Conecte-se conosco
smt-Cinema-Novo-Galaxy-S7-capa2

Câmeras

Samsung quer facilitar os novos caminhos do cinema com o Galaxy S7

Veja como o Galaxy S7 pode ajudar uma nova geração de cineastas a criar novos movimentos artísticos, como o Cinema Novo

Cinema Novo

Veja como o Galaxy S7 pode ajudar uma nova geração de cineastas a criar novos movimentos artísticos, como o Cinema Novo

O Cinema Novo foi o movimento cinematográfico mais importante que o Brasil já produziu. Em linhas (muito) gerais, pode-se dizer que o movimento surge da frustração que os jovens cineastas, que após a falência das grandes companhias cinematográficas paulistas, como a Vera Cruz, desejou fazer um cinema com mais realidade, mais conteúdo e menor custo.

Tendo como lema “uma câmera na mão e uma ideia na cabeça“, cineastas como Glauber Rocha, Leon Hirszman, Rogério Sganzerla entre outros, promoveram uma revolução no cinema brasileiro. Neste contexto, a popularização de algumas tecnologias foi fundamental para que o Cinema Novo acontecesse.

Quando a Samsung lançou o Galaxy S7, o fotógrafo J.R. Duran foi um dos convidados para falar sobre a qualidade da câmera do novo aparelho. Na ocasião, o reconhecido profissional com passagem marcante pela revista Playboy, afirmou que só utilizaria um smartphone para fotografar “o dia que uma câmera fotográfica atendesse chamadas“. Segundo Duran, este dia chegou com o lançamento do S7 (confira no vídeo acima).

Saindo da fotografia e retornando ao cinema, verificamos que a tecnologia disruptiva presente nas câmeras dos novos smartphones, também proporciona a produção de vídeos de alta qualidade. Na prática, significa que com um Galaxy S7, por exemplo, seria possível não apenas fazer vídeos caseiros domésticos, mas produzir longas-metragens e documentários, que inclusive participam de festivais de grande importância para o mercado.

Poster do filme Tangerine (EUA, 2015)

Um bom exemplo disso é o filme Tangerine (EUA, 2015). Dirigido por Sam Baker, o longa retrata uma realidade pouco mostrada no cinema tradicional: a vida das transexuais profissionais do sexo. Com um orçamento de 100 mil dólares, o diretor não conseguiria cobrir os gastos com equipe, câmeras e aparatos profissionais. Dessa forma, Baker rodou o filme utilizando apenas câmeras de iPhones 5 e um adaptador anamórfico para melhorar as imagens. Para a edição final, o cineasta contou com o auxílio do o aplicativo FiLMiC Pro, que custa 8 dólares (cerca de 25 reais).

Tangerine foi recebido com entusiasmo pela crítica e recebeu 4 indicações para o Independent Spirit Awards, uma das mais prestigiadas premiações do cinema independente mundial. O sucesso do filme prova que o principal lema do Cinema Novo pode atualizado para: “uma ideia na cabeça e um celular na mão“. No Brasil, o cineasta Frank Mora acaba de finalizar seu filme Charlotte SP (ainda sem data de estreia definida), utilizando os mesmos conceitos. Mais exemplos devem surgir, já que a cada dia smartphones como o Samsung Galaxy S7, estarão disponíveis para das formas à imaginação dos cineastas.

Entrevista

Para entender melhor como as novas tecnologias presentes nas câmeras do Galaxy S7 podem ajudar novos produtores, entrevistamos Renato Citrini, gerente sênior de produto da divisão de dispositivos móveis da Samsung no Brasil.

1 – Como os smartphones podem mudar a forma de se fazer filmes?

Renato CitriniÉ sabido que o smartphone já consegue substituir tantos outros aparelhos, então podemos entender que seria inevitável seu uso como ferramenta para gravações com uma qualidade superior. Hoje o Galaxy S7 consegue gravar filmes na tecnologia 4k, a que existe de mais moderna no mercado. Desta maneira, muitos profissionais percebem o smartphone como uma alternativa viável para produção de obras artísticas, inclusive. 

O uso do Galaxy S7 para capturar vídeos em alta qualidade oferece outros benefícios ao usuário, como o autofoco inteligente, que permite um foco automático extremamente rápido e preciso, que na prática se traduz em transições naturais e de qualidade, ainda que a imagem esteja em movimento. Outro fator que mostra as vantagens do novo topo de linha da Samsung está na resolução de anseios do consumidor, como na inclusão de um estabilizador óptico, que permitem que as imagens capturadas fiquem mais estáveis, mesmo em situações com pequenos tremores, comuns em espetáculos. 

A gravação em ambientes pouco iluminados com boa qualidade é mais um ponto que aponta o smartphone, em especial o Galaxy S7, como uma boa alternativa para gravação de vídeos caseiros. Talvez para vídeos profissionais o equipamento necessário demande melhor iluminação, mas em momentos importantes da vida, como numa reunião social, ou um show à noite, o aparelho consegue suprir essa necessidade e entregar um resultado realmente surpreendente.

2 – O Galaxy S7 conta com algum adaptador anamórfico para capturar imagens panorâmicas?

Renato Citrini: A Samsung Mobile oferece um portfolio diverso de smartphones, wearables e acessórios, mas adaptadores anamórficos não fazem parte do escopo da empresa.

3 – Tão importante quanto a qualidade do vídeo, é a edição das imagens. A Samsung possui algum app próprio para a edição de vídeos (tipo FiLMiC, ou FinalCut)?

Renato Citrini: A Samsung oferece gratuitamente o editor de vídeo, que pode ser baixado no Galaxy Apps. Com ele é possível editar facilmente qualquer gravação, seja para incluir algum efeito ou cortar a captura de acordo com o gosto do usuário. O aplicativo é perfeito para vídeos caseiros do dia a dia, mas que precisam de um ajuste ou outro antes de serem compartilhado.

4 – Dicas de recursos e ferramentas para produzir seu filme em casa com o Galaxy S7.

Renato Citrini: A Samsung tem como características estar sempre à frente do seu tempo, e inova a cada lançamento de seu portfolio. A chegada dos novos Galaxy S7 e Galaxy S7 edge trouxeram a inédita abertura de f/1.7 em um smartphone, além da tecnologia Dual Pixel, conhecida entre equipamentos profissionais. Com ela, cada pixel do sensor do smartphone conta com dois fotodiodos, diferente de outros aparelhos, que trazem uma tecnologia comum, resultando em qualidade inferior nas fotos e vídeos.

A câmera oferece também o modo Transmissão ao vivo, que serve para compartilhar em tempo real um vídeo com os amigos. Ele funciona de maneira simples, onde o usuário deve apenas selecionar a função e ter uma conta do YouTube vinculada. Com isso, o smartphone inicia automaticamente a transmissão, podendo selecionar a maneira de divulgação como pública ou privada. 

Para fotografias, a função Panorâmica em Movimento é outra funcionalidade dos novos Galaxy S7 e Galaxy S7 edge. Ela consegue montar uma foto panorâmica, mas borrões quando algum objeto se move durante a captura. Isso cria uma imagem em movimento, dando uma nova experiência para suas fotos.

Jornalista, fã de cinema e curioso de todas as coisas. Sempre atento às informações, escreve sobre ciência, comportamento e as novidades do mundo tecnológico.

Comentários

Mais de Câmeras

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top