Conecte-se conosco
Galaxy S5 review SM-G900M showmetech (4)

Android

Review: Samsung Galaxy S5 – um mês inteiro de testes

Depois de testes extensivos feitos com o Galaxy S5 (SM-G900M), novo topo de linha da Samsung, já chegamos a uma conclusão final sobre a qualidade do aparelho.

Galaxy S5 SM-G900M review showmetech

Depois de testes extensivos feitos com o Galaxy S5 (SM-G900M), novo topo de linha da Samsung, chegamos a uma conclusão final sobre a qualidade do aparelho. Analisamos detalhes como layout, potência, usabilidade e, claro, comparamos o S5 com o modelo anterior da empresa (Galaxy S4) e outros concorrentes. Veja abaixo nossas principais impressões:

Design: uma evolução do S4

Galaxy S5 review SM-G900M showmetech (4)

Embora sejam pequenas, as características que diferem o S5 do modelo anterior, o Galaxy S4, trazem um benefício significativo para o novo modelo. Os detalhes escurecidos da tela dão um ar mais sofisticado ao aparelho, as laterais perdem um pouco da curvatura, e a parte traseira ganha uma textura microperfurada que deixa o aparelho bem mais bonito e esconde melhor riscos e manchas de dedos.

Bem centralizados no topo da traseira do aparelho estão a câmera, o flash e o novo sensor de batimentos cardíacos (novidade do S5). No entanto, a Samsung perde pontos ao manter o uso de materiais plásticos na constituição da “carcaça” deste smartphone. O corpo de alumínio será visto apenas no Galaxy S5 Prime, modelo que não deve ser vendido aqui no Brasil.

Com apenas 145 gramas, o S5 é 15 gramas mais pesado que o S4. Agora, o modelo é resistente a água e poeira, ou seja, todas as portas de conexão possuem tampa de proteção e seus componentes são à prova de oxidação. O modelo está disponibilizado nas cores preto, branco, bronze e azul.

Os botões de força e volume continuam nas laterais do aparelho, mas o conector de áudio passou do lado esquerdo da parte superior para o lado direito. A principal mudança é o conector de dados/força, que agora é USB 3.0 e possui uma capa protetora. Ainda que previna que o Galaxy S5 seja danificado pela água, ela incomoda bastante. Já percebeu que você terá que removê-la toda vez que quiser carregar o aparelho, né? Ela também prejudica o uso de dock stations e suportes (como o do seu carro).

O novo formato de conexão é compatível com o anterior (USB 2.0) e também acelera o processo de carregamento da bateria quando o telefone está conectado a um computador, pois o USB 3.0 pode transmitir mais corrente que a versão anterior.

Hardware

O Galaxy S5 possui processador Qualcomm Snapdragon 801, com CPU Quad-core 2.5 GHz Krait 400 e GPU Adreno 330. Outras características incluem 2GB de memória RAM, 16GB ou 32GB de memória interna e suporte para cartões de memória microSD de até 128GB.

As redes suportadas são as tradicionais 2G, 3G e 4G/LTE (incluindo suporte para o 4G brasileiro em qualquer S5 vendido no mundo), WiFi (802.11 a/b/g/n/ac, dual-band, DLNA, Wi-Fi Direct, Wi-Fi hotspot) e Bluetooth (v4.0 with A2DP, EDR, LE). Como citamos no início, a entrada de dados/energia é USB 3.0, com suporte para MHL 2.1 e USB OTG.

Um recurso interessante aplicado ao uso da internet é a função Download Booster, exclusiva do S5. Com ela, é possível combinar o uso da rede WiFi e conexão 4G, simultaneamente, para acelerar o carregamento de dados no aparelho.

A tela do aparelho é ligeiramente maior, com 5,1 polegadas e tecnologia Super AMOLED, que garante cores vivas e bem iluminadas, com melhorias na fidelidade de cores. O display tem resolução Full HD (1920×1080 pixels, 432 ppi) e é um dos melhores já visto em smartphones, mais brilhante e menos refletivo do que o oferecido na geração anterior.

