ISO, pré-visualização de arquivos, exclusão de arquivos e seleção (Ok).

Traseira da Samsung NX300

Desta configuração de botões, o botão dedicado a vídeo (filmagem) é muito útil e prático, mas pode confundir um pouco quem estiver acostumado a escolher a opção de filmagem dentre os modos disponíveis no botão giratório no topo da câmera. Entretanto, várias câmeras estão seguindo esta tendência de botão dedicado a vídeo, sendo uma opção prática para alternar entre fotos e vídeos.

A traseira ainda conta com uma generosa tela de 3,31” do tipo LCD AMOLED touchscreen, com capacidade de inclinação de 90° para cima e 45° para baixo, o que proporciona muita flexibilidade de posicionamento do visor para várias situações. Inclusive, a resposta aos toques na tela é sensacional, o que me fez desistir dos botões físicos rapidamente.

Como único ponto negativo neste quesito, vale citar que a câmera não possui visor eletrônico ou óptico (conhecido como viewfinder em inglês), o que faz com que se dependa exclusivamente do visor LCD todo o tempo, necessitando-se assim consumir mais bateria e ocasionando eventualmente dificuldade de visualização da cena quando em incidência direta de raios solares sobre a tela.

Desempenho

Enquanto modelos anteriores da Samsung nessa categoria receberam críticas sobre desempenho, principalmente em relação à velocidade do foco automático, este modelo definitivamente destaca-se neste quesito. Usualmente, apenas uma fração de segundo é necessária para que o foco se ajuste em qualquer situação. Unindo-se isto à possibilidade de configurar o foco manual através do toque na tela, é possível facilmente obter efeitos de focalização precisos, que garantem um visual profissional em cenas macro sem muito esforço. Um exemplo disso é a imagem abaixo, tirada em um ambiente de iluminação artificial, à noite, sem o uso de flash e com o foco aplicado à escultura em madeira.

Exemplo de foto macro da Samsung NX300 com ajuste de foco por touch

A velocidade para ligar a câmera também é um quesito de destaque, girando por volta de apenas um segundo para tê-la pronta para o primeiro disparo. Isto é interessante e muito útil, pois podemos manter a câmera desligada enquanto andamos em busca daquela cena ideal para ser registrada, poupando bateria, sem o receio de perder algum disparo importante enquanto a câmera inicia. Somando-se isto com uma ótima velocidade de disparo – o modo de disparo contínuo efetivamente dispara continuamente, não se percebem pausas entre as capturas – é possível fotografar muito rapidamente.

Por falar em bateria, o modelo recarregável BP 1130 utilizado pela câmera promete aproximadamente 160 minutos de vídeo ou 320 fotos por carga. Na prática, o número se mostrou menor (por volta 250 disparos), uma vez que é normal consumir bastante energia pelo visor LCD para rever as fotos tiradas, excluir aquelas
que não ficaram boas e fazer ajustes de cores, recorte e efeitos. O número cai ainda mais ao se tirar muitas fotos à noite com o uso de flash, o que também é esperado. Em um cenário onde se necessite obter o máximo possível de disparos por carga de bateria, o ideal é se reduzir ao máximo o brilho do visor e não utilizar nenhum recurso de pré-visualização e ajuste na própria câmera, deixando para escolher e retocar as fotos diretamente no computador posteriormente.

Qualidade

A resposta da lente de 18-15 mm equipada por padrão é adequada e agradável. Embora esta configuração de lente não tenha me satisfeito muito, dado seu nível de zoom não muito grande (sendo inferior a diversas câmeras compactas de baixo custo existentes no mercado, inclusive da própria Samsung), demonstrou-se uma lente de boa qualidade e flexível para diversas ocasiões, exceto nas com necessidade de zoom de longo alcance.

Destaca-se na lente também o recurso iFn (que também está disponível em algumas outras lentes da linha NX), o qual permite controle total de abertura, velocidade de disparo e ISO diretamente girando-se o anel da lente, proporcionando um controle muito preciso e ao mesmo tempo prático ao usuário.

Destaque do botão iFn na lente da Samsung NX300

Sobre a qualidade de filmagem, grava-se em Full HD 1080p a 60fps, armazenando-se em formato MP4. O resultado é limpo e muito bonito. É possível também configurar para gravar a 30fps e a 24fps. Enquanto a qualidade da imagem nos vídeos é muito agradável, o som é simples, capturado por um microfone estéreo embutido, que, embora possua uma captação boa, apresenta o problema de captar o barulho da lente durante a filmagem, ou seja, apesar da câmera responder muito bem às mudanças de zoom e foco durante a filmagem, o áudio acaba comprometido com isto, o que inviabiliza a utilização em situações profissionais.

