Conecte-se conosco
Xperia E dual

Android

Review: Xperia E dual

O Xperia E dual é um smartphone dual chip anunciado em dezembro de 2012. Tivemos a oportunidade de testá-lo por uma semana. Veja aqui nossas impressões sobre ele.

Xperia E dual

Com tantas operadora, planos e promoções, sabemos que realizar uma ligação para alguém que possuí a mesma operadora que você pode ser barato. Mas quando é para uma operadora diferente sabemos que será salgado para o bolso do usuário.

A alternativa que muitos brasileiros seguiram foi possuir mais de um celular, comumente passamos a ver pessoas com 2 celulares, e algumas até com 4 celulares. Atentas a isso, as fabricantes estão investindo, cada vez mais, no lançamento de celulares com capacidade de uso de 2 chips, já que é uma necessidade crescente no Brasil há um bom tempo.

Anunciado em dezembro de 2012, o Xperia E dual vem para concorrer com alguns smartphones com Android que já possuem tal capacidade, tais como o Galaxy S Duos (veja aqui),  e o Motorola Razr D1 e D3 (veja aqui).

 

 

Layout e acabamento

O Xperia E fica bem confortável em praticamente qualquer mão. Suas dimensões são 113.5 x 61.8 x 11 mm, excelente para quem não está procurando um smartphone gigante.

Ele possuí 115.7 gramas, e considerando o seu tamanho, não é um celular muito leve, mas está longe de ser pesado também, diria que é um peso bom para se ter uma boa pegada sem incomodar.

Com um design elegante e simplista, retangular e preto com bordas prateadas, o Xperia E utiliza um padrão comum entre smartphones, mas com traços que mostram que ele tem sua própria identidade e não está tentando se parecer com nenhum outro.

A parte traseira possuí uma espécie de plástico emborrachado que dá muita aderência e sensação de durabilidade.

A remoção da capa traseira não foi simples a princípio, diferente de todos os aparelhos que tinha utilizado. Ela exige que pressione com os dedos nas laterais inferiores (ao contrário da maioria que exige que você puxe a capinha para fora). Só consegui retirar a capinha graças ao manual, mas posso dizer que, embora a primeira vez seja difícil, uma vez aprendido se torna muito simples e fácil. Não precisa de força, só jeito mesmo.

 

Sistema Operacional

O aparelho vem com o Android Ice Cream Sandwich (4.0.4). Ao liga-lo apareceu uma mensagem de atualização, mas por ser somente 0,1 MB e precisar de computador eu decidi não atualizar. Pelo tamanho deve ser algum update de correção de bugs menores. Achei uma pena não terem feito a atualização por OTA (Over The Air), pois é mais simples para o usuário comum.

O Launcher é o mesmo da linha Xperia. Uma novidade é a barra de energia na barra de notificações. Não sei se é o primeiro aparelho da linha Xperia a trazer isto, mas foi o primeiro que testei.

Em resumo, eu gosto do launcher da Sony pois ele não é tão instrusivo, traz alguns widgets úteis e não remove tanto a aparência do Android padrão.

Existe ainda um recurso chamado Smart Connect, que não pude testar muito, mas parece ser interessante. Pelo que vi a ideia é que o celular agirá de determinada forma quando estiver conectado a bateria, dependendo do horário. É como se fosse um pedacinho do programa Tasker, que tem por objetivo automatizar algumas ações. Ele, por exemplo, coloca o smartphone em silencioso quando se conecta o aparelho ao carregador durante a noite, e possui algumas outras configurações.

 Atualização Xperia E

 

Display

O Xperia E possuí uma tela modesta, com apenas 3,5 polegadas e resolução de 320×480 pixels, o que resulta em uma densidade de 165ppi. As cores e luminosidade são boas, mas a tela é um pouco prejudicada pela resolução, nos levando a dizer que este não é um ponto forte do aparelho. Mas lembro que é um low-end, ou seja, um smartphone barato e configurações modestas. Então está de acordo com seus concorrentes.

Velocidade e desempenho

O processador é um Cortex-A5 de 1 GHz, o que considero justo para os low-ends de hoje, e a GPU Adreno 200, em conjunto com 512 MB de memória RAM.

