Conecte-se conosco

Android

Um espião no seu celular

Imagine que você participa de um Big Brother, real e sem limites, em seu celular, sem a certeza de que há alguém espiando (ou não). Parece sonho, não é? Mas essa é a realidade. Um desenvolvedor americano descobriu que não é necessário que um software seja instalado para que você tenha informações direcionadas a algum servidor, pois ele já está lá, instalado em segredo pela Carrier IQ, na maioria dos Androids mais recentes, BlackBerry, telefones Nokia, WebOS e até em dispositivos iOS, incluindo o iPhone.

Imagine que você participa de um Big Brother, real e sem limites, em seu celular, sem a certeza de que há alguém espiando o que faz. Parece sonho? Mas é realidade. Um desenvolvedor americano descobriu que não é necessária a instalação de um software para que as informações do seu telefone sejam direcionadas para um servidor. O software Carrier IQ já vem instalado na maioria dos aparelhos recentes com sistema Android, além de celulares BlackBerry, Nokia e até em dispositivos iOS, incluindo o iPhone.

Trevor Eckhart, responsável pela descoberta, analisou o funcionamento do Carrier IQ que secretamente transmite informações do usuário, aparentemente para operadoras e fabricantes realizarem um “controle de qualidade”. A existência desse software é negada pela empresa, mas um vídeo publicado por Eckhart contraria a afirmação.

No Android, o software não pode ser desativado. A saída é uma ROM customizada que não o contenha.  No iOS, ele(aparentemente) pode ser desabilitado. O software não foi encontrado no Windows Phone, assim como no XOOM original e na linha Nexus (o que leva a conclusão de que faz parte das alterações dos fabricantes em nas customizações). A RIM ainda não se pronunciou sobre o assunto e a Nokia afirma que seus aparelhos não são vendidos com o Carrier IQ.

Segundo o responsável pela descoberta, os dados do aparelho – incluindo conteúdo de mensagens de texto, são enviados aos servidores da Carrier IQ. A empresa ameaçou processar Eckhart, mas voltou atrás e declarou ao site Wired.com que as informações são usadas para “compreender a experiência móvel do usuário, onde as chamadas de telefone são descartadas, onde a qualidade de sinal é ruim, etc”.

[Com informações da Gizmodo, Wired.com e 9to5mac]

"There was a young lady named Bright Whose speed was far faster than light; She set out one day In a relative way And returned on the previous night."

Comentários

Mais de Android

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top