Conecte-se conosco
CCE SK351 Frontal

Android

Review: smartphone CCE SK351

A fabricante brasileira mira o mercado de baixo custo com o CCE SK351 e tenta atrair consumidores com suporte à redes 3G e Dual-chip. Seriam estes atributos suficientes para eclipsar as falhas de um aparelho tão barato?

Smartphone CCE SK351

Celulares baratos, com hardware básico e equipados com o sistema desenvolvido pelo Google, o Android, são a maior porta de entrada para o mercado de smartphones no mundo atualmente. Enquanto as fabricantes brigam para desenvolver as melhores telas, câmeras, processadores e baterias, os consumidores optam pelo custo-benefício na outra ponta da tabela de preços.

No Brasil não é diferente e é pra este público que a também brasileira CCE desenvolveu o SK351. O nome é pouco atraente – assim como o design do aparelho – mas o preço, a partir dos R$ 260, torna-o uma opção interessante no mercado de baixo custo. Porém, o que exatamente o comprador leva por esse valor? Veja a seguir.

Hardware

Como já dito, o design do SK351 não chama muita atenção, pelo menos na versão preta que testamos (há um modelo branco) e lembra bastante o Motorola Defy. Na parte da frente, a CCE manteve os quatro velhos botões do Android (Home, Menu, Voltar e Busca), mas eles não são físicos e às vezes demoram um pouco pra responder.

A tela de 3,5 polegadas possui um bom tamanho, principalmente porque smartphones deste preço costumam ter telas de 3 polegadas ou menos, mas resolução baixíssima (480 x 320) e ângulos de visão ruins. O ponto positivo fica com a exibição fiel de cores.

CCE SK351 Opened

Nas laterais do aparelho, há apenas os botões de volume. Na parte inferior, uma entrada micro-USB para carregamento da bateria e transferência de arquivos, e na parte superior ficam o botão Ligar e a entrada para fones de ouvido. A parte traseira possui uma tampa removível que guarda a bateria e os dois cartões SIM (tamanho padrão). A retirada da tampa é um tanto difícil.

Também na traseira está a câmera de 2 megapixels, sem flash, que você não irá querer usar exceto para documentar algum evento em que não haja nenhuma outra câmera disponível e isto inclui as suas selfies no Instagram.

CCE SK351 Back

Por dentro, o SK351 conta com processador Qualcomm Snapdragon de 1GHz núcleo único, 512 MB de RAM e 256 MB de armazenamento interno (praticamente todo consumido pelo sistema operacional). A falta de espaço é contornada através de um cartão microSD de 4 GB e é possível expandi-la até 32 GB.

O aparelho suporta conexões 3G e Wi-Fi e possui itens interessantes como GPS e Rádio FM. As especificações enxutas ajudam a economizar a bateria do aparelho, que durou quase 2 dias sob uso moderado de Wi-Fi e brilho automático, um bom resultado.

Software

A CCE optou por incluir uma versão quase pura do sistema operacional do Google no SK351. O que foi uma ótima decisão, pois garante performance mais estável ao aparelho. Uma pena porém, que a versão escolhida tenha sido a 4.0.4 (Ice Cream Sandwich) e não a mais recente 4.1 (Jelly Bean).

O aparelho responde bem aos toques e desliza com certa fluidez, mesmo com as animações habilitadas. Os momentos de maior lentidão no uso do Sk351 são os de abertura de aplicativos com suas intermináveis telas de “Carregando” observadas tanto em aplicativos “simples” como o Facebook ou em games como o popular “Meu Malvado Favorito”.

CCE SK351 Screen

Esta talvez seja a maior desvantagem em adquirir um smartphone Android tão barato: uma loja com 1 milhão de aplicativos disponíveis, mas que seu aparelho nem sempre suportará executar. Mesmo assim, o dono de um SK351 poderá aproveitar títulos como WhatsApp, Facebook Messenger, Cut the Rope, Candy Crush, Google Chrome (que não vem pré-instalado), Twitter, Rdio, etc.

O teclado padrão do SK351 é extremamente limitado e difícil de usar, portanto, recomendo que você instale uma solução independente como o SwiftKey ou Swype (o que também pode impactar no desempenho do aparelho). Isto, se houver espaço disponível. Com míseros 256 MB de armazenamento interno, o usuário pode ficar na mão na hora de tentar baixar algo no Google Play.

CCE SK351 Side

Nem todos os apps suportam a opção de armazenamento no cartão de memória (4 GB), o que pode impedir a instalação, caso os 256 MB já tenham se esgotado (em meus testes, após 3 aplicativos instalados já não havia mais espaço no aparelho). Mover os apps para o cartão de memória não é particularmente difícil, mas é improvável que um usuário comum descubra este procedimento sozinho, o que prejudica a experiência ao usar o smartphone.

Conclusão

Custando R$ 260 no Extra, Ponto Frio e Casas Bahia, o CCE SK351 está há uma distância segura de rivais como o LG Optimus L3 II, o Samsung Galaxy Pocket , Galaxy Y e até o Nokia Asha 501. Sistema Android sem customizações, boa duração da bateria, suporte a 3G e dual-SIM são características positivas do aparelho. Neste caso, ele é a opção mais atraente se o preço for o fator mais importante na hora da sua compra.

CCE SK351 Top

Porém, de acordo com o Buscapé, algumas lojas ainda o comercializam por valores acima de R$ 300, faixa na qual a competição é mais dura e a falta de armazenamento interno, tela de baixa resolução, câmera ruim e versão ultrapassada do sistema tornam-se problemas difíceis de ignorar.

Cabe aqui analisar qual uso pretende-se dar ao aparelho: ligações, mensagens, redes sociais, jogos, fotografia, etc, e decidir se um smartphone barato e limitado supre suas necessidades ou se é melhor esperar (e economizar) um pouco mais para comprar um aparelho mais completo.

Já vivia na nuvem antes de ser modinha.

Comentários

Mais de Android

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top