Na prática ele está bem ágil na navegação do sistema e aplicativos simples, além de rodar alguns jogos 3D bem divertidos. Testei Minecraft, Toy Story Smash It e GTA Vice City e o nível de fluidez foi muito bom, o GTA VC estava com o FPS baixo, mas ainda jogável. Surpreendente para um smartphone dessa categoria.

 Xperia E - GTA VC

Aplicativos

Os aplicativos pré-instalados no Xperia E dual não me desagradaram. Além dos apps padrões do Android, já vem instalado apps úteis como Twitter e Evernote, mas o melhor é que eles não são instalados como apps do sistema, então caso não utilize é só desinstalar.

A compatibilidade com os aplicativos também é boa. Não senti falta de nenhum app popular e todos os apps testados estão funcionando perfeitamente.

 

Reprodução de vídeos

O Player de vídeo nativo é bem limitado, tentei rodar um vídeo .mkv e não funcionou, mas não se preocupe, o player nativo do Android é assim mesmo. Por isso existem diversas alternativas como MXPlayer, BSPlayer e vários outros.

Após baixar o MXPlayer realizei o teste novamente e funcionou. Não posso dizer que ficou muito fluído, mas consegui assistir. Lembrando mais uma vez que este aparelho está fazendo coisas que poucos smartphones da categoria realizam.

 Xperia E - Vídeo

Câmera (Fotos e vídeos)

A câmera traseira possuí 3.15 MP com a resolução de 2048×1536 pixels e o vídeo é VGA, não é muito, mas é o esperado. O smartphone não possuí câmera frontal. Deixemos as fotos falarem pela câmera, já que nesses casos apenas dados não são suficientes.

O Xperia E dual também possuí um botão exclusivo pra câmera, que todos sabemos o quanto facilita a vida, principalmente quando queremos usar a câmera traseira.

A filmagem esta inclusa no vídeo ao final da matéria.

 

 

 

 

Armazenamento

A memória interna é de 4 GB, mas apenas 2 GB é acessível ao usuário. A Sony fez aquela divisão que eu não gosto nenhum pouco particularmente, de deixar 738 MB como memória do Telefone e 2,01 GB como espaço total. Particularmente prefiro quando a memória é unificada, mas como deixaram um valor aceitável para memória interna os problemas futuros podem ser bem menores. Ainda há possibilidade de usar um microSD de até 32 GB.

 

Duração da Bateria

A bateria é Li-Ion com 1530 mAh. Ela teve um bom desempenho com meu uso moderado entre os testes. Apesar de ter uma boa quantidade de mAh para o tamanho da tela, com certeza não fará milagres.

Em resumo, é mais do mesmo como outros smartphones. Se você faz um uso pesado, ele provavelmente vai precisar ser carregado uma vez por dia.

No GSMArena tem um teste mais profundo sobre a bateria do aparelho. (Veja aqui)

 

Preço e disponibilidade

O preço está na faixa de R$ 500,00 e já está disponível em grandes lojas de varejo.


Vídeo

 

Conclusão

O mercado para os dual-chip está se aquecendo, e isso só vem para nos beneficiar.

O Xperia E dual está muito estável, consegue rodar jogos interessantes e consegue atender às necessidades da maioria dos usuários. Ele ele tira de letra atividades básicas como ler emails, acessar redes sociais e ainda suporta 2 chips. Isso tudo sem contar na acessibilidade do preço se comparado aos seus concorrentes.

Gostei muito do aparelho, ele busca ser acessível e não um super smartphone. Embora possua algumas limitações, faz muito bem o que se propõe a fazer. Se você está precisando de um dual-chip e não costuma jogar jogos mais pesados e não quer gastar tanto, está mais que recomendado.

 

Galeria de imagens

 

 

Especificações Técnicas

Dimensões:113,5 x 61,8 x 11 mm

Peso: 115,7 g

Sim: single ou dual chip

Bluetooth: 2.1

USB: MicroUSB

Processador: 1 GHz Cortex-A5

GPU: Adreno 200

Resolução: 320 x 480 pixels, 3,5 polegadas com densidade 165ppi

Memória interna: 4gb (2 gb acessível para usuário, expansível com SD até 32gb)

 

Programalista e fã do Sistema Operacional Android, procurando sempre ter um pouco mais de conhecimento sobre todo o ambiente em torno deste robozinho verde.

Comentários

Mais de Android

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top