Câmera

s5-camera-app

A câmera do S5 agora tem 16 megapixels, embora isso não faça muita diferença no dia a dia do usuário. A novidade mesmo fica por conta do foco ultra-rápido (a lente precisa de apenas 300 milissegundos para focar em algum objeto) e da ISOCELL, tecnologia que melhora a nitidez das imagens, além de permitir a captura de fotos com mais qualidade em ambientes de pouca luz.

Nesta tecnologia, um fotodiodo iluminado que possui barreiras integradas entre os pixels individuais reduz em até 30% a diafonia elétrica, uma espécie de interferência entre os pixels que pode afetar a qualidade da imagem. O sensor do S5 também é responsável por reduzir a vazão de fótons e fotoelétrons entre pixels vizinhos, o chamado Crosstalk.

O resultado final talvez não seja tão empolgante quanto o anunciado por estas tecnologias. Em nossos testes, a câmera tira ótimas fotos em condições de media ou muita luz (geralmente, impressionando donos de iPhones e modelos Android da Motorola), mas sofre quando é utilizada em ambientes de pouca luz. Neste último, o resultado são fotos granuladas e tremidas.

Outra reclamação sobre a câmera é a demora na inicialização do aplicativo. Ao clicar no ícone, o mínimo que se precisa esperar para tirar uma foto são 5 segundos, uma eternidade para quem não quer perder um momento fotográfico. A Samsung reconhece que este é um bug de software, e já começou a disponibilizar uma correção para acelerar o app. Infelizmente, não se sabe quando os aparelhos brasileiros receberão a atualização. Veja o que ocorre nos testes abaixo:

 

 

 

 

Uma novidade que chega com o S5 é a possibilidade de se gravar vídeos em resolução Ultra HD, ou seja, 4K – 3840×2160 pixels. Além disso, também é possível filmar com qualidade Full HD, HD e VGA.

Similar ao que a Sony já oferece para a linha Xperia, a Samsung passou a disponibilizar modos de edição e filmagem para serem baixados direto da loja Samsung Apps. Eles trazem recursos interessantes para o app de câmera, como modos de filmagem rápida ou ultra-lenta, panoramas, etc. Esta mudança é muito bem vinda, uma vez que torna a interface da câmera muito mais amigável e fácil de usar, livrando-a de recursos que o usuário não queira utilizar.

Outros recursos da câmera incluem o foco seletivo e imagens em HDR, que une fotos tiradas em diversas condições de luz para compor uma imagem final.

Bateria:

Com capacidade um pouco maior do que a do modelo anterior, a bateria do S5 tem 2.800 mAh. Ela ganha do Galaxy S4 (2.600 mAh), mas perde dos concorrentes LG G3 (3.000 mAh) e Sony Xperia Z2 (3.200 mAh).

A melhoria no consumo de energia representada pelo uso do novo processador Snapdragon 801 e a opção de uso do aparelho nos modos Econômico e Ultra-Econômico pretendem fazer com que o S5 resista a horas de uso. O Modo Econômico pode representar um ganho de até 20% na duração da bateria, limitando o uso de dados em segundo plano ou mantendo a tela sem cores (modo monocromático). Já Modo Ultra Econômico (ou Modo de Baixo Consumo) pode ser considerado um dos grandes diferenciais do S5. Nele, o aparelho trabalha somente com apps essenciais, em tela monocromática, conseguindo se manter assim por dias. Isso mesmo, dias! (12 dias, segundo o contador atual).

Ainda assim, não existem melhorias significativas em relação à duração da bateria no modo normal. Nela, o aparelho ficará longe da tomada por até um dia (menos, se você for um hard-user).

Sensores

Galaxy S5 review SM-G900M showmetech (15)

A tradicional gama de sensores do Galaxy S4 (e da maioria dos smartphones do segmento) está presente no S5. O diferencial fica por conta do transmissor infra-vermelho (para quem não possui um S4 ou Xperia ZQ) e dos alardeados sensores biométrico e cardíaco.

