Conecte-se conosco
smt-TwitterCopyright-capa2

Notícias

Todos os direitos reservados: Twitter passa a reprimir o furto de piadas

Twitter passa a reprimir o furto de piadas. Rede social notifica usuários que usarem piadas postadas alheias sem o devido apontamento dos créditos

smt-TwitterCopyright-P1

A notícia serve de alerta aos “Ladrões de piadas” (o que é que isso venha a significar em tempos de internet): O Twitter está mudando sua política de autoria e passará a reprimir os plágios de piadas e comentários. Em um ambiente livre e dinâmico como encontramos no Twitter, é natural existir muitos perfis fakes, spam bots e trolls que conseguem acumular muitos seguidores (lembram do perfil da Monica Matos?) usando a comédia como plataforma.

No entanto, a rede social parece agora estar usando regras de direitos autorais para policiar este tipo de fraude humorística. O Twitter está apagando e escondendo os tweets reportados como furtados e imediatamente fazendo referência ao post original como o “detentor dos direitos autorais“, conforme pode ser observado na conta @PlagiarismBad (Plagiarism Is Bad, algo como Plágio é Ruim) criada para essa finalidade.

smt-TwitterCopyright-P3

O caso mais notório ocorreu com Olga Lexell (@runolgarun), que se identifica como escritora independente em sua bio. Ao ver que um de seus tweets foi copiado por outras pessoas, Lexell os denunciou para o Twitter, que em seguida, apagou as cópias. A escritora escreveu mais tarde na rede social que, como freelancer, depende de suas piadas no Twitter para exercer a profissão, e por isso acredita que os outros usuários não devem copiar suas mensagens sem dar o devido crédito.

Lexell ainda contou, em entrevista ao portal The Vergeque essa não é a primeira vez que a rede social apaga piadas que outros usuários plagiaram dela. Ela disse que preencheu um formulário e o Twitter apagou as mensagens alguns dias depois, sem pedir mais informações.

smt-TwitterCopyright-P4

Imagem by Carlos Latuff

A assessoria da rede social não quis comentar sobre as contas individuais e disse apenas estar seguindo a política de direitos autorais genérica da empresa, e que dá ao autor do suposto plágio um prazo de 10 dias para se defender, além de publicar todas as queixas ao projeto de pesquisa Chilling Effects. No entanto, a metodologia ainda não está clara e não se sabe, por exemplo, se usuários que copiarem piadas de outras redes sociais, e em seguida postarem no Twitter, também serão notificados, ou se o método de verificação será apenas interno.

Os tweets copiados foram apagadas sob os fundamentos jurídicos previstos na DMCA (Digital Millennium Copyright Act), lei americana que garante, dentre outras coisas, direitos autorais a criadores de conteúdo, incluindo vídeos e fotos. Somente no ano passado, o Twitter recebeu mais de 25 mil notificações dessa natureza. Para notificar o “furto” de uma de suas mensagens, basta acessar o formulário disponível no site.

Gostaram da novidade? E se o usuário “furtar” a piada que ouviu na padaria? Poderá o balconista exigir os direitos autorais?

Jornalista, fã de cinema e curioso de todas as coisas. Sempre atento às informações, escreve sobre ciência, comportamento e as novidades do mundo tecnológico.

Comentários

Mais de Notícias

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top