Conecte-se conosco
carros-congestionamento

Aplicativos

Os piores e os melhores lugares para dirigir no mundo

O Waze começou a avaliar a experiência de condução de 50 milhões de usuários em 32 países e em 167 áreas metropolitanas.

carros-congestionamento
O Waze começou a avaliar a experiência de condução de 50 milhões de usuários em 32 países e em 167 áreas metropolitanas. O resultado é a criação do primeiro “Índice de Satisfação do Motorista” do mundo. A empresa pretende divulgar o índice todos os anos.

Os primeiros resultados já saíram, com dados analisados ao longo de 40 dias. A pontuação vai de 10 a 1, sendo que 10 significa extremamente satisfeito e 1 totalmente insatisfeito. O Índice de Satisfação Global do Motorista do Waze é baseado em seis fatores básicos:

  • Nível de frequência e gravidade de congestionamento
  • Qualidade e infraestrutura das ruas e rodovias
  • Segurança do motorista baseada em acidentes, perigos nas vias e condições meteorológicas
  • Serviços como acesso a postos de gasolina e facilidade de estacionamento
  • Aspecto socioeconômico, incluindo o acesso a carros e impacto dos preços do combustível
  • “Wazeyness”, o nível de utilidade e felicidade dentro da comunidade Waze

De acordo com os dados coletados pelo aplicativo, a Holanda é o país mais agradável para se dirigir e com a menor quantidade de trânsito, mesmo sendo um dos mais povoados do mundo. Holanda, Eslováquia, Suécia e a República Tcheca relataram uma experiência de condução fácil e leve.

Os Estados Unidos também aparece como um bom país para os motoristas, graças às pequenas cidades que contam com infraestruturas apropriadas. Cidades como Phoenix e Arizona têm as melhores condições de trânsito do mundo, com poucos congestionamentos e motoristas que se identificam como “felizes”.

Por outro lado, a Indonésia possui o maior número de cidades onde o motorista passa por uma terrível experiência de condução. Manila, nas Filipinas, reportou o pior tráfego. Rio de Janeiro, São Paulo e Jakarta, na Indonésia, não estão muito atrás.

O Brasil ficou entre os 15 piores países nos quesitos: nível de satisfação, índice de congestionamento, qualidade das vias, aspecto socioeconômico e Wazeyness (felicidade). O tempo médio que os usuários levam de casa para o trabalho foi também dimensionado. Os cariocas levam em média 38,4 minutos, já os usuários de São Paulo levam 32,8 minutos.

Em compensação, a Grande São Paulo ficou em primeiro lugar no item “Trânsito Seguro”, com a menor incidência de perigos, incluindo carros parados no acostamento da estrada, acidentes, atropelamentos, entre outros. Campinas ficou em 6º lugar.

São Paulo e Rio de Janeiro estão entre os 15 primeiros com maior número de postos de combustível, serviços e estacionamentos, classificados em 4º e 13º lugar respectivamente.

A Bélgica, de acordo com o índice do Waze, é o país com os maiores índices de agradecimento e de motoristas que se consideram felizes. Motoristas da Indonésia são os mais propensos a se sentir estressados ou infelizes.

Os chilenos estão entre os mais positivos, enquanto que os motoristas italianos têm um grande índice de frustração – apesar do ranking do Chile ser ruim em vários índices e da Itália possuir estradas exemplares.

O infográfico abaixo resume os dados coletados, exibindo a nota para trânsito, tempo de casa para o trabalho, serviços, qualidade das vias, socioeconômico e felicidade.

6_Metro_ScoreCards_Waze_1247

19, estudante de Comunicação e Multimeios na PUC-SP. Curioso e apaixonado por tecnologia, escreve sobre o tema há cinco anos.

Comentários

Mais de Aplicativos

Dica

Mais Lidas

Reviews

Cultura Geek

Tutoriais

To Top