Conecte-se conosco
Galaxy-A5-2016 (1)

GADGETS

Review Galaxy A5 (2016): um degrau abaixo do S7

Testamos o Galaxy A5 (2016), smartphone que está uma categoria abaixo do topo de linha da companhia. Veja fotos, preço, os pontos positivos e negativos.

Galaxy-A5-2016 (1)
A Samsung tenta cobrir um espaço específico entre os seus smartphone topo de linha e os modelos intermediários. Antes, eram as versões “mini” da linha Galaxy S que preenchiam esse espaço. Desde 2015, porém, a companhia decidiu apostar na linha Galaxy A para cumprir a função. São três celulares que compõem a marca “A”: A3, A5 e A7. Testei durante as últimas semanas o Galaxy A5, lançado no começo de 2016, e deixo abaixo as minhas impressões.

Layout e Acabamento

O Galaxy A5 (2016) ganhou muitas das características de design do Galaxy S6, apenas com um aspecto menos arredondado. A traseira de vidro e as laterais de metal dão uma pegada firme e confortável. A pequena protuberância da câmera traseira pode fazê-lo escorregar em superfícies mais lisas, vale o lembrete.
Galaxy-A5-2016 (11)
Os botões de volume estão do lado esquerdo, separados um do outro. Já o botão liga/desliga está no lado direito, junto com a bandeja para cartão Nano SIM e microSD. Na parte superior há apenas um microfone, enquanto embaixo estão o alto-falante (numa posição onde o dedo sempre acaba o cobrindo), o plug para fone de ouvido e a entrada micro USB.

O aparelho é muito fino, com apenas 7.3 mm e pesa 155 gramas. A ideia da linha Galaxy A é oferecer aos consumidores um celular com cara de topo de linha, mas com preço ligeiramente menor. E é exatamente o que o modelo proporciona.

Tela

Galaxy-A5-2016 (10)
O Galaxy A5 possui tela Super AMOLED de 5.2 polegadas com resolução Full HD (1080 x 1920 pixels). As características são as esperadas para um smartphone da Samsung: cores muito vibrantes, pretos profundos e um branco bem balanceado. Existem algumas configurações no celular para o ajuste entre um maior ou menor grau saturação, deixando para o usuário configurar ao seu gosto.

Destaque para a boa gama de brilho, competente em ambientes muito claros e muito escuros. Mesmo sob o sol, é possível visualizar as informações com facilidade; no escuro a luz fica baixa para não agredir os olhos.

A tela é, certamente, um dos destaques do aparelho.

Hardware, velocidade e desempenho

Galaxy-A5-2016 (3)
O smartphone possui processador Exynos 7580 Octa-core de 1.6 GHz, acompanhados de 2GB de memória RAM e GPU Mali-T720MP2. Um conjunto competente, capaz de lidar com tarefas mais pesadas e jogos. A transição entre os apps no multitarefa se mostrou consistente, assim como a função multijanela, que exibe dois aplicativos rodando ao mesmo tempo na tela.

São 16GB de armazenamento interno, que podem ser expandidos com cartão microSD. No entanto, ainda há a limitação para a instalação dos aplicativos, já que a Samsung não permite transferi-los de um tipo de armazenamento para o outro. Na prática, só é possível aproveitar o espaço extra para fotos, vídeos e arquivos em geral, os apps sempre ocuparão a memória nativa do celular.

Ele conta também com o sensor de impressão digital, embutido no botão principal. Ao ativar o sensor, é possível desbloquear a tela e autorizar pagamentos no serviço Samsung Pay ou usar a biometria em aplicativos que ofereçam esse tipo de suporte. O sensor não se mostrou tão veloz e consistente quanto nos modelos mais sofisticados da Samsung e por muitas vezes eu precisei repetir as tentativas de desbloqueio.

Sistema

Galaxy-A5-2016 (2)
O dispositivo roda o Android 5.1 Lollipop com a camada de personalização TouchWiz. Repito o que escrevi nas últimas análises de aparelhos da Samsung: a empresa melhorou significativamente o seu software. Não há novidades para aqueles que já usaram um smartphone ou tablet.

O menu de configurações é bem organizado, os aplicativos nativos possuem traços do Material Design, a barra de notificações traz atalhos rápidos e a câmera pode ser ativada rapidamente com dois cliques no botão principal. O número de aplicativos pré-instalados podem incomodar um pouco e há algumas repetições desnecessárias, como dois browsers (Chrome e Internet). A lista de apps possui, entre outros, o OneDrive, Skype e a suíte de produtividade da Microsoft.

