Conecte-se conosco

Android

Review: Sony Xperia L

Testamos o smartphone da Sony na faixa dos R$700,00 – R$800,00 com uma variedade de recursos e Android Jelly Bean.

 sony_xperia_l

Depois de uma temporada com um smartphone dual-chip (Motorola D3), cheguei à conclusão que já era tempo de voltar aos modelos single-chip. Por quê? São tantos os motivos, que eu deixarei para citá-los em um post específico sobre o tema. Assim, começo explicando o porquê de ter escolhido o Sony Xperia L como o provável substituto. O resultado, você vê abaixo:

Layout

Quando abri a caixinha, quase caí da cadeira. Que celular bonito! Meu Deus, fiquei com dó de tirá-lo da embalagem, de tão bonito que estava nela. A tela de 4.3 polegadas me assustou um pouco, já que estava acostumada com o pequeno D3, mas o detalhe em alumínio ao redor do celular dá um charme tão grande que o susto passou rapidamente e voltou para a admiração. A parte traseira é de plástico, mas parece ser emborrachada, o que dá mais firmeza na “pegada”.

Do lado direito estão localizados os botões de volume, de power (achei estranho o botão naquele lugar) e mais abaixo o botão da câmera. Na esquerda, a entrada micro USB e, acima, a entrada para o fone de ouvido.

Só pra deixar registrado, quebrei minha unha duas vezes na tentativa de tirar a parte traseira para colocar o chip (aliás, chip normal). Irrelevante? Eu não vejo desta forma. Gosto de coisas fáceis e, considerando que ainda tenho 2 chips ativos, muitas unhas ainda devem se quebrar nestas trocas. Veja aqui uma das tentativas.

Aliás, coisa curiosa: comentando com o meu amigo que comprou o Xperia L sobre esta questão de não conseguir abrir o bichinho: ele disse que foi com a esposa comprar um para ela e que nem o vendedor conseguiu abrir o aparelho para colocar o chip. Tiveram que chamar o gerente que, com muita dificuldade, conseguiu.

Som e imagem

Falar de qualidade sonora das coisas da Sony chega a ser redundante. O fone de ouvido tem um ótimo encaixe, não machuca. O som em seu volume máximo parece baixo, mas, se você tirar o fone, percebe que ele consegue te isolar dos sons externos.

Uma coisa legal: o smartphone disponibiliza um equalizador para você ajustar o som. O padrão é a ClearAudio+, que automaticamente dá clareza ao som. Desmarcando-o, surge a opção “aprimoramentos de som“, que você pode personalizar utilizar opções predefinidas.

Quanto ao som externo, foi uma boa surpresa – tanto na reprodução como na gravação. Dá pra assistir vídeos tranquilamente e com qualidade. A única coisa não muito legal é que o autofalante fica na parte de baixo do aparelho, atrás dele. Se você colocar o aparelho numa superfície, o som fica abafado. Fiz um teste com um vídeo do youtube e jogando Sonic.

Só um detalhe: pra abrir o Sonic, ele deu umas travadinhas. Eu tocava no app, ele ficava todo preto e não abria. Na segunda ou terceira tentativa, o game rodou bem.

Câmera

Eu esperava por algo que me deixasse tão admirada quanto o layout mas… isto não aconteceu. É uma boa câmera, com algumas configurações interessantes. Em “cenas” você pode escolher entre captura suave, paisagem, luz de fundo, retrato noturno, cena noturna, festa, praia e neve, esportes, documentos e fogos de artifício. Gostei muito da opção “efeito fotos”, que você escolhe previamente um filtro para a foto que virá.

xperial_filtros

Esta primeira tela com os filtros deixa a visualização bem lerdinha, mas ao escolher o filtro desejado, a visualização volta ao normal e você só verá o resultado final (com filtro) após tirar a foto. Obrigada ao Sansão (sim, aquele da Mônica) por ser o nosso modelo/manequim.

Em relação à câmera frontal, eu tenho sentimentos conflituosos: vou me basear no Motorola D3, que é o celular que eu usava enquanto fazia o review. O Sony Xperia L fica muito abaixo da média, com luz ou sem luz. Quanto aos vídeos: achei o resultado final mais nítido e com mais cores. Agora, deixando registrado aqui: não sou profissional de fotografia/vídeos, então é uma opinião de usuária leiga. Lá no meu Keek tem um monte de vídeos e, se você ainda não sabe o que é Keek, leia aqui o review.

Bateria

Ah, a bateria… É aquilo que todos gostaríamos que sempre durasse mais e mais. A parte positiva é que a bateria do celular é removível. A parte negativa é que ele não aguentou o meu jeito hard-user de ser. Ela durou entre 8 e 9 horas de ligações, Candy Crush e envios de Keeks – usando muito pouco. Se eu tivesse ficado no Twitter e ouvindo música (como fico no tablet), acredito que ela não teria durado umas 6 horas. O que eu achei curioso é que ela carrega muito rápido, o que é um ponto positivo no fim das contas.

Ligações e SMS

Achei o teclado da Sony muito bom (vide meu amor pelo Swype), com a opção de “desenhar” as palavras. Gostei também do tamanho da fonte usada nos SMSs (para quem tem problemas de vista – como eu – é uma mão na roda!). Quanto às ligações, nada a reclamar e ele cumpre o objetivo de um celular: as pessoas me ouvem bem e eu as ouço claramente.

NFC e GPS

Eu não testei o NFC (esqueci, sorry) mas só de deixá-lo ativo usou muito da bateria (se usou muita bateria sem ser efetivamente usado, imagino eu quando usar). O GPS tem uma boa resposta, demorando em média de 5 a 7 segundos para encontrar os locais no Forsquare com 3G.

