Connect with us

Ciência e Tecnologia

Senegal cria uma uma moeda totalmente digital semelhante à Bitcoin. Entenda

Ao contrário de moedas digitais criptografadas comuns, porém, a eCFA será controlada por um Banco Central.

Moedas digitais são vistas como o “futuro do dinheiro” por muitos especialistas. Há várias opções disponíveis atualmente, com a Bitcoin sendo a mais famosa, e o Senegal anunciou sua própria versão usando os mesmos conceitos. Trata-se da eCFA, que passará a ter existência legal no país, inicialmente coexistindo com a CFA atualmente em circulação. Ela foi criada em colaboração do Banque Régionale de Marchés (BRM), no Senegal, com a startup especializada em blockchain eCurrency Mint Limited, em Dublin. Ou seja, usará todas as vantagens inerentes de um sistema de blockchain (mais sobre isso adiante).

Ao contrário de moedas digitais criptografadas comuns, porém, ela será controlada por um Banco Central, que controlará a quantidade em circulação. Na prática, isso significa que ela pode ser inflacionada, o que não acontece com a Bitcoin, que possui uma quantidade fixa. Ou seja, isso permite que o Senegal imprima dinheiro, assim como crie regulamentações específicas para o eCFA. O Banco Central neste caso é o West African Economic and Monetary Union (WAEMU), que posteriormente introduzirá o eCFA nos países que atualmente usam o CFA. Entre eles, Benin, Burkina Faso, Mali, Niger e Togo.

Blockchain

O principal conceito por trás da eCFA, e moedas digitais de uma forma geral, é a blockchain. A melhor forma de entende-la é pensar em um registro temporal de transações imune à edições posteriores. Se uma transação é registrada na blockchain, ela não pode ser alterada. Como? Usando um registro descentralizado, onde todos observam e verificam as transações de todos.

Essa estratégia garante um nível de segurança gigantesco, já que o torna mais resistente à fraudes. Além disso, é mais transparente e segura. Somente uma operação pode ser observada e verificada por diversos observadores. Além disso, usa técnicas de criptografia para impedir operações fraudulentas.

Vale comentar que o Senegal é o segundo país a criar uma moeda totalmente digital. A Tunísia saiu na frente com o eDinar, também baseada em blockchain. Será uma oportunidade e tanto para testar a força das moedas digitais, e os países africanos certamente estão saindo na frente nesse ponto.

Fonte: Futurism

Continue Reading

Apaixonado por livros e ávido devorador de conteúdo, passa um bom tempo separando o que é informação e o que é ruído.

Comments

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top