Conecte-se conosco
Hotel espacial

Ciência e Tecnologia

Hotel no espaço será testado

Hotel espacial

Na última semana, a NASA anunciou que a Estação Espacial Internacional (EEI) receberá pela primeira vez um módulo adicional.  Segundo a agência norte-americana, a última vez que se realizou uma operação deste porte foi no ano de 2011.

Apesar de parecer uma tarefa simples para a NASA, alguns problemas surgiram, pois não havia um consenso em como fazer para “inflar” este novo cômodo. Como já dito o novo módulo se difere das muitas outras partes que compõem a EEI. Por tudo isso, ele foi denominado BEAM (Bigelow Expandable Activity Module), ou seja, módulo expansivo ativo.

O BEAM foi lançado esta semana dentro de uma capsula de carga da SpaceX, o módulo foi desenvolvido pela Bigelow Aerospace, e é feito de um dos tecidos mais macio e dobrável do mundo,  com capacidade de aguentar ambientes hostis no espaço e adivinhe só, o composto do material do produto é um segredo guardado a varias e varias chaves, pois sete como diz o ditado, seria pouco!

Mas afinal, qual seria a resposta correta da duvida deixada anteriormente a respeito de como se faz para inflar a capsula? A resposta que a NASA deu foi um tanto simplista, dizendo apenas que a capsula foi projetada para inflar em órbita, e que a grande vantagem deste novo tipo de modulo foi poder economizar mais do que a metade do que era utilizado para levar modelos atuais de alumínio para a Estação Espacial Internacional.

Funcionamento do Hotel Espacial

bigelow3

A tecnologia ainda está sendo testada, então é inviável que astronautas já a utilizem, mas quando puder ser utilizada, será integralmente (o tempo todo). Neste momento da fase de teste, a maturação da tecnologia está sendo aprimorada, ficando em observação para ver como ela irá reagir com os micrometeoritos, que as vezes colidem com a Estação Espacial.

A ainda que se observar os resultados da variação de temperatura e radiação, lembrando que o fator radiação deve ser sempre muito bem monitorado, pois pode ser o limiar entre um projeto dar ou não certo.

Segundo o engenheiro da NASA, Joel Montalbano, o módulo ficará trancado a maior parte do tempo e a equipe poderá entrar apenas para recolher informações e analisar o estado que se encontra o material do hotel.

Foguete voltando a base de lançamento

Foguete voltando a base de lançamento

Umas outra característica importante do projeto (e que pouca gente percebeu) é que o foguete que leva para a orbita a nave Dragon está sendo reutilizado. Dessa forma a missão também representa um avanço no que se refere a gastos.

Se tudo correr como o previsto, a empresa Bigelow pretende dar inicio a construção de uma estação espacial totalmente privada, servindo tanto de destino para pesquisadores e clientes privados, como também para turistas. Robert Bigelow já é dono de uma grande e renomada cadeia de hotéis em todo o mundo. Aparentemente, para alguns empresários nem o céu é o limite de suas ambições.

Cursando Análise e Desenvolvimento de Sistemas (Instituto Federal São Paulo - Campus de Presidente Epitácio). Foi Professor do Mini Curso de desenvolvimento de Aplicativos/Jogos com C# e Unity3D para o Instituto Federal de São Paulo na III Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. Foi desenvolvedor de um jogo para dispositivos móveis multiplataforma. Concluinte de Iniciação Científica em Desenvolvimento de Jogos e Aplicativos para Dispositivos Móveis, foco em Educação do público infantil. Faz desenvolvimento e modelagem 2D/3D para Jogos com Blender 3D e Autodesk Maya. Atualmente esta desenvolvendo um jogo educativo com sistema distribuído para o projeto de Iniciação Científica.

Comentários

Mais de Ciência e Tecnologia

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top