Conecte-se conosco
Leap Motion Showmetech Brasil

Ciência e Tecnologia

Review: Leap Motion, o sensor de movimentos “200 vezes mais preciso que o Kinect”

A ideia de ter um “Super-Kinect” para o computador gerou grande expectativa. Seria o Leap Motion capaz de imitar comandos de telas touchscreen? Dá para comandar filmes e rodar jogos com ele? Poderia o Leap substituir o velho mouse? É o que veremos a seguir…

Leap Motion Showmetech Brasil

O Leap Motion é uma daquelas novidades tecnológicas que a gente ouve falar e, depois, conta os segundos para que ela chegue até o mercado consumidor, ou melhor, às nossas mãos. Com a promessa de ser “200 vezes mais preciso do que os sensores similares disponíveis para consumidores”, entre eles o Kinect do Xbox, este pequeno aparelho USB 2.0 de US$ 79,99 (aproximadamente 183 reais) chamou a atenção da mídia mundial. Ele reconhece movimentos das mãos com precisão de 0,01 milímetros, transpondo o resultado para as telas de qualquer PC ou Mac.

A ideia de ter um “Super-Kinect” para o computador gerou grande expectativa. Seria o Leap Motion capaz de imitar comandos de telas touchscreen? Dá para comandar filmes e rodar jogos com ele? Poderia o Leap substituir o velho mouse? É o que veremos a seguir:

O Pacote:

O Leap Motion é equipado com duas câmeras e três LEDs infra-vermelhos que acompanham qualquer movimento dentro do espaço de 0,23 metros cúbicos acima do gadget. Ele deve ser colocado na mesa, em frente ao monitor, calibrando-se automaticamente diante das condições de luz e distância do ambiente.

O pacote contem um pequeno manual de instruções, cartão de boas vindas, dois cabos USB com diferentes tamanhos e o Leap, um pequeno sensor em plástico e aço escovado com dimensões de 80x30x10mm. Ele tem bordas curvas, moldura prateada e uma base de borracha, para evitar que o gadget mova-se pela mesa. Drivers, atualizações e o programa que roda o sensor estão todos disponíveis online, através do site da empresa.

Leap Motion acessórios

Tiramos o Leap Motion  da caixa para descobrir que… recebemos uma unidade com defeito. Ela simplesmente não ligava. Mas, para crédito da dedicada assessoria de imprensa da empresa, eles nos enviaram uma nova unidade em menos de 4 dias. Ao conectá-la ao computador, o gadget é reconhecido e começa a instalar os drivers. Em seguida, é necessário instalar o software e a loja de aplicativos, ambos disponíveis neste link (PCs e Macs). Veja abaixo os requisitos mínimos para cada sistema:

Requisitos Mínimos – PCs:

  • Sistema operacional Windows 7 or Windows 8;
  • Processadores AMD Phenom II ou Intel Core i3, i5 ou i7;
  • 2 GB RAM;
  • Porta USB 2.0;
  • Conexão com a internet;

Requisitos Mínimos – Macs:

  • Sistema operacional Mac OS X 10.7 Lion;
  • Processadores Intel Core i3, i5 ou i7;
  • 2 GB RAM;
  • Porta USB 2.0;
  • Conexão com a internet;

Airspace: a loja de aplicativos

airspace_home_screenshot

Pensando em fomentar um ambiente propício para que desenvolvedores criem e vendam aplicativos para o Leap Motion, foi criada a loja de aplicativos Airspace. Através dela, é possível fazer o download de aplicativos, jogos e recursos que darão vida e utilidade ao aparelho.  O menu de apps é simples, feito para que você possa navegar e selecionar o que quer fazer com o Leap.

Das mais de 75 opções existentes, ainda existe pouca coisa interessante. Os jogos são, em sua maioria, experimentos iniciais com o uso de navegação por movimentos, com gráficos simples e jogabilidade limitada. Como ocorre com novas tecnologias, é possível que aplicações mais bem desenvolvidas sejam lançadas no futuro.

Quanto aos aplicativos, exitem leitores de notícias como o do jornal New York Times, visualizadores de imagens do corpo humano em 3D e os esperados apps de pintura e desenho com movimentos. O destaque vai para os app Touchless for Windows & Mac – que permite o comando de funções do computador com movimentos dos dedos e mãos – e o Unlock, que faz o registro biométrico da mão do usuário para usá-lo como senha de desbloqueio/login do computador.

Preciso, pero no mucho:

Em nossos testes, comprovamos a sensibilidade do Leap Motion, que reconhece quase que instantaneamente qualquer objeto que se movimente acima dos sensores. Ainda assim, existem falhas que prejudicam muito a utilização em games e apps.

Os sensores tem dificuldade em reconhecer os dedos quando estão unidos ou quando as mãos estão inclinadas. Neste momentos, o Leap Motion se confunde, mostrando menos dedos do que deveria e interpretando erroneamente os movimentos. Chega a ser frustrante.

Com isso em mente, a postura ideal da mão para funcionar bem com o Leap Motion é com as palmas voltadas para o aparelho. O dispositivo não lidará bem com formações de mão em forma de pistola ou verticalmente alinhados. O dedo mindinho obscurece o resto, deixando apenas uma única luz tela.

leap Motion review teste 1 leap Motion review teste 2

Para diminuir a margem de erro, recomenda-se usar apenas um ou dois dedos para navegar no desktop. Em testes com o Touchless, aplicativo para Windows e Mac, foi possível operar o computador de uma forma muito semelhante a um tablet, com um ponteiro aparecendo na tela para mostrar onde o nosso único dedo está pairando, enquanto um avanço para frente representa um clique. Para a rolagem de textos e páginas é necessário utilizar dois dedos, arrastando a tela.

Embora estes movimentos sejam facilmente reconhecidos pelo aparelho, é confuso comandar o computador desta forma, já que o Leap Motion não mantém um padrão para as distâncias da tela. É comum, dependendo de como o usuário entra no campo de visão do sensor, ter que fazer movimentos no canto da tela, quando o que o que se vê é um cursor no centro do monitor.

Preço e disponibilidade:

A compra e envio do Leap Motion para usuários brasileiros está momentaneamente indisponível. A empresa enfrenta dificuldades para trabalhar com pagamentos para o Brasil, mas confirma que a situação se resolverá em breve. Enquanto isso, é possível comprá-lo nos Estados Unidos por US$ 79,99 (aproximadamente 183 reais).

Conclusão:

O Leap Motion é uma tecnologia fascinante, mas suas aplicações práticas no dia a dia são ainda duvidosas. Imaginamos que, a medida que forem criados novos jogos e aplicativos com suporte para o sensor, ele se torne cada vez mais interessante.

A dificuldade em reconhecer posições individuais dos dedos, fazendo com que sejam facilmente mal interpretados durante uma aplicação ou jogo, limita sua utilização e pode frustrar o jogador. Outra questão fica por uma limitação natural deste tipo de tecnologia: manter os braços elevados para fazer movimentos no sensor é mais cansativo do que lidar com teclado e mouse.

leap Motion review teste 3

O caminho para o sucesso do Leap Motion parece que está ainda no começo mas, pelo menos, são constantes os progressos incorporados a este gadget através de atualizações de firmware e desenvolvimento de novas aplicações. Acompanharemos as novidades para analisar se, no futuro, se este sensor será finalmente o substituto (ou pelo menos aliado) do teclado e do mouse.

Bruno A. Martinez é advogado, bancário e criador do Showmetech. E sim, todo mundo pergunta por que ele não estudou algum curso relacionado com tecnologia.

Comentários

Mais de Ciência e Tecnologia

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top