Começando pelo último, o sensor cardíaco consegue medir a pulsação do usuário através do uso de um LED vermelho. Em nossos testes, ele se mostrou preciso, embora não seja tão fácil de usar quanto parece (várias vezes, o aplicativo pede que o usuário repita o teste).

O sensor biométrico pode ser considerado como uma evolução no S5, tanto quanto um fracasso. Ainda que ele traga vantagens para o usuário ao possibilitar o desbloqueio do aparelho ou acesso a funções e pagamentos mobile com o uso da digital, seu uso no dia-a-dia é sofrível. Ele mais erra do que acerta na identificação da digital. Assim como ocorre com a câmera, a Samsung já inclui uma correção que pretende melhorar o uso deste sensor no aparelho, mas ela ainda não chegou aos modelos vendidos no Brasil.

Durabilidade

As laterais um pouco mais proeminentes e a certificação IP67 fazem do Galaxy S5 um aparelho mais resistente que o seu antecessor. Ele é resistente à água e a poeira. Em nossas análises descobrimos que o aparelho resiste até ao “teste da pomba”. Sim, ele foi atingido por uma dessas aves peraltas e, sob a responsabilidade do IP67, bastou lavá-lo para continuar o uso.

Pela internet, encontram-se vídeos e testes com o Galaxy S5 dentro d’água. É possível programá-lo com um timer até para tirar fotos dentro de uma piscina, por exemplo, já que submerso não é possível controlá-lo através de toques na tela. Ainda assim, isso não é recomendado neste tipo de certificação, ok? Em teoria, ele é feito apenas para suportar rápidos mergulhos e respingos.

Quanto à tela, esta é protegida pelo vidro Corning Gorilla Glass 3, comprovadamente resistente aos danos e riscos mais comuns.

Interface

Galaxy S5 review SM-G900M showmetech (14)

A conhecida interface TouchWiz ganha um visual mais minimalista, segundo a tendência atual, facilitando o acesso às principais funções do aparelho. Ela continua pesada e mais complicada que a interface Android tradicional, mas melhorou muito.

As principais funções do aparelho podem ser acessadas pela barra de notificações, que é personalizável. No total, é possível listar 25 itens.

Acessórios

Além dos fones de ouvido vendidos com o aparelho, é possível comprar três novos “acessórios” para uso com o Galaxy S5: os smartwatches Galaxy Gear 2 e Gear Fit, e o controle para jogos (Game Pad). Testamos os dois relógios e o veredito é este:

Galaxy Gear 2

galaxy-gear-vs-gear-2-vs-gear-2-neo-vs-gear-fit

Sendo apenas uma ligeira evolução do relógio Gear original, com a desvantagem de não rodar o sistema Android Wear, ele é recomendado para donos de aparelhos Samsung que ainda não possuem um smartwatch. O preço é um pouco proibitivo (R$ 1.248,96 via FastShop), mas este é sem dúvida um gadget interessante. As notificações, no entanto, são limitadas, fazendo com que o usuário se divirta mais tirando fotos, controlando TVs e Home Theaters (com o transmissor infra-vermelho) e trocando faces de relógio, do que usando o aparelho como uma alternativa ao smartphone.

Gear Fit

samsung-galaxy-gear-fit-sam-gfitb-j2

Mesmo tendo um preço mais atrativo (R$ 791,10 pela Fnac), a tela AMOLED curva do Gear Fit e as faces de relógio personalizáveis vêm chamando mais atenção para este modelo do que para o irmão mais caro, o Gear 2. Como um belo relógio digital e medidor de batimentos cardíacos e dados de corridas, ele funciona muito bem. Já no tocante a outras funções, estas podem ser desconsideradas.

Em geral, os acessórios da Samsung são mais caros do que úteis. Mas a escolha pela compra, claro, é uma questão de gosto e interesse pessoal. Eu, por exemplo, estou muito feliz com o Gear Fit (ele realmente impressiona), mas esperava um pouco mais em matéria de notificações do Galaxy Gear.