Display e processamento

Ele tem uma tela capacitiva de 4.3 polegadas, com 16 milhões de cores e uma resolução de 854×480 pixels. Pessoalmente, eu gostei muito, mas, por várias vezes eu estava tentando rolar a tela e o aparelho entendia que eu estava tocando e aí abria alguma coisa que não era para ser aberto.

Um amigo não gostou da exibição dos apps. Disse que a barra que aparece na parte superior diminui a visualização dos aplicativos para 4 linhas e 4 colunas (no Galaxy, por exemplo, são 5 linhas e 4 colunas). Eu gostei e achei as transições bem fluídas, segue o keek demonstrando isto. Quanto ao processamento dos apps, todos funcionaram bonitinhos (com a exceção do Sonic que deu umas travadas para abrir mas, no seu funcionamento, estava bem fluído).

Fotos*

XPERIA_L_CORES XPERIA_L_CORES2

Fotos capturando as cores do Galaxy S4 e detalhe de um dos ícones (dá pra inclusive ver as dobrinhas do dedo) =)

XPERIA_L_NIKO_FLASH XPERIA_L_NIKO_SEM_FLASH

Meu modelo preferido: Niko Bellic. Na foto da esquerda, com flash. Na da esqueda, sem flash (ambas com luz artificial).

XPERIA_L_FLOR XPERIA_L_FLOR2

Fotos ao ar livre, fim de tarde. A luz no coqueirinho é do Sol.

* é possível que você tenha sentindo uma certa demora em carregar as fotos. Elas foram carregadas no tamanho normal, em média 2MB.

Pós-venda

Meu amigo estava todo feliz com seu Sony Xperia L. Infelizmente, em menos de um mês o fone de ouvido apresentou defeito (você conseguia ouvir aquele barulho de “riscado”). Eu falei: procure o pessoal da Sony, em menos de um mês com problemas? Eles devem trocar!

No entanto, os representantes da empresa responderam por chat no site da Sony que seria necessário enviar tudo (aparelho + carregador + fone) para que haja a troca. Ora, como é que ele vai ficar sem o aparelho? Qual a lógica de ter que mandar até o carregador? Eu mandei um tweet para o @sonyxperiabr no dia 20 de agosto… e até hoje nada. Bola fora, Sony!

Eu não sei se estou mal acostumada com algumas empresas que atendem rápido seus clientes no Twitter, como o Extra, as americanas.com e o querido pinguim do Ponto Frio, mas a inércia da Sony em dar ao menos uma resposta ao meu tweet me deixou chateada.

Entramos em contato com a Sony Mobile por intermédio de sua assessoria de imprensa e recebemos a seguinte resposta:

“Obrigado por entrar em contato com o Suporte Sony Xperia. O motivo do contato via e-mail refere-se ao relato veiculado no blog Showmetech. Pedimos desculpas pelos transtornos causados,será necessário efetuarmos uma avaliação em seu aparelho em uma assistência técnica, por favor, entre em contato conosco com o aparelho em mãos para melhor auxiliarmos.”

Preço e conclusão

O Sony Xperia L pode ser encontrado entre R$ 699,00 e R$ 820,00, dependendo da loja escolhida. Pessoalmente, acho que o preço está alto, especialmente com tantos aparelhos da linha Xperia à venda no mercado. Para mim, o preço ainda está meio salgado mas fiquem atentos a promoções, é uma alternativa legal de um Android mid-end.

Pontos Positivos:

  • Tela de 4.3 polegadas;
  • Layout com qualidade Sony;
  • Carrega rapidamente a bateria;
  • Boa qualidade sonora em chamadas, músicas e vídeo, com equalizador e personalizações;

Pontos Negativos:

  • Bateria de curta duração;
  • Dificuldade em remover a tampa do aparelho;
  • Baixa qualidade para fotos e vídeos gravados com o aparelho;

Especificações técnicas

  • Modelo: Sony Xperia L
  • Redes: 2G e 3G;
  • Processador: dual-core 1GHz ARMv7 (VFPv4, NEON);
  • CPU: Adreno (TM) 305 – QCT MSM8930 MTP;
  • Chipset: Qualcomm MSM8230 Snapdragon;
  • Tela: Display de 4,3″ TFT, 854 x 480 pixels e 16.777.216 de cores; capacitiva (~228 ppi);
  • Proteção: vidro resistente a riscos;
  • Sistema: Android 4.1 (Jelly Bean);
  • Câmera: 8 megapixels com foco automático (3264 x 2448 pixels), HDR, flash e zoom digital de 4x;
  • Câmera (vídeos): gravação de vídeo (HD 720p);
  • Câmera frontal: VGA;
  • Memória RAM: 1 GB;
  • Memória interna: 8 GB;
  • Slot de expansão: cartão microSD, até 32 GB;
  • Áudio: entrada áudio de 3,5 mm;
  • Bluetooth: tecnologia sem fio Bluetooth 4.0;
  • WiFi: sim, 802.11 a/b/g/n, dual-band, Wi-Fi Direct, DLNA, Wi-Fi hotspot;
  • DLNA Certified;
  • Sensores: acelerômetro, proximidade, bússola;
  • NFC: sim;
  • GPS: sim, com suporte para A-GPS;
  • Bateria: 1750 mAh;
  • Cores: branco, preto, vermelho;
  • Dimensões: 128.7 x 65 x 9.7 mm;
  • Peso: 137g;

 

*Atualizado 24/09/13 com resposta oficial da Sony Mobile sobre o pós-venda.

Apaixonada por Android que adora testar apps =)

Comentários

Mais de Android

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top