Conecte-se conosco
Star Wars Commander - Dart Vader

CULTURA GEEK

O Guia (quase) definitivo sobre o Universo Star Wars

Star Wars voltará aos cinemas em dezembro e o mundo inteiro está vivendo um despertar da força. Por conta disso, fizemos um Guia sobre o Universo Star Wars, confira

pôsteres de Star Wars

Star Wars voltará aos cinemas em dezembro e, por conta disso, o mundo inteiro está vivendo um “despertar da força”. Desde o início do ano a Lucasfilm, em parceria com a Disney, tem feito ações para engajar os fãs da saga e já coleciona diversos méritos.

Mas, como estamos falando de uma história que começou em há muito tempo, numa galáxia muito, muito distante… (mais especificamente, em 1977),   você provavelmente nem era nascido e são grandes as chances de que não conheça a trilogia original, não é mesmo?

Então, não se preocupe. Montamos um guia definitivo sobre Star Wars, pensado para a geração SnapChat. Confira os detalhes abaixo, para ir tranquilo aos cinemas e postar seus comentários sem correr o risco de passar vergonha:

Darth Vader em Star Trek?

Regra #1 Star Trek é diferente de Star Wars

Star Wars não é o mesmo que Star Trek

A primeira coisa que você deve aprender meu jovem padawan, é: Star Wars e Star Trek são franquias diferentes. Agora vamos aos detalhes.

Star Wars, ou Guerra nas Estrelas no Brasil, é a ópera espacial épica, idealizada e produzida por George Lucas, que mudou os rumos do cinema quando foi lançada em 1977. Ela conta a história de um grupo de rebeldes que lutam contra o grande império intergalático. Um ponto definidor: a Terra, nosso planeta, não faz parte deste contexto.

Star Trek, por outro lado, conta as aventuras interestelares do Capitão James T. Kirk e sua tripulação dentro uma nave espacial da Federação Unida dos Planetas: a USS Enterprise. Ela se originou com uma série de TV dos anos 60, e não de um filme, mas já foi expandida para mais de 12 filmes e 5 novas séries. E, aqui, a Terra faz parte do contexto.

Episódio IV – o primeiro a ser lançado

Star Wars - Uma nova esperança (1977)

Star Wars – Uma nova esperança (1977)

Muita gente acha estranho e até confuso o primeiro filme da saga ser o episódio IV, porém existe um motivo bem óbvio para isso. George Lucas, o criador da saga, era apenas um diretor de cinema iniciante quando a idealizá-la. Ele mal havia emplacado um filme, American Graffiti, comédia ambientada na década de 1950, que foi seu único sucesso antes do estrondoso Star Wars.

O roteiro inicial da saga era imenso e poderia render mais de 12 horas de filme, mas estúdio nenhum seria louco de aceitar uma história assim. Então, Lucas decidiu dividir a história em 6 filmes, criando duas trilogias. Como achava que a segunda trilogia seria a mais fácil de ser vendida a um estúdio, ele começou por ela. e achou melhor tentar vender a segunda parte. Mesmo assim, não foi nada fácil.

Filmes de guerra estavam em baixa na época e a ficção científica era considerada um gênero tão pobre quanto saturado. Por acreditar em sua história, Lucas decidiu tentar vender pelo menos o capítulo inicial para os estúdios Universal e Warner, que recusaram de cara. A FOX teria feito o mesmo se não fosse por Alan Ladd Jr., chefe de recursos criativos da empresa, que apaixonou-se pela visão de Lucas e convenceu o estúdio a fazer o filme. 

Por não acreditar tanto em Star Wars, a FOX fez como a Xerox, que deu a interface gráfica e ideia do mouse de mãos beijadas para Steve Jobs da Apple. Ela cedeu à Lucas todos os direitos para uma continuação (eles acreditavam que Star Wars não passaria daquele filme) e a propriedade de todo o merchandising proveniente dos filmes. Imagino que o arrependimento bateu na porta da FOX tempos depois…

Com 8 milhões de dólares em mãos, Lucas teve que criar o impossível para a época. Com a crise dos filmes de ficção científica, vários estúdios de efeitos especiais fecharam as portas. Por essa razão, ele resolveu criar o seu próprio, o ILM – Industrial Light & Magic, que hoje cria efeitos inimagináveis e está na vanguarda das tecnologias digitais. Inclusive falamos dele aqui, recomendo a leitura.

