Conecte-se conosco
smt-IgNobel-P1

CULTURA GEEK

Tempo médio para urinar e ferroada no pênis estão entre os destaques do prêmio IgNobel 2015

Confira a lista completa dos vencedores do IgNobel 2015, premiação paródia do Nobel que seleciona os resultados mais inusuais de pesquisas científicas.

smt-IgNobel-P1

Durante a noite desta quinta-feira (hora de Brasília), ocorreu o anúncio dos vencedores do 25° Prêmio IgNobel. A premiação paródia do prêmio Nobel original, é realizada, todos os anos, numa cerimônia no Teatro Sanders da Universidade de Harvard e seleciona os resultados mais inusuais ou obtidos em pesquisa científica.

Criado pela revista de humor científico Annals of Improbable Research (Anais da Pesquisa Improvável), a ideia busca laurear pesquisas raras, além de honrar a imaginação e atrair o interesse público para a ciência, a medicina e a tecnologia.

Neste ano, a grande sensação foi Michael Smith, vencedor da edição deste ano, que deixou-se ser picado 200 vezes, em 25 regiões de seu corpo para testar os níveis de dor após ferroadas de abelha. Smith concluiu que as partes menos dolorosas são o crânio, a ponta do dedo médio do pé e o braçoOs mais dolorosos foram o órgão sexual masculino, a narina e o lábio superior

Outro destaque foi para o grupo de cientistas europeus e de Taiwan que levou o IgNobel de Física ao descobrir que a micção (ato de expelir urina voluntariamente ou não) não depende do tamanho corporal. Isto porque todos os mamíferos do jardim zoológico de Atlanta com mais de 3 kg demoram 21 segundos para urinar, mesmo tempo médio que um ser humano leva para praticar o mesmo ato.

Mais do que o lado pitoresco das descobertas, o IgNobel reforça e destaca o lado mais apaixonado e curioso do ser humano em relação à ciência. Confira abaixo a lista completa de vencedores do 25° Prêmio IgNobel:

Química – Callum Ormonde (University of Western Australia) e os colegas, para inventar uma receita química para cozinhar um ovo parcialmente.

Física – Patricia Yang (Georgia Institute of Technology, EUA) e colegas, para testar o princípio biológico que quase todos os mamíferos esvaziam suas bexigas em cerca de 21 segundos.

Literatura – Mark Dingemanse (Instituto Max Planck de Psicolinguística, Holanda) e seus colegas, para descobrir que a palavra “huh?” (ou seu equivalente) parece existir em cada linguagem humana.

Gestão – Gennaro Bernile (Singapore Management University) e colegas, por descobrir que muitos líderes de negócios passaram por desastres naturais (como terremotos, erupções vulcânicas, tsunamis e incêndios florestais) e não tiveram consequências pessoais terríveis.

Economia – A Metropolitan Police Bangkok (Tailândia) por se oferecer para pagar dinheiro extra a policiais se eles se recusam a aceitar subornos.

Medicina – Hajime Kimata (Kimata Hajime Clinic, Japão) e também Jaroslava Durdiaková (Universidade Comenius, Eslováquia) e seus colegas, por estudar os benefícios biomédicas ou conseqüências biomédicas de beijos intensos (e outras, atividades interpessoais íntimas).

Matemática – Elisabeth Oberzaucher e Karl Grammer (Universidade de Viena, Áustria) para tentar usar técnicas matemáticas para determinar se e como Moulay Ismael, o Sanguinário, o Imperador Sharifian de Marrocos, conseguiu durante os anos de 1697 e 1727, ser pai de 888 filhos .

Biologia – Bruno Grossi (Universidade do Chile) e colegas, para a observação de que, quando você anexar uma vara na extremidade traseira de uma galinha, ela em seguida, caminha de uma maneira semelhante àquela em que os dinossauros podem ter caminhado um dia.

Medicina diagnóstica – Diallah Karim (Stoke Mandeville Hospital, Reino Unido) e seus colegas, para determinar que apendicite aguda pode ser diagnosticada com precisão pela quantidade de dor evidente quando o paciente dirige sob vigilância de redutores de velocidade.

Fisiologia e entomologia –  Justin Schmidt  (Instituto Biológico Southwest, EUA) criou o Índice de Sting Dor Schmidt, que classifica a dor que as pessoas sentem quando picado por vários insetos; e Michael L. Smith (Universidade de Cornell, EUA), para organizar cuidadosamente para abelhas a picá-lo repetidamente em 25 locais diferentes em seu corpo, para saber quais locais são os menos dolorosa (o crânio, ponta dedo médio, e do braço ). e que são as mais dolorosas (a narina, lábio superior, e pênis).

Jornalista, fã de cinema e curioso de todas as coisas. Sempre atento às informações, escreve sobre ciência, comportamento e as novidades do mundo tecnológico.

Comentários

Mais de CULTURA GEEK

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top