Conecte-se conosco
quantu-fly-capa

Android

Review do Quantum Fly: Para o alto e avante

Lançado no início deste mês de setembro, testamos o Quantum Fly e contamos o que achamos deste aparelho na nossa análise

quantum-fly-caput

Confira nossa análise do novo Quantum Fly

No início desse mês de setembro, a Quantum realizou um evento para apresentar o Quantum Fly, novo smartphone da empresa, que chega ao mercado nacional para marcar um salto de qualidade da marca.

Com recursos avançados e visual premium, o Fly é um dispositivo extremamente promissor que pode levar a Quantum a um novo patamar. Nas últimas semanas, tivemos a oportunidade de testar o aparelho e você pode conferir nossas impressões na análise a seguir.

Design e Acabamento

quantum-fly-design

A primeira coisa que chama a atenção no Quantum Fly é, sem dúvidas, seu apelo visual. Com apenas 7,3 milímetros de espessura, o aparelho apresenta um design elegante com cantos arredondados e efeito 2.5 D.

Na parte de cima do aparelho encontramos a saída para fones de ouvido Os  botões de volume e energia, na lateral direita, enquanto o slot para SIM e cartões de memória, fica do lado esquerdo. Por fim temos o espaço para o leitor de digitais na tampa traseira.

Outro aspecto que vale a pena destacar é a leveza do Quantum Fly. Pesando 141 gramas, o corpo do aparelho é construído em peça única de alumínio que certamente reforça o aspecto de produto premium do aparelho.

Apesar de ser bastante ergonômico também, o Fly é um pouco escorregadio, mas isso não é um defeito do aparelho em si, mas do tipo de design adotado (semelhante ao iPhone 6 e 6 Plus, por exemplo). Um capa e uma película protetora podem ser providenciais.

Tela

quantum-fly-tela

Com uma tela de 5,2 polegadas, protegida por um painel Corning Gorilla Glass 3, o Quantum Fly optou por adotar o que muitos acreditam ser o tamanho ideal da tela de um celular, resultando na melhor relação entre tamanho e ergonomia.

O display LCD IPS Full HD (1920 x 1080) conta com cores equilibradas, contraste balanceado e bom nível de nitidez. Em termos de uso, a tela do Quantum Fly é confortável, não sendo nem um elemento de destaque, nem problemático.

Um recurso que achei útil é o MiraVision — um assistente que realiza a calibragem do painel que você acessa pelas configurações do sistema. Com ele é possível controlar a saturação e a temperatura, cores mais vívidas e o contraste mais intenso.

Desempenho

quantum-fly-desempenho

O principal destaque do Quantum Fly é seu desempenho. O processador MediaTek Helio X20 de 10 núcleos tem uma arquitetura Tri-Cluster, que oferece três possibilidades de processamento, cada um projetado para lidar de forma mais eficaz com os diferentes tipos de carga de trabalho.

Assim, quatro deles atuam quando há pouca carga de processamento, outros quatro atuam para dar conta de tarefas que exigem médio desempenho. Os dois núcleos mais potentes entram em ação no caso de tarefas mais pesadas. Dessa forma, há quatro núcleos que estarão sempre atuantes.

As configurações ainda incluem 3 GB de memória RAM e 32 GB de memória interna com possibilidade de expansão até 128 GB via cartão micro-SD. Essas especificações fazem com que o Quantum Fly rode tranquilamente a maioria dos aplicativos e jogos do Google Play.

Para alimentar tudo isso, o Fly ainda traz uma bateria de 3.000 mAh. Neste quesito acredito que o aparelho tenha um desempenho satisfatório. Isso significa que o usuário comum deve ter bateria para o dia todo, mas convém não abusar de Bluetooth, redes móveis e games.

Sistema

quantum-fly-sistema

O Quantum Fly vem rodando com Android Marshmallow e já conta com o update para a versão Nougat garantida pela fabricante. A interface Stock Android é extremamente minimalista e é uma maravilha para os fãs mais puristas do robozinho. Aqui falamos de um sistema realmente clean, já que a Quantum fez apenas algumas personalizações nos ícones do sistema, configurações e atalhos.

Outro ponto positivo que deve ser muito ressaltado é a quantidade mínima de aplicativos nativos presentes (bloatware). Destaque para o Dash Cam, um app que tem como proposta ser uma espécie de filmadora veicular. Originalmente, o aparelho deixa livre para o usuário cerca de 26 GB dos 32 GB disponíveis no armazenamento interno.

Recursos

quantum-fly-recursos

O Quantum Fly vem equipado com um sensor biométrico em sua parte traseira. Esse recurso responde rapidamente e funciona tão bem quanto o sensor de concorrentes mais “pesados”. É possível cadastrar até cinco impressões digitais no sistema, que podem ser utilizados para autorizar compras no Google Play.

Também é possível bater fotos a partir do sensor biométrico, o que acaba sendo um recurso bastante útil por transformar esse botão em um obturador, dispensando a necessidade do clique. Além disso o Quantum Fly ainda traz um conjunto de sensores que incluem: Magnetômetro, Giroscópio, Acelerômetro e Sensor de proximidade.

