Conecte-se conosco
videojuego-ciegos

Games

Review: Herocopter – um jogo para quem não pode ver

Semana passada fui ao SB Games aqui em Brasília. O evento se encerrou no domingo, 4 de novembro, no Centro de Convenções. Muita coisa legal mas acho que os produtores não imaginaram que TANTA gente gosta de games aqui no DF. O local estava lotado, muito quente. Em alguns momentos, era difícil de andar por lá.

Vi algumas coisas legais lá e vou começar pela a que mais me impressionou: um jogo para o XBOX 360 com o kinect: Herocopter.

Estava no stand da iDevelop, jogando o Egg jumper (que terá muito em breve um review aqui no SMT), quando um dos responsáveis pelo stand comentou que tinha um jogo para deficientes visuais do outro lado. Larguei o  Egg jumper (que é muito legal) e fui correndo conferir.

Chegando lá, tivemos a oportunidade de conversar com o Bruno, um dos sócios do iDevelop e da Infinite Pixels. Ele disse que foram motivados a criar o game pois um dos seus amigos é cego e queria jogar com eles. Então, arregaçaram as mangas e criaram o Herocopter.

Momento fala que eu te escuto: já fiz um transplante de córnea, uso 3 lentes (tenho 2 olhos mas uso 3 lentes) e eu sei bem o que é não enxergar direito. Até hoje não consigo jogar alguns games por causa da visão. A idéia de um jogo para quem tem problemas com a visão para mim foi um sucesso instantâneo.

Então, lá fui eu feliz e contente testar. O salão do evento estava muitíssimo barulhento mas eu coloquei um fone de ouvido Bluetooth (que ficarei devendo informar a marca e o modelo) para ouvir as direções do copiloto. Ele tinha uma voz bem melodiosa e falava em inglês (o que eu a-d-o-r-e-i). Dizia que a cidade estava sendo inundada e que as pessoas estavam nos prédios, esperando o socorro.

Como funciona:

Seu corpo comanda o helicóptero, que vai automaticamente seguindo para a frente. Com o dorso você o guia, girando para um lado e para o outro. Ao se aproximar das pessoas, você vai ouvindo os pedidos de socorro (help! help! help!) que vão ficando mais alto quanto mais você se aproxima. O copiloto vai ajudando e, para descer no prédio, você tem que se abaixar. E ainda tem relógios pelo caminho para que você possa aumentar o tempo (sim, você tem que salvar o pessoal e voltar para a base com o relógio rodando).

Eu tive uma certa dificuldade porque sou viciada em kinect – o acessório do XBox que permite se movimentar para realizar tarefas dos jogos – fico dançando pra lá e pra cá, mexendo até a ponta do fio do cabelo e no Herocopter. Mas você não precisa de todo este drama, é só mexer da cintura pra cima, com os braços abertos e na hora de fazer os resgates, abaixar os braços e se abaixar (o que facilita demais para os portadores de necessidades especiais).

Tem um vídeo no youtube do jogo:

De verdade, foi uma agradabilíssima surpresa conhecer este jogo. Tem muita coisa legal que pode ser feita para o público que tenha algum tipo de deficiência e ver trabalhos como estes faz a gente pensar como tem tanta gente que ainda não pode tem a possibilidade de jogar games legais.

Apaixonada por Android que adora testar apps =)

Comentários

Mais de Games

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top