Connect with us
Snapchat processado

Aplicativos

Snapchat é acusado de expor menores à conteúdo sexual em processo nos EUA

Um adolescente de 14 anos e sua mãe ingressaram com uma ação contra Snapchat, alegando que o serviço Discover do aplicativo rotineiramente expõe menores de idade à conteúdo sexual

Snapchat processado nos EUA por expor menores à conteúdo sexual

Reclamantes acusam o Snapchat de exibir conteúdo sexual à menores sem aviso prévio aos usuários ou seus pais.

Ainda que a internet tenha promovida uma revolução na nossa forma de viver, para muitas pessoas o ambiente fere os princípios morais mais conservadores. Nos Estados Unidos, um adolescente de 14 anos e sua mãe ingressaram com uma ação judicial contra Snapchat, alegando que o serviço Discover do aplicativo rotineiramente expõe menores de idade à conteúdo sexual explícito sem aviso aos usuários ou seus pais.

O processo foi apresentado nessa quinta-feira (7) na Corte Distrital da Califórnia Central pelo advogado Mark Geragos que acusa o Snapchat de violar a Communications Decency Act, uma lei de 1996 destinada a regular a pornografia na internet. Entre diversas situações consideradas ofensivas, o menor e sua mãe citam como um post do BuzzFeed intitulado “23 fotos que são reais demais se você já fez sexo com um pênis“. O reclamante afirma que “fotos inocentes de filmes favoritos de John foram transformadas em imagens obscenas e sexuais“, segundo o processo.

O Discover é a plataforma que é foca da ação

Nos primórdios da sua existência, o Snapchat tinha a reputação de ser uma mídia social “ousada”, onde adeptos de “nudes” e “sexting” encontravam um ambiente favorável para troca de mensagens. No entanto, a plataforma expandiu seus horizontes, se tornando uma espécie de febre, especialmente entre os Millennials. A ação se concentra especificamente no Discover, serviço lançado em 2015 que serve como plataforma editorial para divulgação de conteúdos de grandes marcas como BuzzFeed, Fusion, MTV e Cosmopolitan.

Em nota oficial, o Snapchat disse que ainda não recebeu a notificação judicial, mas que seus responsáveis se sentem tristes por alguém ter ficado ofendido com os posts. “Nossos parceiros do Discovery têm liberdade editorial, que é algo que nós apoiamos“, diz o comunicado. Apesar da motivação moral, os reclamantes querem que o Snapchat pague uma quantia em dinheiro (sem revelar o valor) pelos danos sofridos.

Jornalista, fã de cinema e curioso de todas as coisas. Sempre atento às informações, escreve sobre ciência, comportamento e as novidades do mundo tecnológico.

Comments

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top