Por fim temos o funcionamento do sistema DUAL SIM do aparelho. No Quantum Fly, o usuário terá de optar entre usar dois chips ou utilizar um cartão de memória, já que o slot para os chips (que pode ser micro ou nano) é compartilhado. Como o aparelho vem com 32 GB de armazenamento interno, é possível que para alguns este seja um ponto negativo.

Câmera

quantum-fly-cameras

Sempre um componente decisivo para o consumidor, o conjunto de câmeras presente no Quantum Fly vem com uma câmera principal (traseira) de 16 megapixels, lente f/2.0 e flash duplo. Segundo a fabricante, a câmera pode capturar imagens de até 24 megapixels graças a tecnologia Quantum Resolution.

Já a câmera auxiliar (frontal) é de 8 megapixels, com flash e ângulo de abertura de 80° para selfies mais iluminadas. O conjunto de câmeras conta com a função PDFA (Phase Detect Auto Focus) para entregar foco ultrarrápido em apenas 0,3 segundo, tendo sua resolução ampliada para 12 megapixels pelo Quantum Resolution.

Entre a teoria e a prática, temos aqui um resultado apenas satisfatório. Apesar de representar um claro avanço em relação aos outros modelos da marca, a câmera do Fly ainda fica atrás de concorrentes como o Zenfone 2, Xperia X e Moto G4.

A câmera principal vai bem em ambientes externos e com boa iluminação, mas o rendimento cai muito em cenários mais escuros. Já a câmera frontal é comparativamente melhor e captura boas selfies. Para os fãs dos auto-retratos o recurso de captura de imagens por gesto (fazendo um “paz e amor”) e por voz (dizendo “xis”) é certamente uma ferramenta que vale destacar.

Conclusão

O Quantum Fly é a aposta mais ousada da breve e vitoriosa história da marca. Apresentado como um aparelho topo de linha, o Fly é um excelente smartphone, mas ainda não pode ser comparado com os dispositivos high-end do mercado. O mais “justo” com o aparelho é colocá-lo no segmento intermediário premium.

Dito isso, acho importante analisar o aparelho dentro de seu valor de marcado. Com preço promocional de lançamento de 1.299 reais (à vista) e preço sugerido de 1.499 reais, o Fly se credencia facilmente como a melhor opção de custo-benefício do mercado nacional.

Durante os testes, fiquei muito satisfeito com a qualidade do aparelho, que entrega um ótimo desempenho, além de ser leve e muito bonito. Neste sentido, imagino que um consumidor menos habituado à aparelhos premium, com certeza se impressionará.

Mais do que um ótimo smartphone, o Quantum Fly comprova de que é possível termos uma marca nacional relevante no mercado mobile em muito pouco tempo. Se toda caminhada começa com um pequeno passo, o Fly é certamente um voo para as alturas.

Especificações Técnicas:

Conheça as especificações do topo de linha da Quantum:

ESPECIFICAÇÕES QUANTUM FLY
Sistema operacional Android 6.0 Marshmallow
Processador Processador MediaTek helio X20 deca-core de 64-Bit a 2.1GHz

GPU Mali-T880MP4 a 780MHz

Tela 5.2” LCD com resolução Full HD (1080 x 1920 pixels), 423 PPI

Acabamento 2.5D

Protegida por Corning® Gorilla® Glass 3

Memória 3GB LPDDR3
Câmeras Traseira 16MP com Quantum Resolution, flash, PDAF, f 2.0 e lentes 5P

Frontal 8MP com flash frontal físico, PDAF, ângulo de 80º e f2.2

Armazenamento 32GB – De até 128GB em cartões microSD
SIM Cards Dual SIM (NanoSIM e MicroSIM)
Micro SD Suporta cartões até 128GB
USB Micro USB, suporta USB On-The-Go (USB OTG)
Wireless Wi-Fi 802.11b/g/n
Bluetooth 4.1, suporta Bluetooth LE
Frequências suportadas GSM 850/900/1800/1900 MHz

3G B5/B8/B1 (850/900/2100 MHz)

LTE B3/B7/B28(1800/2600/700 MHz)

Rádio FM Sim
Localização GPS e A-GPS
Bateria Lítio – Polímero 3.000mAh
Cores Aurora Blue (Azul), Cherry Blossom (Rosa) e Stone Grey (Cinza)
Dimensões 14,92cm x 7,35cm x 0,75cm de espessura
Peso 140g
Leitor de impressão digital Sim
Sensores Leitor de impressões digitais, Giroscópio, Bússola (E-Compass), Magnetômetro (Hall), Acelerômetro, Luminosidade e Proximidade

Quantum Fly

Quantum Fly
7.68

DESIGN

8/10

    FUNCIONALIDADES

    7/10

      SOFTWARE

      7/10

        DESEMPENHO

        8/10

          PREÇO

          8/10

            Pros

            • Design e Acabamento
            • Desempenho
            • Preço

            Cons

            • Câmera principal
            • Bateria
            • Slot de memória compartilhado

            Jornalista, fã de cinema e curioso de todas as coisas. Sempre atento às informações, escreve sobre ciência, comportamento e as novidades do mundo tecnológico.

            Comentários

            Mais de Android

            Dica

            Mais Lidas

            Reviews

            Cultura Geek

            Tutoriais

            To Top