Conecte-se conosco
valkyrie-robot-nasa-mit_0

Ciência e Tecnologia

NASA cria robô humanoide para explorar Marte

"Operação Valquíria": robô humanoide

A humanidade tem um fascínio por Marte. Desde os anos 70, enviamos sondas ao planeta vermelho com o intúito de compreendê-lo melhor.  A NASA, agência espacial americana, já tem inclusive planos de enviar seres humanos para lá, mas reconhece que são grandes os desafios de adaptação.

O planeta que tem uma superfície desprotegida contra a radiação solar e são grandes os extremos de temperatura, duas condições que podem ser fatais para os humanos. Ciente desse desafio e pensando em alternativas, a agência criou também um robô humanoide, batizado de “Valkyrie“, que vai ajudar na futura exploração e colonização de Marte.

Valkyrie faz parte de um investimento em longo prazo da agência espacial americana de criar mecanismos robóticos autônomos ou parcialmente guiados à distância, para ajudar a criar ambientes propícios a vida humana em outros planetas. O robô apresentado já é a quinta geração da família e deverá participar da competição Darpa Robotics Challenge (DRC), que ocorrerá no fim do mês.

É quase o Homem de Ferro...

É quase o Homem de Ferro…

O Valkyrie tem 1,9 metros de altura e pesa 125 kg e foi feito para se parecer com um humano. Apesar de ainda estar longe disso, já representa grandes avanços. Nicolaus Radford, gerente de projetos da NASA, afirma que ele também é revestido de uma espuma: “Se você encostar nele enquanto estiver trabalhando, você não sentirá o metal frio e duro. Você quer que ele pareça natural, como um ser humano normal trabalhando ao seu lado.”

Infelizmente, um dos pontos fracos do Valkyrie, que apesar do nome, não tem gênero definido, é sua bateria. Nem a NASA conseguiu criar uma bateria melhor para o seu robô. Ele tem apenas 1 hora de autonomia, até pedir recarga, ainda que a bateria possa ser trocada em minutos.

O “robô super herói” tem câmeras instaladas em todo o seu corpo e tem braços idênticos, para caso um apresente defeito seja substituído pelo outro. Ele poderá ajudar a NASA em missões em ambientes em que um astronauta não conseguiria sobreviver, sendo útil para mover objetos pesados e carregar ferramentas, não sendo apenas um mero robô de exploração.

Assista um vídeo e veja ele (ou ela), em funcionamento:

Gostou da ideia de enviar robôs à Marte?

Fontes: ibtimes e exame.com

Desenvolvedor web, técnico em eletrônica, geek desde criança, nerd e gamer caixista, ama Halo e Gears of War mas está esperando a SEGA lançar outro console porque é fã de Sonic. Entusiasta de tecnologia em geral, ama robôs e PC gaming.

Comentários

Mais de Ciência e Tecnologia

Dica

Mais Lidas

Reviews

mx anywhere 2

GADGETS

Review: Mouse Logitech MX Anywhere 2

Por 20 de março de 2017
Ar condicionado de mesa Evapolar. Cor branco
Review: Nintendo Switch é puro potencial

Ciência e Tecnologia

Review: Nintendo Switch é puro potencial

Por 3 de março de 2017
SSD WD Blue 1TB review

Comparativo

REVIEW: SSD WD BLUE da Western Digital

Por 23 de fevereiro de 2017
galaxy a5 2017

Android

Review do Galaxy A5 2017: Galaxy S7, é você?

Por 20 de fevereiro de 2017

Cultura Geek

Tutoriais

Subir