Conecte-se conosco
nokia normandy android phone

Android

Vazam imagens do Android produzido pela Nokia

A Nokia pretendia lançar um aparelho de baixo custo da sua linha Asha que rodasse aplicativos desenvolvidos para o Android. Mas com a compra pela Microsoft, será que a estratégia será mantida? Um Android produzido pela Nokia salvaria a empresa?

Nokia Normandy Android

Nokia Normandy, o primeiro smartphone Android da fabricante finlandesa.


Há muito tempo, fãs da fabricante finlandesa de smartphones Nokia aguardavam pela notícia de que a empresa trocaria o sistema Windows Phone, desenvolvido pela Microsoft, pelo Android, produzido pelo Google. Este momento pode estar mais próximo do que muitos imaginam.

Uma imagem vazada pelo notório perfil @evleaks no Twitter, no mês passado, mostrava um telefone semelhante ao Asha 501, porém com proporções maiores, o que indicava que a Nokia pretendia agregar telas maiores à sua linha de smartphones baratos. O que não se sabia e que foi revelado hoje pelo The Verge, é que este aparelho, codinome “Normandy”, é equipado com uma versão do Android (um fork, no jargão técnico).

Isso siginifica que o sistema da Nokia não seria o mesmo Android controlado pelo Google e amplamente usado por Samsung, LG, Motorola, etc, mas uma customização indepentente da finlandesa, semelhante ao que a Amazon faz nos tablets Kindle.

O Asha “Normandy” não teria acesso aos serviços do Google e nem à Google Play Store, loja de aplicativos do Android, mas boa parte dos apps seria compatível mesmo assim; provavelmente a Nokia os disponibilizaria em sua própria loja.

Nokia Asha 501

O Normandy lembra o design do Asha 501


O Normandy, porém, jamais deve ver a luz do dia. Embora as fontes indiquem que ele está em pleno desenvolvimento, com a recente autorização dos órgãos de defesa da concorrência dos EUA e da Europa para a aquisição da unidade de aparelhos móveis da Nokia pela Microsoft, o lançamento dele no mercado é bastante improvável.

Inclusive, especulava-se que a proposta de compra só foi feita após sinais de que a Nokia abandonaria o barco, deixando o Windows Phone sem o apoio de sua principal fabricante. Embora o Normandy fosse um modelo básico, o lançamento de um topo de linha com câmera PureView se tornaria uma questão de tempo.

A Nokia vinha tendo dificuldades em adaptar os requisitos técnicos do Windows Phone para faixas de preços mais baixas. Agora unificada sob a Microsoft, é possível que a empresa consiga forçar o sistema a patamares mais acessíveis. Seu aparelho mais barato até hoje, o Lumia 520, custa R$ 499 no Brasil. Enquanto isso, o Asha 501 custa R$ 299 e há modelos ainda mais em conta.

Fonte: The Verge

Já vivia na nuvem antes de ser modinha.

Comentários

Mais de Android

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top