Câmera

Galaxy-A5-2016 (12)
A câmera principal do Galaxy A5 possui 13 megapixels, abertura f/1.9 e sensor óptico de estabilização de imagem. O conjunto se mostrou competente para tirar fotos em ambientes claros ou com iluminação natural. Decepciona, às vezes, por estourar partes claras de uma imagem; nesses casos nem o HDR consegue ajudar muito. A qualidade das fotos diminui consideravelmente em baixas condições de iluminação: marcam presença a granulação e as cores ficam mais lavadas.

O A5 também possui o modo “Pro”, para aqueles que gostam de brincar com os ajustes para fotografar. Infelizmente, o software não é tão completo quanto no Galaxy S6 e S7 e dá apenas as opções para controlar o ISO, a exposição e o balanço de branco.

Este slideshow necessita de JavaScript.


A câmera frontal possui 5 megapixels, também com abertura f/1.9. Novamente, em ambientes bem iluminados, dá para tirar boas selfies. O problema é que a Samsung pega muito pesado no pós-processamento, deixando as fotos artificiais.

Duração da Bateria

A bateria de 2900 mAh do Galaxy A5 se mostrou competente. O aparelho passou tranquilamente por um dia inteiro de uso, mesmo que intenso. Com o uso moderado, é possível chegar a um dia e meio longe da tomada. Ele conta ainda com a tecnologia de recarga rápida, completando a carga em cerca de 1 hora e 30 minutos.

Preço e disponibilidade

O Galaxy A5 2016 foi lançado no Brasil no dia 28 de janeiro. O dispositivo está disponível nas cores: preto, rosa e dourado. O preço sugerido é de R$ 2.199,00, mas é possível encontrá-lo mais em conta nas lojas do varejo. Ele sai por R$ 1.999,00 na Magazine Luiza e na Saraiva e R$ 1.798,96 na FastShop.

Conclusão

Galaxy-A5-2016 (9)
O Galaxy A5 é um aparelho equilibrado. Destacam-se o belo design, a autonomia de bateria e a qualidade do display. Por outro lado, a câmera é inconsistente, assim como o leitor de impressões digitais. No meio termo estão o desempenho e o software. O real problema do aparelho é o preço: é difícil aceitar pagar mais de 2 mil reais em um modelo que não é o flagship.

Existem outros smartphones tão bons ou melhores do Galaxy A5 por preços mais convidativos. O mercado não tem sido tão generoso com o consumidor nos últimos meses, e nesses casos é interessante olhar para os modelos topo de linha do ano passado, que ainda entregam uma experiência geral superior a modelos como este.

Galeria de Imagens

Este slideshow necessita de JavaScript.

Especificações Técnicas

  • Processador: Exynos 7580 Octa-core 1.6 GHz Cortex-A53;
  • Memória RAM: 2 GB;
  • Tela: Super AMOLED de 5.2 polegadas com resolução de 1080 x 1920 pixels (424 ppp);
  • Câmera: 13 megapixels, f/1.9, autofoco, OIS, flash LED;
  • Câmera frontal: 5 megapixels, f/1.9;
  • Bateria: 2900 mAh;
  • Conectividade: 3G, 4G, Wi-Fi 802.11 a/b/g/n, A-GPS, NFC, Rádio FM, Bluetooth 4.1, microUSB 2.0;
  • GPU: Mali-T720MP2;
  • Memória externa: suporte para cartão microSD de até 128 GB;
  • Memória interna: 16 GB;
  • Dimensões: 144.8 x 71 x 7.3 mm;
  • Peso: 155 gramas;
  • Sensores: leitor de impressão digital, acelerômetro, proximidade, compasso;
  • Plataforma: Android 5.1.1 Lollipop.

Review Galaxy A5 (2016)

Review Galaxy A5 (2016)
8.5

Tela

9/10

    Hardware

    8/10

      Design

      9/10

        Software

        8/10

          Bateria

          9/10

            Pros

            • Belo design
            • Ótima autonomia de bateria
            • Tela de alta qualidade

            Cons

            • Preço alto
            • Câmera incosistente

            19, estudante de Comunicação e Multimeios na PUC-SP. Curioso e apaixonado por tecnologia, escreve sobre o tema há cinco anos.

            Comentários

            Mais de GADGETS

            Dica

            Mais Lidas

            Reviews

            Cultura Geek

            Tutoriais

            To Top