Já sobre a qualidade de imagem, os resultados são impressionantes, mas também podem ser desmotivadores. Como a câmera possui uma vasta gama de configurações, modos de cena, ajustes e efeitos, é muito fácil tirar ótimas fotos… Assim como péssimas fotos também. Embora se enquadre no topo da categoria das compactas, em muitas questões acaba-se esbarrando em conceitos mais profissionais, como prioridades de abertura, de obturador, de lente, etc. Alguma experiência com fotografia acaba sendo muito relevante, ou pelo menos uma boa vontade de aprender.

O quesito que mais me decepcionou foi justamente o modo automático. Logo no primeiro disparo realizado, na cena exibida abaixo, o resultado não se mostrou digno de uma câmera com tantos adjetivos. Enquadrando alguns objetos estáticos em um ambiente fechado mas bem iluminado durante o dia, a cerca de um metro do alvo, a definição da imagem e o equilíbrio das cores deixou a desejar.

Exemplo de foto em modo automático da Samsung NX300

Após mais algumas tentativas não muito satisfatórias de utilização em modo automático, cheguei à conclusão que esta câmera pode ser uma ferramenta poderosa após acostumar-se com suas configurações e escolher adequadamente os ajustes pra cada situação, mas não me parece muito adequada para quem procura algo mais prático, para disparos rápidos e despretensiosos. Contudo, realmente não se espera que alguém adquira uma câmera desse custo e com tantas opções apenas para ficar no modo automático, então não me pareceu um caso assim tão grave.

Por falar em equilíbrio de cores, observou-se uma tendência grande da câmera forçar excessivamente para o azul, tornando todas as cenas mais frias. Eu particularmente prefiro cenas com cores quentes, então isso foi um dos primeiros ajustes que busquei para obter imagens melhores. A câmera possui ajuste detalhado de equilíbrio de cores antes e depois dos disparos e conta com oito opções de balanço de branco: Automático, Luz do sol, Nublado, Florescente, Tungstênio, Customizado e K (Kelvin). Soma-se isto à possibilidade de configurar a intensidade de iluminação do flash (até três níveis acima ou abaixo do padrão). É possível, portanto, obter cenas com iluminação e cores variadas. Abaixo, a mesma cena capturada utilizando-se dois ajustes distintos de balanço de branco e de intensidade do flash.

Exemplo de cena interna com a Samsung NX300

Exemplo de cena interna com ajuste de intensidade de flash com a Samsung NX300

Os modos de cena também são variados, compondo-se de: Embelezar rosto, Paisagem, Macro, Congelar da ação, Tom forte, Panorama, Queda d’água, Silhueta, Pôr-do-sol, Noite, Fogos de artifício, Traço de luz, Foto criativa, Melhor face. Senti falta de um modo específico para autorretratos que se encontra em várias câmeras, pois seria um facilitador, mas é possível obter bons resultados sem ele.

Outro ponto a observar é que nem todos estes modos realmente oferecem resultados relevantes. Por exemplo, o “Embelezar rosto”, que acaba resultando em imagens borradas. Já outros se demonstraram muito mais úteis do que imaginei inicialmente, como o “Melhor face”, que realiza vários disparos em sequência e permite escolher aquela que ficou com o rosto mais adequado. Veja este comparativo utilizando “Embelezar rosto” na primeira imagem e “Melhor face” na segunda.

Exemplo de foto no modo "Embelezar rosto" da Samsung NX300

Exemplo de foto no modo "Melhor face" da Samsung NX300

Dentre as opções de exposição, o intervalo ISO é grande e chega a até 25600. Contudo, a partir de 3200 já se começa a perceber alguma granularidade na imagem dependendo das condições, como na foto abaixo, à noite sem flash, com ISO 3200 e o zoom máximo da lente, onde é possível perceber o surgimento de alguns artefatos que impedem uma ampliação de qualidade.

Exemplo de foto noturna sem flash com ISO 3200 e zoom máximo da Samsung NX300

Contudo, com a mesma exposição de ISO 3200 em uma circunstância diferente, aproveitando-se também do ajuste de intensidade do flash em conjunto com a opção de flash para preenchimento de fundo em cena noturna, é possível observar a forma inteligente como a câmera mescla as imagens obtidas entre os dois planos para gerar um resultado muito satisfatório, mantendo-se os detalhes e a definição do rosto no primeiro plano em conjunto com o plano de fundo desfocado porém visível. Vale dizer que o ambiente não era muito iluminado, o que normalmente faria com que o fundo sumisse da imagem.