Galeria de Imagens

Este slideshow necessita de JavaScript.

Conclusão

Em geral, ficamos muito felizes com o resultado total do Galaxy S5. Em termos práticos, não existe muita novidade no “upgrade”, mas a Samsung fez um belo trabalho corrigindo falhas que incomodavam usuários no S4, fazendo do novo Galaxy um smartphone mais bonito e robusto.

Quem comprar o aparelho estará livre do medo de molhá-lo com água e se beneficiará de um design que, além de lindo, protege melhor a tela contra quedas. Os novos sensores também são úteis, especialmente se você pratica exercícios físicos e quer uma nova forma de aumentar a segurança do bloqueio do aparelho.

Disponível em lojas e operadoras brasileiras por R$ 2.599,00 (via Fnac: Galaxy S5 azul, Galaxy S5 preto e Galaxy S5 branco), o S5 não é barato. Assim, a compra dependerá mais do interesse do usuário por todos os recursos nele disponíveis. Para quem pode esperar, o preço deve baixar em breve para um patamar mais próximo aos R$ 2 mil.

Especificações técnicas

Redes 2G, 3G, 4G/LTE Cat.4 (150/50Mbps), com suporte ao 4G brasileiro
Tela 5.1” FHD Super AMOLED (1920 x 1080)
Chipset Qualcomm MSM8974AC Snapdragon 801
CPU Quad-core 2.5 GHz Krait 400
GPU Adreno 330
Sistema operacional Android 4.4.2 (Kitkat)
Câmera 16MP (traseira); 2,0MP (frontal)
Vídeo 4K/UHD a 30 quadros por segundo, alta faixa de definição, estabilizador de vídeo Codec de vídeo: H.263, H.264 (AVC), MPEG4, VC-1, Sorenson Spark, MP43, WMV7, WMV8, VP8Formato de vídeo: MP4, M4V, 3GP, 3G2, WMV, ASF, AVI, FLV, MKV, WEBM
Áudio Codec de vídeo: MP3, AMR-NB/WB, AAC/ AAC+/ eAAC+, WMA, Vorbis, FLAC Formato de vídeo: MP3, M4A, 3GA, AAC, OGG, OGA, WAV, WMA, AMR, AWB, FLAC, MID, MIDI, XMF, MXMF, IMY, RTTTL, RTX, OTA
Funções da câmera Alta faixa de definição (rich tone), foco seletivo, Virtual Tour ShotShot, HDR, e modos adicionais para download na loja da Samsung.
Outras Características e funções IP67; resistente à poeira e à água.
Modo de economia de energia
Download Booster
S Health 3.0
Quick Connect
Modo de privacidade
Modo infantil
Serviços Móveis Google Chrome, Drive, Photos, Gmail, Google, Google+, Google Settings, Hangouts, Maps, Play Books, Play Games, Play Newsstand, Play Movie & TV, Play Music, Play Store, Voice Search, YouTube
Conexão WiFi: 802.11 a/b/g/n/ac HT80, MIMO(2×2)Bluetooth®: 4.0 BLE / ANT+USB: USB 3.0NFCIR Remoto
Sensor Acelerômetro, giroscópio, proximidade, compasso, barômetro, Hall, luz ambiente RGB, Gestos (IR), escaneamento de dedos, sensor de batimento cardíaco
Memória RAM 2GB
Memória interna: 16/32GB, com suporte para cartões microSD de até 128G.
Dimensões 142 x 72,5 x 8,1mm; 145g
Bateria 2800mAh – Duração em modo de espera: 390 horas/ Duração em tempo de chamadas: 21 horas
Preço: R$ 2.599,00 (via Fnac: Galaxy S5 azul, Galaxy S5 preto e Galaxy S5 branco)

E você? Acha que o smartphone da Samsung vale tudo isso? Deixe seu comentário.

Bruno A. Martinez é advogado, bancário e criador do Showmetech. E sim, todo mundo pergunta por que ele não estudou algum curso relacionado com tecnologia.

Comentários

Mais de Android

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top