E esses eram só os primeiros problemas… praticamente todo o elenco e equipe de produção não acreditava que Star Wars funcionaria, e o que vou falar agora pode deixar fãs da saga ofendidos, mas Sir. Alec Guinnes, o Obi-Wan da trilogia original, não se orgulha de ter participado dos filmes. Ele disse, inclusive: “Exceto pelo dinheiro, eu me arrependo de ter embarcado no filme”. Ele explicou o porquê durante as filmagens: “Recebo novos diálogos ridículos todos os dias… E nenhuma das falas torna o personagem claro ou pelo menos aceitável”. Foi o próprio ator que sugeriu a morte de Obi-Wan, na intenção de sair da série. “Eu não aguento mais toda essa besteira”, disse.

Mesmo com todos os desafios, o primeiro filme não só foi um sucesso como deu espaço para as continuações sem intervenção do estúdio. Pela primeira vez, um diretor de cinema tinha controle total sob sua criação. Então, as continuações O Império Contra-Ataca, lançada em 21 de maio de 1980, e O Retorno de Jedi, lançada em 25 de maio de 1983 foram financiadas com o dinheiro do próprio George Lucas e seu novo estúdio, o LucasFilm.

Conhecendo os principais personagens

Luke Skywalker

Luke-Skywalker_dd9c9f9b

Quando menino, era fazendeiro em Tatooine, uma país desértico dominado pelos Hutts, gangsters intergaláticos. Luke Skywalker morava com seu tio Owen e uma tia. Era órfão e de origem humilde, mas junto com Han e Leia, conseguiu combater o perverso Império e se tornar um dos maiores Jedis que a galáxia já conheceu.

Princesa Leia Organa

princesa-leia

Uma das maiores líderes da Aliança Rebelde, destemida no campo de batalha e dedicada a acabar com a tirania do Império, Leia Organa não faz o tipo de mulher indefesa e em perigo. Ela é uma das maiores personagens de Star Wars e é disputada por Luke e Han. Por ter um fraco por canalhas… e descobrir que o jovem Jedi era seu irmão, você já imagina com quem ela acabou se juntando, não é mesmo? O resto da história, só vendo os filmes.

Han Solo

HAN-SOLO

Contrabandista, ordinário, herói e capitão da Millennium Falcon, é um dos grandes líderes da Aliança Rebelde. Ele e seu copiloto Chewbacca passam a acreditar na causa da liberdade galáctica, juntando-se a Luke Skywalker e à princesa Leia Organa na luta contra o Império. E que fique claro, Han Solo atira primeiro…

Chewbacca

chewie-db_2c0efea2

Lendário guerreiro Wookiee, carinhosamente chamado de Chewie e copiloto de Han Solo a bordo da Millennium Falcon, Chewbacca faz parte de um grupo restrito de rebeldes que restaurou a liberdade na galáxia. Conhecido pelo pavio curto e pela precisão com uma balestra Wookiee, ele também tem um grande coração — e uma lealdade inabalável aos amigos. Dono de uma força incomum e um dialeto peculiar, é o mascote preferido de todos os fãs.

Yoda

Yoda-Retina_2a7ecc26

Anakin Skywalker

anakin_skywalker_by_delianne

Descoberto por Qui-Gon Jinn e Obi-Wan Kenobi quando era escravo em Tatooine, Anakin Skywalker tinha o potencial de se tornar um dos mais poderosos Jedi de todos os tempos. Alguns acreditavam que ele era o Escolhido da profecia, aquele que traria equilíbrio à Força. Herói das Guerras Clônicas, Anakin era gentil e compassivo, mas seu medo de perda acabaria se tornando sua ruína.

C-3PO

C-3PO-See-Threepio_68fe125c

C-3PO é um atrapalhado, carismático e engraçado droide programado para trabalhar com etiqueta e protocolo, criado pelo heroico Jedi Anakin Skywalker, quando criança, e companheiro constante do astromecânico R2-D2. Ano após ano, ele se envolve em alguns dos momentos mais decisivos e nas batalhas mais eletrizantes da galáxia, e é fluente em mais de seis milhões de formas de comunicação e a voz atual do Waze.

R2-D2

R2-D2_41dacaa9

Desenvolvedor web, técnico em eletrônica, geek desde criança, nerd e gamer caixista, ama Halo e Gears of War mas está esperando a SEGA lançar outro console porque é fã de Sonic. Entusiasta de tecnologia em geral, ama robôs e PC gaming.

Comentários

Mais de CULTURA GEEK

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top