Exemplo de foto noturna mesclando primeiro plano claro e segundo plano escuro da Samsung NX300

A liberdade de ajuste de prioridade de abertura e de tempo de exposição permite obter fotos incríveis em situações inusitadas, como na imagem abaixo, capturada de dentro de um ambiente bem escuro, focalizando-se parcialmente o lado de fora altamente iluminado pela luz solar, conseguindo captar com bastante nitidez os detalhes externos, situação esta que normalmente geraria apenas grandes borrões de claridade em câmeras compactas normais.

Exemplo de foto controlando tempo de abertura e de exposição da Samsung NX300

Em ambientes abertos, com mesclas de luzes intensas com sombras fortes, é possível utilizar o ajuste de exposição para encontrar configurações ideais que mantenham a nitidez de ambos os planos de iluminação.

Exemplo de foto externa com luzes e sombras diversas da Samsung NX300

Nenhuma das imagens exibidas nesta matéria para descrever os recursos da Samsung NX300 passou por qualquer tratamento no computador, embora na prática fosse possível. A câmera permite armazenar as imagens não apenas em JPEG, mas também em RAW. O usuário recebe o software Adobe Photoshop Lightroom juntamente com a câmera, sendo possível realizar edições minuciosas de cores, iluminação, exposição, correção de distorções de lente, etc. usando o arquivo RAW e obtendo assim resultados mais profissionais.

Pontos negativos

Alguns pequenos detalhes que não agradaram durante o uso já foram abordados durante esta matéria, como a configuração padrão do modo automático que não me pareceu muito adequada. Por serem questões pequenas e não terem afetado drasticamente o uso da câmera, não foram consideradas pontos realmente negativos. Cita-se, portanto, apenas duas situações desagradáveis que me pareceram efetivamente negativas:

Primeiramente, o fato de que a caixa da câmera e quase todos os seus materiais de divulgação estampam veementemente a capacidade inovadora desta câmera de captar em 3D com apenas uma lente. Esta lente (de 20-50 mm com captação 3D), entretanto, não faz parte do kit comercializado no Brasil e precisa ser adquirida à parte, se desejado, o que pode gerar confusão nos consumidores mais desatentos, além de deixar um gostinho inevitável de “não consegui usar a parte mais legal da câmera”. A assessoria de imprensa da Samsung Brasil informou que realmente não existe opção de adquirir a NX300 já com a lente 3D, em detrimento da lente padrão de 18-55 mm, o que me pareceu bem desapontador.

Em segundo lugar, o recurso de comunicação NFC infelizmente não funcionou de forma alguma durante os testes, nem com um Galaxy SIII e nem com um Galaxy Nexus que tínhamos à disposição, o que pode ser um problema específico do aparelho testado ou talvez represente algo mais grave. Sobre isso, a assessoria de imprensa da Samsung Brasil informou que o procedimento para utilizar o NFC estava correto e que eles não tinham conhecimento de outras pessoas com problemas quanto a isto.

Preço

Conforme citado no início dessa matéria, o preço médio da Samsung NX300 é R$ 2.000 e ela pode ser encontrada na Fast ShopRicardo EletroWalmart e outras grandes redes de varejo.

Conclusão

Oferecendo uma aparência atrativa, grande liberdade de configurações, facilidade de conexão com recursos Wi-Fi intuitivos, uma lente padrão versátil de boa qualidade e especificações parrudas para uma câmera compacta, a Samsung NX300 é certamente a melhor câmera da linha NX já lançada e uma forte competidora entre as concorrentes no topo da categoria.

Como conclusão pessoal sobre a utilização da Samsung NX300, o parecer final é positivo e agradou de maneira geral. Entretanto, em uma análise de custo benefício, considerando-se que o preço médio de mercado deste modelo girando em torno de R$ 2.000 durante dezembro de 2013, além do custo adicional para cada nova lente adquirida, avalia-se que a linha divisória entre as compactas e as semiprofissionais não é mais muito clara. Como uma câmera compacta, este aparelho é definitivamente empolgante, mas seu custo extrapola a categoria das compactas. E como concorrente de câmeras semiprofissionais, por este preço não seria minha escolha.

Se desejar, acesse a página oficial da câmera digital Samsung NX300 para ler mais sobre ela, ou visite diretamente a página de especificações técnicas para obter mais detalhes.

Professor na área de Engenharia de Software com enfoque em Desenvolvimento Web e Mobile. Mestre em Engenharia de Produção e Especialista em Gestão de Tecnologia da Informação. Louco por tecnologia de maneira geral, principalmente sobre as plataformas Android e Windows. Grande apreciador de Games nas horas vagas.

Comentários

Mais de Câmeras

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top